Livros


Mística e Místicos
Mística e Místicos

O livro traz uma palavra muito sábia sobre a mística e os místicos. É uma palavra que bem da montanha, lá do Eremitério do Alto do Rio das Pedras. Dom Vital fez deste lugar o seu Monte Carmelo. Para quem já navegou um pouco no mundo bíblico e também nas grandes religiões da humanidade, sabe que a montanha é sempre um lugar de encontro. É onde o definitivo abraça o provisório, onde o divino se encontra com o humano, onde a fragilidade descobre-se portadora do mistério da vida. É também onde Deus desce e a humanidade sobe, sem que Deus deixe de ser Deus e que a humanidade deixe de ser humanidade. A palavra que vem da montanha é uma palavra capaz de amplitude. Não é uma palavra reducionista sobre a realidade e a vida mística. É claro, que a visão da mística que transparece no livro, e o autor confessa isto, é a perspectiva cristã. Mas, é justamente por isto, por saber-nos movendo na parcialidade é que conseguimos tocar o mistério da totalidade. Quando nos julgamos totais naquilo que somos, fazemos, sabemos e nas relações que cultivamos, nos distanciamos do Deus que nos totaliza. Este livro de Dom Vital não é um receituário sobre a mística e os místicos, nem um dicionário que traz definições acabadas. Hoje, muitas pessoas, não por culpa delas, mas, devido as urgências e perplexidades de nosso tempo, estão ávidas pelas respostas fáceis de ser encontradas no mercado, mas, que não nos fazem inteiros em nossas buscas. Esta obra que vem do alto do Rio das Pedras, carregada de experiências e relações com os mais diferentes tipos de pessoas e situações, é para quem quer sair da epiderme e tem coragem de navegar em águas produndas.


O Silêncio na vida carmelitana
O Silêncio na vida carmelitana

A nossa Tradição Carmelitana conserva, desde o início da Ordem do Carmo, o cultivo do Silêncio, quando nos propõe como substância da própria vida, o viver na Presença de Deus, em permanente contato com Ele: Caminha na minha presença e sê perfeito (Gn 12,1). É o mesmo convite feito a Abraão e à sua descendência. Já por esta afirmação vamos percebendo que o silêncio é fator de decisiva importância para a própria realização humana, para conduzir ao próprio aperfeiçoamento e maturidade. É então indispensável à vida de cada ser humano, já que todos são chamados á participação na vida divina: Deus nos escolheu Nele (em Cristo) antes da criação, para que sejamos santos e imaculados em sua presença, no Amor (Ef 1,4). O Carmelo compreendeu bem este chamado de Deus ao homem para o sede perfeitos (Mt 5,48) e tem a comunicar-nos longa experiência neste sentido. Suas origens nos falam da busca de um estilo de vida que favorece a educação do coração, em vista de uma vida reta e com pura consciência. Suas múltiplas reformas sempre enfatizaram a aprendizagem do silêncio, meio comprovadamente válido para se chegar ao Vacare Deo (= contemplação) na atenção amorosa e contínua à Presença Dele. As figuras inspiradoras da vida carmelitana, Elias e Maria, são modelos perfeitos de um Silêncio contemplante e disponível. Nossos místicos experimentaram os efeitos do silêncio em suas vidas. Este pequeno estudo tentará ajudar-nos na caminhada rumo à maturidade da nossa vida humana, tal como o Carmelo a compreende e ensina em sua rica espiritualidade.


Oração no Carmelo
A Oração no Carmelo

A todos aqueles que se interessam pela espiritualidade oferecemos esta pérola carmelitana com a intenção de recordar o valor da oração na vida cristã. Por mais que sejamos praticantes da oração não chegamos a saber tudo sobre este dom do Espírito em nossa vida. Vamos aprendendo a rezar, rezando assim como quem cultiva uma relação de amizade. Uma amizade verdadeira é cultivada com a frequência de uma escuta ativa e sincera do coração.


