SÍNTESE HISTÓRICA

Na fonte do Carisma: 
 
Nossa história começa com experiência de cinco mulheres seguidoras de Jesus Cristo. Esse grupo inicial, atraído pelo Mistério de Deus, abriu-se ao apelo de doar a vida em favor dos pobres e enfermos. No dia dois de dezembro de 1899, na Igreja da Lapa/RJ, a Fundadora deu o primeiro SIM. Saquarema e Campos, no estado do Rio de Janeiro, foram os primeiros espaços de Missão da Congregação. No dia 08 de março de 1906, com a morte da Fundadora, a semente penetrou no profundo da terra, pronta para germinar, brotar e crescer. Porque “Se o grão de trigo não morrer, não terá a luz da vida.” Madre Margarida do Coração de Jesus foi eleita Superiora Geral e passa a ser guardiã dessa preciosa semente até o ano de 1915. 
 
Transferência para Minas Gerais: 
 
Por força das circunstâncias o primeiro grupo, ainda frágil, precisou transplantar a semente. No ano de 19012 as Irmãs saíram de Campos e foram cuidar da semente em Cataguases/MG. Nesse novo terreno elas a protegeram das intempéries. A semente desabrochou na terra acolhedora e calorosa de Cataguases, Zona da Mata Mineira. Vieram os frutos. Vieram as muitas estações e a árvore se manteve de pé, tendo que aguentar os dias de inverno, serenamente; apreciar os dias de verão, com valentia, alegrar-se com a primavera, florindo sempre em tons variados de cores; suportou também o outono, deixando cair suas folhas. São muitos os fatos que comprovam esse período da vida da Congregação. Aí se deu a criação do primeiro Colégio Nossa Senhora do Carmo em terras mineiras. No dia 26 de abril de 1915, Irmã Bernadete da Imaculada Conceição foi eleita Superiora Geral. No dia 02 de fevereiro de 1925 a Congregação recebeu a aprovação diocesana das Constituições e Regras depois de adaptadas ao Código de Direito Canônico. O mandato de Madre Bernadete perdurou até 1930 com o falecimento dela. 
 
Sob os cuidados da Arquidiocese de Mariana/MG 
 
Cataguases estava sob a jurisdição dessa Arquidiocese, Bispo era Dom Silvério Gomes Pimenta. Ele acolheu as Irmãs e deu-lhes significativo apoio nessa fase de expansão. Dom Helvécio Gomes de Oliveira o substituiu em 1922. A Congregação cresceu em número e na capacidade de se organizar como Instituição Religiosa, assumindo sua missão diante da sociedade, da Igreja e do Carmelo. No dia 09 de setembro de 1913 recebeu o Decreto de Agregação à Ordem do Carmo. Era necessário se estruturar nas diversas áreas: formação inicial e permanente, formação profissional para atender as novas exigências da missão, organização jurídica civil, aquisição de bens, gerenciamento do patrimônio, das finanças e da economia. Com o correr dos anos, a Congregação centralizou sua presença na cidade de Mariana, transferindo para lá o Noviciado, em 1924 e a Casa Matriz, em 1944. Nos anos de 1930 a 1940, Madre Maria Magdalena de Pazzi atuou como Superiora Geral, dando lugar para Madre Glória e depois para Madre Maria de Nossa Senhora Aparecida. O cenário mundial apontava para grandes mudanças na sociedade. A Igreja se preparava para celebrar o histórico evento do Concílio Ecumênico Vaticano II, que aconteceu na década de 60. Tudo indicava que nossa Congregação passaria por essas mudanças de época. A partir da década de 1960 vimos sinais de um novo tempo que perdura até os dias atuais. As Irmãs Maria Henriqueta, Ilma Duarte Martins e Maria José Fernandes, cada uma no seu tempo, viram acontecer a inevitável virada da Congregação no período de Atualização da Vida Religiosa, recomendado pela Igreja. 
 
Época dos Centenários 
 
No limiar do Terceiro Milênio, e do século XX I, celebramos os centenários de Agregação à Ordem do Carmo, de Fundação da Congregação e da Morte da Fundadora. Irmã Marlene Frinhani, Superiora Geral, presenciou a realização desses centenários. Constatou a necessidade de criar novos mecanismos de animação da Vida Religiosa. Publicações, releitura do Carisma, incentivo à vivência espiritual, expansão missionária, contemplação dos rostos cada vez mais diferenciados e gritos cada vez mais altos a serem ouvidos. Irmã Dazir da Rocha Campos vem dando continuidade à história da Congregação na tentativa de dar novas e urgentes respostas aos apelos da Igreja e da sociedade. O canteiro continua pertencendo à Divina Providência. 

Primeiras Irmãs em 1909

Saquarema

Campos

Cataguases


Rua Caraça, 648 / Serra / Belo Horizonte - MG / CEP: 30220-260
E-mail: secretgeral@carmelitasdiviprov.com.br
Telefone: (31) 3225-4758

Irmãs Carmelitas
Da Divína Providência