Últimas Notícias


Encontro Nacional das Novas Gerações

De mãos dadas e com coração transbordante de esperança, a juventude da Vida Religiosa Consagrada se reuniu na manhã do dia 10 de abril, para aprofundarmos o tema – Diversidade, em busca da fraternidade. O encontro foi assessorado pelo Pe. Luiz Côrrea Lima SJ que, atualmente,desenvolve pesquisa sobre história da Igreja, modernidade, gênero e diversidade sexual.

Éramos em torno de 120 jovens religiosos consagrados. Tínhamos no grupo junioristas e recém professos perpétuos, residentes em todas as regiões brasileiras. Quanta animação e vibração! Fomos acolhidos com muito carinho, pelas coordenadoras gerais da Comissão Nacional das Novas Gerações, Ir. Maria José Xaviermjc e Ir. Maristela Ganassini fscj, juntamente com os demais da equipe nacional. Recebemos palavras de ânimo da Presidente da CRB – Nacional, Ir. Maria Inês Vieira Ribeiromad, entusiasmando-nos a ser este sangue novo na VRC, aprendendo a acolher o diferente do próximo e a não nos esquecer de encher nossas talhas de bondade e ternura.

Após a oração inicial, foi-nos apresentada a logomarca das Novas Gerações. Na imagem podemos perceber a “CRUZ: é o sinal do cristão. Recorda-nos os Mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, o principal modelo da Vida Religiosa Consagrada. É também a personificação da construção do Reino de Deus a ser continuado pelas Novas Gerações. Por este motivo, as letras N e G completam a figura da Cruz. A cor predominante é o verde, cor da esperança, a esperança em Cristo Jesus.
OS TRÊS CÍRCULOS ABERTOS: a simbologia dos três (03) círculos abertos faz alusão à Santíssima Trindade, dando continuidade à missão da Vida Religiosa Consagrada de anunciar a Revelação do Deus Trino na história da humanidade. São elementos de unidade. Não estão fechados, pois enfatizam a abertura e o diálogo com as realidades emergentes. Proporcionam a participação e a contribuição igualitária, inclusiva e corresponsável dos membros, na construção da identidade das NG, neste mundo em constante mudança.
AS LISTRAS VAZADAS: remetem à identidade visual da CRB Nacional, da qual o projeto Novas Gerações faz parte. Procuramos trazer um fragmento da identidade da CRB, evidenciando
como um movimento dinâmico direcionado para as NG, demonstrando a comunhão plena entre ambas.”

Na abordagem do Tema – Diversidade, Pe. Luiz nos trouxe a mensagem da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021, enfatizando a Paz. Jesus Cristo, razão suprema da nossa fé, nos ensinou, com gestos e palavras, que o Reino de Deus é para todos. Tomemos como exemplo a escolha dos discípulos de Jesus, todos com sua singularidade. Aos olhos dos doutores da lei, eram todos pecadores e impuros, e isso se repete nos nossos tempos. Sim, apesar do conhecimento adquirido e dos inúmeros exemplos históricos, como a escravidão e as guerras, ainda precisamos concretizar nossos discursos de Paz e Misericórdia.

Refletimos bastante sobre a Comunidade LGBTQI+, que vem sofrendo muito com os discursos de ódio e preconceito. São privados de estar na comunidade eclesial, devido sua condição sexual, excluídos e condenados por discursos fundamentalistas religiosos. A eles Deus também convida para a Missão! Se nós somos convidadas (os) a integrar nossa sexualidade, por que eles também não podem amadurecer sua sexualidade, e assumir o seguimento a Jesus Cristo na Vida Religiosa Consagrada e nos diversos ministérios da Igreja?

Papa Francisco tem buscado, em suas atitudes como líder da Igreja, congregar de maneira saudável esses Irmãos (ãs) que são excluídos do convívio fraterno. Aprendamos a dar as mãos, e a somar nossas riquezas para a construção de um mundo, onde possamos olhar nos olhos uns dos outros, e dizer: - “A paz esteja convosco!”