Madre Glória
Coleção – Vasos de Barro e seus Tesouros

Volume I – Madre Glória: A Felicidade de ser Carmelita em “Oração, Trabalho e Zelo”
 
A Coleção “Vasos de Barro e seus Tesouro”, que temos a alegria de apresentar, nasceu do olhar agradecido para a nossa vida de Irmãs Carmelitas da Divina Providência. A história de uma Família Religiosa é escrita pela vida de seus membros. Por isso, nosso olhar se volta, cheio de gratidão e reconhecimento, paras as Irmãs que nos precederam, desde a nossa querida Fundadora, Madre Maria das Neves, até os dias de hoje. Olhando a vida das Irmãs que nos precederam, sentimo-nos identificadas e felizes. Que bom é pertencer a esta família! Que desejo tão grande suscita em dar continuidade a essa história simples, pobre e bonita! Frágil como o barro, mas repleta dos tesouros da graça de Deus, em gesto de amor! Neste Volume I apresentamos a vida de Madre Maria de Nossa Senhora da Glória, contada pela Irmã Célia Vieira de Carvalho.


Madre Maria Magdalena
Volume II – Madre Maria Magdalena de Pazzi – Sua trajetória Espiritual

Neste segundo volume, Irmã Marlene Frinhani nos dá a oportunidade de conhecer um pouco do Itinerário Espiritual de Madre Maria Magdalena de Pazzi, que foi Superiora Geral da Congregação antes de Madre Glória. Depois de contemplar a beleza da vida de nossa querida Madre Glória, animando-nos hoje com o dinamismo que marcou sua consagração a Deus, é momento de nos deixarmos tocar pelo vigor espiritual de Madre Maria Magdalena de Pazzi. Sua trajetória espiritual e seu caminho para Deus sejam igualmente estímulo para nosso empenho na subida do Monte Carmelo, sempre guiadas pelas mãos amorosas de Nossa Mãe, a Virgem do Carmelo.


Madre Maria das Neves
Carmelitas - Uma História nas mãos da Divina Providência

Volume I - Madre Maria das Neves e Seu Carmelo
 
Estas páginas encerram um precioso memorial da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência: resgatam e conservam a história de suas origens, o espirito de sua Fundadora, madre Maria das Neves e de sua cofundadora, Madre Bernadete da Imaculada Conceição. Como em uma árvore frondosa, de cujo tronco se escorre a seiva fecunda, que a vivifica e gera flores e frutos, a Providência Divina vem cuidando e conduzindo a história desta pequena família. E graças ao trabalho dedicado e cuidadoso da Irmã Maria de Santa Joana d’Arc, hoje temos o registro da trajetória de nossas primeiras Irmãs, seu exemplo de virtude e zelo pela causa do Senhor, suas vidas marcadas por uma espiritualidade própria, à luz do ideal carmelitano. Este primeiro livro, intitulado Madre Maria das Neves e seu Carmelo, trata das origens da Congregação, de 1898 até 1912.


Madre Bernadete
Volume II - Madre Bernadete da Imaculada Conceição uma chama em nossa trilha

Este segundo livro, Madre Bernadete da Imaculada Conceição: uma chama em nossa trilha, também escrita pela Irmã Joana d’Arc, trata da vida, realizações e do pensamento de Madre Bernadete, indicada pela Fundadora e iluminada por Deus, para dar continuidade e organizar a Congregação. “Ela foi a mina fecunda de onde foram sacadas as belas joias que ora são oferecidas a todas as Irmãs da nossa feliz Congregação”, escreveu sobre ela a autora. Eis por que se reúnem, numa só obra, esses dois livros. Trata-se de uma única história que de desdobra a partir de dois momentos na vida da Congregação. Duas histórias de vida, que se complementam na busca de um mesmo ideal de entrega confiante a Deus, no Carmelo, ao serviço desinteressado aos irmãos. Se Madre Maria das Neves nos deixou o exemplo de vida, fé, oração e serviço por seu carisma inicial: “servir a Deus nos pobres e enfermos”, Madre Bernadete cuidou para que esses espirito fosse preservado, cultivado em sua essência, mantendo viva na Congregação a chama inicial e provendo os meios para a sua continuidade e autonomia, no serviço à Igreja, ao longo dos tempos.



Rua Caraça, 648 / Serra / Belo Horizonte - MG / CEP: 30220-260
E-mail: secretgeral@carmelitasdiviprov.com.br
Telefone: (31) 3225-4758

Irmãs Carmelitas
Da Divína Providência