Notícias


HORTA "IRMÃ PLAUTILA" - Comunidade de Itaituba/PA

Nossa comunidade, há bastante tempo, está buscando alguém que nos ajudasse a fazer uma HORTA SUSPENSA, muito comum aqui na nossa região.

A horta suspensa é feita de forma que o canteiro, ao invés de ser feito no chão, é feito no ar, com estacas e pranchas de madeira, que formam um caixote grande. Alguns ribeirinhos fazem a horta suspensa com barcos velhos, que não tem mais uso.

Como não conseguíamos uma pessoa que pudesse fazer a nossa horta, começamos a cultivar as sementes em potes de plástico, pneus velhos e latas, mas sempre com o sonho de expandir nossa horta.

Até que conseguimos um senhor das comunidades, que nos ajudou a realizar o sonho.

Começamos a maratona: comprar madeira, pensar e ajudar na construção; buscar e tratar o esterco e a serragem; buscar terra; comprar brita; encher os canteiros com brita, areia, terra, esterco e serragem. Cultivar as sementes, e buscar mudas. Molhar, cuidar e observar o crescimento, colocar suplementos e vitaminas naturais, matar as pragas.

É um processo que nos ajuda a exercitar a paciência, a meditação, a estar na presença de Deus, e a gratidão a Deus por nos ajudar na criação, que, a cada dia, nos emociona e nos transforma.

A alegria de ver as sementes germinando, os frutos que nascem, limpar as pragas... Tudo nos ensina muito no nosso caminho espiritual.

Alegria de ver as primeiras berinjelas, os quiabos, as flores do pé de maracujá e seu primeiro fruto...

Agora, com nossa horta suspensa, serão mais hortaliças, verduras e legumes que poderemos cultivar.

Nos dias da criação da horta suspensa, soubemos do falecimento de nossa querida Irmã Plautila.  Logo pensamos: nossa horta terá o seu nome, pois Irmã Plautila era alguém que viveu pela missão nos meios populares, na pastoral da criança, e amava a natureza.

Com muita alegria, nasceu nossa HORTA IRMÃ PLAUTILA, que, em breve, estará cheia dos dons de Deus.

 

Irmã Liene Gomes


NOVENA DE NOSSSA SENHORA DO CARMO - ITAITUBA/PA

Nós, aqui da Comunidade Nossa Senhora de Nazaré, tivemos uma novena bem tranquila e vivida intensamente, diferente dos outros anos. Nossa Prelazia e Paróquia são dedicadas a Sant’Ana, que se comemora no dia 26 de julho, porém, no mês de Julho inteiro são realizadas atividades, que exigem de nós muita dedicação, trabalhos e reuniões pastorais. Por isso, sempre nossa novena do Carmo é feita só internamente e de forma simples, devido ao pouco tempo que temos.

No entanto, com a Pandemia, a Festa de Sant’Ana ficou bem reduzida, iniciando só dia 15 de julho, de forma virtual. O que nos favoreceu saborear, com muita calma, toda a nossa preparação para a nossa Festa de Nossa Senhora do Carmo. Mesmo sendo só interna, foi riquíssima e, a cada dia, foi um crescente, rumo a nossa Festa.

Todos os dias, fizemos a novena na oração da manhã e, à noite, acompanhando a novena na página da Congregação.

Para nós, que estamos distantes da maioria das comunidades, e quase nunca recebemos visitas das Irmãs, foi momento de rever e alegrar o coração, com a visita virtual de cada dia. O que nos deu um calor especial no coração...

Gratidão ao Governo Geral e a equipe de organização, pela maravilhosa ideia e empenho; à Irmã Alenir, pelo apoio técnico, às Irmãs das Comunidades que participaram e a todos/as que, todas as noites, estavam lá rezando... Por fim, gratidão por nos escolherem para participar e assim, compartilhar, com toda a Congregação, esta missão que é de todas nós, nas Terras Amazônicas, onde aprendemos a viver o Evangelho, do jeito amazônico, como Carmelitas da Divina Providência.   