Esse encontro despertou em mim um olhar mais misericordioso sobre aqueles que sofrem, por serem privados, em razão do preconceito de serem comunidade eclesial. Ajudou-me, também, a valorizar a diversidade cultural que há em nossas comunidades religiosas, fazendo da convivência um eterno louvor ao Senhor.

Ir. Beatriz Marques Dias.


Encontro Virtual - Gestores dos Colégios do Carmo de Cataguases, Viçosa e Juiz de Fora

Diretoras, coordenadoras e professores de Ensino Religioso dos colégios Carmo, de Viçosa/MG, Juiz de Fora/MG e Cataguases/MG, participaram, neste sábado, 13 de março, por videoconferência, do Encontro de Gestores Carmelitas. Esteve presente, também, a Superiora Geral da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, Irmã Maria Imaculada Resende Pereira. 

É um evento anual dos colégios Carmo, voltado para a reflexão sobre a missão dos educadores nas escolas carmelitas. Nesta edição de 2021, o grupo recebeu, como palestrante, Frei Jorge Jacinto Corrêa, OCD, que, há 21 anos, trabalha como Mestre de Formação Carmelita, residindo, atualmente em Piedade de Caratinga/MG. Ele esteve acompanhado da carmelita secular Ana Maria Scarabelli, responsável pela formação do Carmelo Secular de Caratinga.

Pela manhã, Frei Jorge, juntamente com Ana Maria, destacaram o exemplo missionário de Santa Teresa D’Ávila, que viveu na Espanha, no século XVI e, hoje, é reconhecida como pioneira reformadora da Ordem Carmelita. Sua história e seus diversos livros publicados contribuíram para o fortalecimento da espiritualidade católica.

À tarde, a história de vida de São João da Cruz foi o tema da apresentação de Frei Jorge e Ana Maria. São João da Cruz é outra importante figura reformadora da Ordem Carmelita, que, com Santa Teresa D’Ávila, fundou a Ordem dos Carmelitas Descalços, na Espanha, tendo publicado, também, grandes obras de literatura mística. Os dois Santos são considerados Doutores da Igreja Católica Apostólica Romana.

Ao final do encontro, o grupo, que reuniu 29 educadores, com a condução da Irmã Sônia Maria Estevam, agradeceu aos palestrantes pelas partilhas de hoje. 

 

Luciana Mendonça

Jornalista do Carmo de Cataguases


TEUS LÍRIOS VÊ! O JARDIM FLORESCEU! ...

De 02 a 08 de março, nossa Comunidade de Olinda/PE vivenciou solenemente, se assim posso dizer, a nossa caminhada vocacional de Carmelitas da Divina Providência, nos nossos 121 anos de Fundação. A Semana de Madre Maria das Neves passou a ser um tempo privilegiado da "memória viva" em nossa jornada fundacional-vocacional. O texto que o Governo Geral nos ofereceu nos foi possibilitado adentrar, a cada dia, na dinâmica da nossa "Vida e Missão", buscando trazer presente a vida de nossas primeiras Irmãs e de todas nós, suas seguidoras que, queremos ser fiéis às pegadas de Jesus Cristo e na veneração e culto a Maria de Nazaré, a Virgem do Carmo, a Senhora do Lugar: "Fazei tudo o que Ele vos disser"... Nos passos de Jesus os nossos passos! Desde o inicio, até os tempos atuais, nossa Família Religiosa de Madre Maria das Neves traz características marcantes de comunhão e unidade ao Magistério da Igreja, num esforço de fidelidade e abertura à Renovação da Vida Religiosa pós-conciliar, atentas ao nosso Carisma, vislumbrando-o no rosto dos pobres, enfermos, idosos, crianças e jovens, através de nossas Obras e de nossa inserção  nos meios populares e na  missão fronteira e além-fron-