Irmã Liene Gomes


O ensino remoto no Colégio Carmo de Cataguases

Criatividade, união da equipe e múltiplas estratégias tecnológicas impulsionam o ensino remoto no Colégio Carmo de Cataguases

 

No próximo dia 18 de junho, completam-se três meses, desde que as atividades presenciais foram interrompidas nas escolas de Cataguases, MG, onde está o mais antigo estabelecimento de ensino, fundado pela Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência. Apesar da necessidade de distanciamento social, imposta pela pandemia do Covid-19, o Colégio Carmo, de Cataguases, mantém a rotina semanal de ensino remoto, para os estudantes de todos os segmentos, desde o Maternal ao 3º ano do Ensino Médio.

 

"Parabenizo todos os profissionais da escola, em especial, os professores, que, apesar de todas as adversidades do momento, vêm se dedicando com total empenho, adaptando-se às tecnologias disponíveis, e se reinventando, a cada dia. Realmente, essa equipe maravilhosa 'veste a camisa' da Escola, para manter os alunos em constante processo de aprendizagem", afirma a Diretora Pedagógica, Cecília Poyares.

 

Confira, a seguir, as estratégias que vêm sendo implementadas para cada segmento:

 

ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO

 

Para os estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, as aulas são ministradas, de segunda a sexta-feira, por videoconferências, permitindo maior interação com os professores. Cada turma tem uma sala de aula virtual no Google Classroom, onde está o link permanente, para todos entrarem no Meet, e assistirem às aulas.

 

As avaliações acontecem através do Google Forms, com questões dissertativas e objetivas, preenchidas através de formulários. Outro recurso utilizado são as planilhas de escrita colaborativa do Google Docs, para atividades em equipe.

 

Despertam o interesse dos alunos as atividades lúdicas, como os Quiz Games Virtuais. Os professores têm criado os "learning games", através do aplicativo Kahoot, abrindo saudáveis competições entre os alunos. Quem responde certo, e no menor tempo, chega ao podium.

 

Além desses recursos tecnológicos, todos contam também com uma plataforma virtual, em parceria com o Bernoulli Sistema de Ensino – o "Meu Bernoulli". Os livros didáticos são apresentados na forma de e-books. No ambiente virtual são publicadas também videoaulas, tarefas, indicações de vídeos, textos e outros links, para complementar a aprendizagem.

 

As turmas do Ensino Médio estão realizando, periodicamente, os Simulados ENEM, com questões inéditas. São aplicados aos sábados, para os estudantes de centenas de escolas parceiras do Grupo Bernoulli, através da plataforma virtual. As provas são corrigidas, utilizando-se os mesmos critérios do Exame Nacional do Ensino Médio, seguindo a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Após corrigidas as avaliações, cada estudante tem acesso ao Simulador-SISU, que dá a ele uma noção de onde seria aprovado com a nota obtida, segundo os registros do último ENEM realizado pelo MEC.

 

ENSINO FUNDAMENTAL I

 

As turmas do 3º ao 5º anos do Ensino Fundamental também estão assistindo aulas através de videoconferências, com a tecnologia do Google Meet. Cada turma tem uma sala de aula virtual, através do Google Classroom. As aulas ao vivo acontecem à tarde, em dois ou três dias na semana. Nos outros dias, os estudantes assistem às videoaulas gravadas, e fazem tarefas orientadas pelas professoras.

 

As turmas de 1º e 2º anos também estão em atividades remotas, com videoaulas e tarefas orientadas. Para isso, todas as turmas, do 1º ao 5º ano, contam com uma plataforma gamificada de aprendizagem, o Bernoulli XP, parte da parceria do Colégio Carmo de Cataguases com o Sistema Bernoulli de Ensino. Neste ambiente virtual, estão os e-books, videoaulas, e diversos "quiz games", para estimular o interesse das crianças pelos conteúdos apresentados.

 

EDUCAÇÃO INFANTIL

 

As turmas de Maternal II, III, 1º e 2º períodos mantém uma rotina semanal de ensino remoto, contando com a indispensável parceria dos familiares. As professoras produzem videoaulas lúdicas e, a cada dia, descobrem um recurso tecnológico novo na edição, encantando os pequenos com sua criatividade.

 

A Educação Infantil também conta com o material didático do Sistema Bernoulli de Ensino, e as professoras utilizam os livros, intercalando com outras ações que estimulem a aprendizagem, como circuitos de coordenação motora, jogos, aproveitando materiais que todos têm em casa, brincadeiras, músicas e danças.

 

Luciana Mendonça

Assessoria de Comunicação

Colégio Carmo de Cataguases


Deus cuida

Seis anos já se passaram, desde que eu cheguei a estas terras sagradas do Haiti. O meu sentimento é de profunda gratidão, por tantas maravilhas que Deus realizou em minha vida, apesar de ter passado tantas experiências tristes e dolorosas, devido à situação de miséria na qual o povo vive, como também de violência, manifestada nas mais variadas formas, a ponto de os próprios haitianos falarem algumas vezes: “voltem para seus países, pois a vida de vocês é muito preciosa”. Porém, imagino que o sentido da nossa consagração está na nossa entrega, sem reservas, ao serviço do Reino. “Ninguém tira a minha vida de mim, mas eu a dou por minha própria vontade” (Jo 10:18). Sinto que esta força, que nos impulsiona e encoraja, não vem de nós, e sim da presença amorosa e protetora de Deus, na certeza de que Ele está conosco todos os dias.

 

Esta proteção temos sentido fortemente nesses tempos de pandemia, em que o mundo inteiro vive as mesmas experiências de incertezas, inseguranças e de perdas. No Haiti, também, não está sendo diferente. Estamos em quarentena, as escolas e igrejas todas fechadas... Porém, não sabemos até que ponto as notícias fornecidas pelo Ministério da Saúde são verdadeiras, pois, a cada dia novos casos são divulgados, mas a vida continua como se nada existisse. O povo na rua, como se fossem formigueiros, a minoria com máscaras e, concretamente falando, ninguém conhece nenhum caso confirmado. Imagina-se que ainda não virou um caos, porque, quando se divulgou o primeiro caso, de imediato, os aeroportos e fronteiras foram fechados. Além disso, Haiti tinha acabado de sair de uma grande manifestação, que durou três meses, bloqueado, e nada funcionava. Com isso, muitos estrangeiros saíram do Haiti. Ou seja, o fluxo era de saída, e não de chegada.

Contudo, rezamos, para que Deus continue nos protegendo, pois Haiti não tem estrutura nenhuma para enfrentar uma pandemia, já que não dispõe de hospitais capacitados. Sem falar que o povo, mal alimentado, não tem também tanta resistência.

 

Quanto à nós, Irmãs, passamos dois meses em casa, embora, diariamente, as pessoas viessem até nós, em busca de alimento, pois o que está matando o povo não é o corona, e, sim, a fome. Portanto, decidimos retomar ao nosso projeto; não estamos trabalhando com os grupos, mas atendendo as pessoas que nos procuram, principalmente, os idosos e as crianças desnutridas. Graças a Deus, que estamos bem, buscamos tomar os cuidados necessários, e, para a nossa sorte, a Adveniat nos presenteou com um projeto emergencial, pelo qual será possível distribuir alimentos para 150 famílias.

 

Por tudo rendemos graças ao Senhor!

Ir. Ideneide


DIA 14 DE MAIO DE 2020 ACONTECEU...