teira.  "Se o grão de trigo não morrer não dará frutos", e a experiência pascal não acontecerá no quotidiano de nossas Comunidades de "Vida-Missão". O Papa Francisco, através de seu documento “FRATELLI TUTTI”, ajudou-nos a aprofundar cada dia de nossa oração.  O exercício da fraternidade e do perdão é o fio condutor da Vida Religiosa Comunitária, "lugar do perdão e da festa"! Penso que uma das molas-mestras de uma Pastoral Vocacional é esta: "Vede como se amam"!... Por tudo, Deus seja louvado, em qualquer tempo e lugar por onde passar uma Carmelita da Divina Providência. Amém!

 

                                 Ir. Maria Auxiliadora Marchezi


Ação de Graças da Vida Religiosa das Irmãs Carmelitas da Frat. “Divina Providência” – BH

No dia 19 de fevereiro de 2021, nossa Comunidade celebrou, com muita alegria e fervor, o Jubileu de Vida Religiosa das nossas Irmãs:

- Maria de Santa Elisa – 80 anos

- Maria Mazarelo e Maria de Santa Justina – 70 anos

- Neuza de Souza Werneck e Teresa Lords Venturoti – 60 anos

A Celebração Eucarística, presidida pelo Pe. Nédio dos Santos Lacerda, contou também com a presença da Ir. Maria Imaculada Resende Pereira, nossa Superiora Geral, e Irmãs da Casa Central.

A simplicidade própria deste tempo quaresmal não impediu a beleza da celebração com cantos de festa, um momento forte e marcante da gratidão a Deus, de corações reconhecidos pela graça do chamado à Vida Consagrada ao Senhor, na vida carmelitana, na Família de Madre Maria das Neves.

“O Senhor fez em mim maravilhas, por isso meu coração está cheio de alegria!”

O Padre Nédio, em sua homilia, ressaltou a importância e o significado deste momento, confirmando o valor do testemunho de vida, da entrega das Irmãs, sua perseverança, há tantos anos, a serviço da Igreja e do mundo.

Com a habilidade que lhe é própria, como bom pregador da Palavra, conciliou a mensagem das leituras da liturgia do dia com a motivação e sentido da celebração festiva. E manifestou sua alegria pela oportunidade de celebrar a Eucaristia em nossa Comunidade, nesta ocasião.

Desejou a todas tantos anos de vida a mais, quanto a Divina Providência o permitir.

Como é de costume, houve a renovação dos votos das Irmãs Jubiladas e benção das alianças.

O canto “Eu prometi ser de Jesus esposa” ecoou forte na pequena Capela, entoado por todas as Irmãs, com entusiasmo, e renovada entrega de vida em missão.

O canto do mantra “Por tudo, dai graças” e o Hino a Nossa Senhora do Carmo – “Ó Maria, Mãe nossa querida” – encerraram o momento celebrativo.

Após a Santa Missa, o almoço saboroso e festivo, momento de alegre confraternização.

Por tudo demos graças ao Senhor, nosso Deus

Porque eterno é o seu AMOR!

Irmãs da Fraternidade “Divina Providência”


Celebrando 25 anos de presença missionária em Puyo Equador

No dia 21 de janeiro, iniciamos a preparação para celebrar os 25 anos de nossa presença missionária em Puyo, Equador. Fizemos a experiência de percorrer o caminho que as Irmãs fizeram para chegar aqui, através da leitura das crônicas muito bem escritas, que nos contam os fatos e sentimentos, deixando transparecer encanto, beleza e as surpresas próprias de estar, por primeira vez, em missão ad gentes. À noite, na Igreja de Santo Domingo, rezamos com o povo, agradecendo a caminhada percorrida nestes 25 anos.