A nossa Comunidade “Mãe da Providência”- Saquarema/RJ, acolheu a iniciativa do Alto Comitê para a Fraternidade Humana, aprovada pelo Papa Francisco, convocando os crentes de todo o mundo para um dia de oração, jejum e obras de caridade, com o fim de suplicar ao Senhor que faça cessar a pandemia a pandemia do novo Coronavirus. Então, no dia 14, às horas, tivemos a Celebração Eucarística e, logo em seguida, o nosso Pároco, Padre Rodrigo Marques Gomes, expôs o Santíssimo, para um dia de adoração.

O Padre Rodrigo se ofereceu para, ao meio dia, rezar o terço aqui na Capela, através do facebook; ele faz isto, diariamente, na Matriz e, hoje, quis fazer conosco, aqui. Assim, a nossa Capela, a Capela de Madre Maria das Neves, visitou as famílias de Saquarema, neste tempo de sofrimento e esperança que estamos vivenciando. Foi um dia muito rico para a nossa Comunidade. Passamos um dia inteiro como verdadeiras Carmelitas junto de Jesus. O que se viveu nesta Capela de Madre Maria das Neves, neste dia 14 de maio de 2020, só no céu saberemos. Como nosso Deus é carinhoso!... Neste tempo de tanta insegurança para todos nós, ELE nos consola com um dia tão especial. Outro motivo de muita alegria para a nossa Comunidade é que o Padre Rodrigo nos está presenteando com Celebrações Eucarísticas em vários dias na semana, e, em especial, aos domingos.

Digamos sempre: “ Bendize ao Senhor, ó minha alma,

                             não te  esqueças de nenhum de seus benefícios.”   (Sl 102, 2)  

Como obras de caridade, temos dado assistência às famílias de nossas crianças, levando cestas básicas, legumes, frutas, doações da comunidade de Saquarema.

 

                                     Por tudo isso louvemos ao SENHOR!...

 

        Comunidade Mãe da Providência 

Saquarema/RJ


INFORMATIVO DA EDUAÇÃO INFANTIL E DO ENS. FUNDAMENTAL l – 1º BIMESTRE 2020

NESTE BIMESTRE... Chegamos ao final do 1º bimestre e nossos olhares continuarão atentos à aprendizagem dos pequenos, escola e família estão em união, para valorizar o que as crianças já aprenderam e acreditar que são capazes de aprender muito mais até o final desse ano.

 

ATENÇÃO! CONCENTRAÇÃO! VAI COMEÇAR A BRINCADEIRA! 1, 2, 3!

As crianças gostam e precisam muito de brincar e se divertir e desenvolver as competências físicas e motoras necessárias. Através de brincadeiras contemplaremos a multiplicidade de funções e manifestações do ato motor, como também propiciaremos situações de relacionamentos interpessoal, respeito às regras e combinados estabelecidos nos jogos.

 

ARTE DE CRIAR ARTE

No trabalho com a pintura e a colagem sempre desenvolvemos a aprendizagem de diferentes procedimentos, onde as produções serão realizadas de forma lúdica e criativa.

 

MATEMÁTICA DE FORMA LÚDICA DIVERTE

Nas turmas do infantil I e fundamental durante o 1° bimestre deste ano, as crianças já aprenderam muitas coisas. Considerando essas aprendizagens, os conteúdos de matemática são selecionados. Assim nos próximos bimestres as crianças participarão de atividades com os seguintes objetivos: - Recitar os números até 100; - Contar termo a termo até 50; - Realizar estimativas; - Ler e escrever números de 2 dígitos; - Realizar cálculos. Resolver situações problema.

 

LITERATURA E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

A contação de histórias é uma atividade fundamental que transmite conhecimentos e valores, sua atuação é decisiva na formação e no desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem.  Além de alcançar o objetivo pretendido: uma aprendizagem verdadeiramente significativa. Nossos alunos adoram esses momentos que envolvem a literatura.


Carmo Conectado - Teresópolis/RJ

O Colégio Nossa Senhora do Carmo, de Teresópolis, não mediu esforços para desenvolver a sua Proposta Pedagógica em Regime Especial, em atendimento às exigências do atual cenário, por conta da pandemia do COVID-19. Para fazer a transição do ensino presencial para o ensino à distância, aulas remotas, houve envolvimento e dedicação de todos os setores pedagógicos e administrativos. Diante disso, o espírito de equipe, a união e profissionalismo foram fundamentais para essa transição de descobrir outras formas de fazer a Educação. Desde as orientações e diretrizes dos Órgãos da Saúde e da Educação, o nosso Colégio vem se destacando na cidade, com as ações rápidas e medidas tomadas, cuja prioridade é a qualidade do trabalho prestado nos processos ensino-aprendizagem, tudo de forma a manter um ambiente virtual, sem perder os valores fundamentais da Educação Carmelitana.

Contamos com um conjunto de ações, para pôr em prática o ensino, sem perder a sequência das atividades pedagógicas planejadas para o ano letivo. Desde o início, foram realizadas reuniões, encontros, treinamentos, diariamente, entre a equipe diretiva, equipe pedagógica, corpo docente e todos envolvidos. Além disso, estudos e pesquisa de novas tecnologias, metodologias e ferramentas virtuais para aplicar e, também, tutoriais, foram elaborados para ajudar os professores, estudantes e famílias. Em constante movimento, continuamos nessa dinâmica com todo suporte de TI, apoio e inovação, a cada dia, em nossas aulas.

Utilizamos como ferramenta a plataforma do Sistema Bernoulli, nosso material didático já adotado, o Google Forms ambiente, para aplicação das avaliações on-line, e o Google Meet, que é o ambiente das salas de aula. Na proposta, as aulas remotas são divididas em momentos de aulas Síncronas e Assíncronas.  O Carmo conectado permite que os professores criem ambientes vibrantes de aprendizado. Além da programação do conteúdo curricular, os professores desenvolvem atividades e projetos on-line para entreter os estudantes nesse período, atrelados ao conhecimento, pois entendemos que é importante priorizar – mais do que nunca – o desenvolvimento das competências socioemocionais, como: resiliência, automotivação, autonomia. Além das competências múltiplas nas áreas do conhecimento, oferecendo, de maneira lúdica, situações de aprendizagem no ambiente virtual e doméstico. Assim, além de manter os vínculos entre os integrantes da família carmelitana, promove, também, um espaço prazeroso e acolhedor, para dar sequência às atividades pedagógicas. Confira algumas das nossas atividades:

 

- PROJETO RECREIO INTERATIVO  (6º ano do EF ao EM) visa ajudar os estudantes, professores e familiares a criar oportunidades, para que os mesmos compartilhem momentos de brincadeiras e descontração, no intervalo das aulas remotas. Ocorre uma vez por mês, envolvendo toda a família carmelitana em uma sala virtual. A cada mês é um tema. O primeiro aconteceu no dia 30 de abril, e o tema abordado foi a Celebração da Vida – Páscoa. O professor Claudenilson José (História) abrilhantou a atividade com sua alegria, cantando e envolvendo a todos. Foi um sucesso.

 

- PROJETO DESAFIO CARMO (6 º ANO DO EF AO EM) faz parte da proposta de empreendedorismo e projeto de vida, desenvolvida no colégio. A cada semana, um professor lança um desafio para os alunos, e todos participam. Estamos no terceiro desafio: O primeiro desafio foi “Meu Pet”, o segundo Desafio, “Meu objeto especial”, e terceiro Desafio  “Meu livro preferido”.

 

- Oferecemos também os Simulados on-line, nos moldes do ENEM, para os alunos do Ensino Médio. Os Simulados são elaborados pelo Bernoulli, e os alunos obtêm os resultados via TRI. O 9ºano do Ensino Fundamental também realizou um simulado, elaborado pelos nossos professores. Mantemos o foco de preparar os estudantes para sucesso nas avaliações externas e ENEM. Além dos Simulados, as avaliações acontecem também on-line.