 

No dia 22, na oração da manhã e da noite, seguimos com a leitura, nos emocionando com os relatos, refazendo o caminho, e agradecendo a Deus a coragem e valentia daquelas Irmãs, que vieram destemidas, sem saber bem o que as esperava. À noite, celebramos com o grupo de leigos, momento em que os mesmos expressaram, com emoção, como nossa presença aqui tem influenciado na vida de suas famílias, com acompanhamento, escuta e a ajuda aos mais necessitados da comunidade.

 

No dia 23, sábado, dedicado a nossa Mãe querida, iniciamos nossa oração comunitária junto à imagem de nossa Senhora do Carmo, que foi doada por Monsenhor Flumencio Escudero, para a inauguração da primeira Comunidade. Cantamos “minha luz é Jesus...”, e Irmã Viviana Beatriz Porra, a última que chegou a esta missão, acendeu uma vela e a conduziu até a capela, levando acesa a chama do Carmelo de Madre Maria das Neves, enquanto cantávamos: “me chamaste para caminhar na vida contigo”. Em seguida, cada uma de nós acendeu uma vela cantando: “somos velas acesas por ti, cabe a nós acender outras luzes...” Neste dia, lemos sobre a primeira reunião com Monsenhor Flumencio, pela manhã, com a apresentação dos horários da casa e as atividades de que deveriam encarregar-se as Irmãs e, às 3 horas da tarde, a celebração de inauguração da Comunidade, introduzindo na residência a imagem de nossa Senhora do Carmo, que tem desenhado o nosso escudo no coração. Contemplamos o mural preparado com fotos, símbolos, e lembramos citações bíblicas que nos animam na vida missionária. Irmã Marieta Santos nos contou que, em 1996, estava no noviciado, e foi participar, em Belo Horizonte, da Missa de Envio das Irmãs para Puyo. Entrou, levando a cruz. Hoje, está aqui integrando a Comunidade, mas, naquele tempo, nem sonhava com isto. A Providência Divina a foi preparando.

 

Na Igreja de Santo, no dia 24, às 8 h da manhã, na Eucaristia dominical da Comunidade, fizemos a ação de graças a Deus, pelos 25 anos de missão nestas terras equatorianas, presidida por Monsenhor Rafael Cob, concelebrada por Padre Vinício Molina, nosso administrador paroquial.

Celebramos com entusiasmo e alegria, com a presença de paroquianos e amigos. Por motivo da pandemia, não pudemos celebrar como a data merecia mas, com simplicidade e com número reduzido de pessoas, fizemos a festa da vida, agradecendo a Deus pela caminhada. Ao final da Missa apresentamos um vídeo com testemunhos de Irmãs que viveram aqui e de leigos, além de Alexandra Narciza, nossa ex Irmã que está no grupo de Carmelitas Leigos. Às 10h da manhã, na capela São Joao XXIII de nossa Paróquia, rezaram, agradecendo a Deus nossa presença, e demonstrando carinho e agradecimento à Congregação, pela presença e o acompanhamento à Paróquia nestes 7 anos. Entregaram à Irmã Gorete, em nome da Congregação, uma placa de honor, com o seguinte escrito: “Camina no dejes de caminhar, manãna en tus huellas alguien se puede fijar.”

Com o coração agradecido, seguimos cantando: “confiamos nossa vida a Divina Providencia”.

 

Irmã Maria Alves de Farias (Gorete)

Veja Mais

Lugares da nossa missão

Goiás

- Goiânia

Amazonas

- Manaus

Pará

- Itaituba

Equador

- Puyo

Pernambuco

- Petrolina

- Olinda

- Sapucarana

Espírito Santo

- Anchieta

Haiti

- Porto Príncipe

Ceará

- Caririaçu

Rio de Janeiro

- Rio de Janeiro

- Teresópolis

- Saquarema

Eventos

Animação Vocacional

Veja Mais


Rua Caraça, 648 / Serra / Belo Horizonte - MG / CEP: 30220-260
E-mail: secretgeral@carmelitasdiviprov.com.br
Telefone: (31) 3225-4758

Irmãs Carmelitas
Da Divína Providência