 

- Debate em Sociologia: “Racismo Reverso” foi o tema escolhido pela profª. Natacha, para trabalhar com as turmas da 2ª série do EM. O vídeo de standup comedy foi apresentado como introdução ao debate. Nesse debate, o aluno protagonizou o momento de fala, conseguindo coadunar a teoria a exemplos do dia a dia e nos meios artísticos, sua área de interesse.

 

- BATE PAPO DE ATUALIDADES

Aconteceu, no dia 05 de abril, um Bate Papo – Café com o Mundo – envolvendo os alunos do 9º ano do EF e séries do EM. De forma descontraída, os alunos e professores conversaram em uma sala virtual, com os convidados Felipe Medeiros - Espanha– estudante de Medicina , Débora Rocha – Irlanda – ex aluna do Carmo, estudante de Confeitaria, e Luciana Su Wer – China – ex aluna do Carmo , estudante de Comércio e Economia. O tema abordado foi o COVID-19 nesses países, e como é a vida nas faculdades no exterior. Uma manhã de grandes trocas e aprendizagem.

 

O Carmo, mais uma vez, inova e decola, unindo toda a sua equipe, no compromisso de continuar com a Educação de qualidade, respeitando a Vida, a Família e Saúde. Estamos em um momento  de desafio e de novas oportunidades e descobertas, para alunos e professores. Todos os trabalhos encontram-se nas nossas redes sociais e site.

 

Profª Ana Clara M. Coutinho

Coordenação Predagógica – EF Anos Finais e EM


Gestores dos colégios Carmo participam de encontro em Cataguases

Diretoras e coordenadoras dos colégios Carmo, de Cataguases, Viçosa, Juiz de Fora e Teresópolis, estiveram reunidas, no último sábado, 14 de março, na escola de Cataguases, participando do Encontro de Gestores Carmelitas. Com o grupo esteve, como palestrante, o Frei Cléber dos Santos, Carmelita Descalço do Convento Santa Elizabete da Trindade, de Brasília. O tema abordado foi a origem e trajetória da Ordem Carmelita.

A preservação e fortalecimento da identidade cultural carmelita, nos colégios Carmo, é a pauta que estará presente, também, nos encontros que estão por vir, com os professores, demais funcionários e estudantes das escolas, como informou a responsável geral por este movimento, Irmã Sônia Maria Estevam, do Carmo de Viçosa.

“Como Carmelitas da Divina Providência, queremos ser, neste mundo, sinais da ternura e da misericórdia de Deus. Sentimo-nos chamadas a viver relações de misericórdia, com palavras, gestos e atitudes humanizadoras, realizando nossa missão profética, a exemplo de Madre Maria das Neves (Fundadora da Congregação que conduz os colégios Carmo)”. Assim, o grupo de gestores carmelitas apresenta o horizonte de seu projeto.

Durante o sábado, com as gestoras carmelitas, Frei Cléber dissertou sobre a história da Ordem do Carmo, que surgiu em Israel, no Monte Carmelo, de uma experiência religiosa ocorrida nos séculos XII e XIII d.C., período da Média Idade Média, quando aconteciam as Cruzadas. O grupo de eremitas que viveu nessa região do Monte Carmelo foi obrigado a migrar para a Europa, onde a Ordem do Carmo foi aprovada pelo Papa Inocêncio IV, em 1246.

Além dos eventos com os educadores, estão programados momentos formativos para os educandos: Dia de Formação para os alunos do Ensino Médio, o Dia do Aluno Carmelita, a Semana Vocacional e o Encontro de Ex-alunos.

Integra-se aos eventos, também, a Novena a Nossa Senhora do Carmo e Festa do Profeta Elias, em que participam, anualmente, de 7 a 20 de julho, as comunidades educativas e eclesiais.

Luciana Mendonça de Melo

Assessoria de Comunicação

Colégio Carmo de Cataguases


Uma visita de gratidão e ternura...

Assim é que nós, Irmãs da Comunidade "Madre Bernadete", sentimos e percebemos a visita de Dom Geovane Luís da Silva, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte/MG, da Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, e do Padre Joel Maria dos Santos, da Paróquia Santíssima Trindade, bairro Gutierrez, em BH. Foi na manhã do dia 26 de janeiro de 2020. Vieram a São João Del Rei/MG, visitar a nossa Comunidade e, em especial, a Irmã Odete de Sant'Ana agradecido pela sua dedicação no Seminário de Mariana/MG. Quando ele era ainda seminarista, a nossa querida Irmã trabalhava lá.

Concelebraram a Missa, às 08 horas da manhã, em nossa capela. Dom Geovane, em sua homilia, nos falou que ao celebrarmos a Eucaristia, podemos saborear o amor de Cristo, comunicado pela Palavra; eis aí o caminho que nos ajuda cultivar a amizade com Jesus, em todas as fases de nossa vida. Lembrou-nos que a liturgia deste domingo nos fala da missão de Jesus, que começou na Galileia, lugar simples, no meio dos pobres. E ainda, que a Congregação também tem missão em lugares simples, é o que tem sustentado a Família de "Madre Maria das Neves" ao longo dos anos, isto é a maneira de mantermos os olhos fixos em Jesus. Ressaltou também que Jesus, por onde passou em missão, deixou os traços de amor, de bondade, de ternura e de gratidão. Nós Carmelitas também. E terminou suplicando a Deus que nos conceda a graça da prontidão, a exemplo dos discípulos; quando Ele nos chamar que, tenhamos a coragem de dizer sim, a cada dia, e vivamos na unidade.

Após a missa, Dom Geovane se dirigiu ao ’Espaço Cuidar‘, e deu uma benção especial para as Irmãs Idosas sob cuidados, que lá residem. Em seguida, confraternizamos com um delicioso lanche.

Dom Geovane e Padre Joel saíram daqui muito alegres, por verem como as Irmãs estão bem cuidadas, e prometeram retornar em breve. Essa visita também nos proporcionou muita alegria, por percebermos o carinho e a ternura de Deus para conosco.

Por tudo demos graças a Deus!

 

Comunidade "Madre Bernadete"

São João Del Rei/MG


A Família se reúne!

Nos dias 25 e 26 de janeiro tivemos um encontro muito feliz da Família Carmelitana do Brasil.

Estando no Brasil o Prior Geral da Ordem Carmelita, Fr. Míceál O’Neill, e Frei Luis Maza, Conselheiro Geral para as Américas, por ocasião dos Capítulos das Províncias de Santo Elias e do Pernambuco, tivemos a oportunidade de nos reunir com eles.

A presença da família foi muito significativa. Vejamos: Da Província de Santo Elias estavam Frei Evaldo Gomes Xavier, Provincial, Frei Renê Vilela e Frei João Paulo Moraes; da Província do Pernambuco, estava o Prior Provincial: P. Sormani José Barbosa Lima; do Comissariado do Paraná, Frei Tiago Evaristo. As monjas se fizeram presentes: Irmãs Marisel Teresita e Judith, de São João del Rei-MG, Irmãs Francisca Marlene Rochae Solange, de Jaboticabal-SP. Da Congregação das Irmãs Missionárias Carmelitas, estavam a Ir. Maria Gildete da Silva, Sup. Geral, e Ir. Edenice Rufino de Carvalho. Iniciou sua participação a Irmã Luz Albina, Carmelita de Madre Candelária, recém-chegada ao Brasil. Das Carmelitas Missionárias de Santa Terezinha, estava a Irmã Maria Silvoneide da Silva. Da nossa Congregação, participamos: Irmã Maria Imaculada Resende, nossa Superiora Geral, Irmã Leticia Rodrigues da Silva e eu. A Elizabeth Eliazar, Carmelita Leiga, completou a família.

Num primeiro momento, conversamos sobre as experiências vividas, que tiveram como grandes incentivadores os Freis John Malley, Domingos Fragoso e Carlos Mesters. Lembramos as programações que nos ajudaram a fomentar nossa identidade de Carmelitas, e construir uma fraternidade muito bonita que perdura e, nesses dias, nos deu a alegria de reencontrar irmãos e irmãs que não víamos há mais tempo.

Com o apoio bastante animado dos Freis Miceal e Luis Maza, cresceu a esperança de um reavivamento da nossa Família Carmelitana, sob os cuidados da Mãe do Carmelo e a orientação do Espírito Divino que nos habita. Preparamos, então, uma programação para o sexênio que se iniciou em setembro/19. Lembramos que essa programação, embora parta da experiência vivida no passado, precisa ter a criatividade que nos pede o momento presente. Foram propostas atividades em nível das Américas e do Brasil, que serão divulgadas pelo Secretariado da Família.

Ir. Dazir Campos


Encontro Vocacional

Nos dias 24 a 26 de janeiro aconteceu o Encontro Vocacional, no Noviciado Nossa Senhora do Carmo, em Viçosa.

O encontro contou com a participação de nove jovens das cidades de Canaã, Porto Firme, Caratinga, Cajuri, Teixeiras e Viçosa.

As jovens foram recebidas no dia 24 (sexta feira) as 18:00 horas, com muito carinho pelas Irmãs Carmelitas da Divina Providência, com um momento de descontração, as meninas puderam se conhecer, e conhecer um pouco as realidades umas das outras.

No primeiro dia do encontro foram realizadas atividades voltadas ao discernimento vocacional, um terço vocacional, conduzido pela Irmã Osmira, e um momento de escuta e íntima comunhão e adoração a Jesus eucarístico.

No dia 25 (sábado), atividades espirituais tiveram início com a Liturgia das Horas.

Logo após o café, a Irmã Graça retomou o dia, logo depois a Irmã Célia conduziu uma palestra com o tema, Vocação = chamado.

Ainda na manhã de sábado as jovens puderam meditar a palavra, e partilhar com as demais participantes.

A Irmã Alenir Pedrosa coordenou teatros sobre a vocação do jovem rico, Maria Madalena e André e Pedro, no período da tarde.

Mais adiante, as nove meninas puderam ouvir o testemunho das Irmãs Leonor e Natividade, a Noviça Beatriz, e a Aspirante Gislane. Foi um momento de identificação e empatia.

Depois do jantar a Irmã Alenir e a Noviça Beatriz conduziram um momento de descontração e diversão com brincadeiras e dinâmicas.

Na manhã de domingo depois do café, as meninas tiveram a oportunidade de participar da Santa Missa, na igreja Nossa Senhora de Lourdes.

Depois da Santa Missa, a Irmã Alenir Pedrosa falou um pouco sobre o próximo encontro, que tratará sobre o Carmelo, deixando as participantes animadas e entusiasmadas.

A seguir foram convidadas a fazer uma avaliação do encontro, a Irmã Alenir conduziu uma recordação sobre o que tinha sido passado nos três dias de discernimento.

O encontro foi encerado com o almoço ao meio dia.

Oremos a Nossa Senhora do Carmo para que interceda a Deus pelas vocações do mundo inteiro!

 

 Giulia Soares Chaves - Canaã/MG


Escola Vocacional

Nos dias 13 a 18 de janeiro p.p., participei da Escola Vocacional, que ocorreu no Espaço Champagnat – Ribeirão das Neves, MG. Éramos 85 animadores vocacionais, das mais diversas Congregações, leigos e seminaristas, em preparação ao serviço da animação vocacional.

O curso teve por objetivo oferecer formação teórica e vivencial para animadores vocacionais, de modo a contribuir para a construção de uma cultura vocacional nas Congregações, nos Institutos e na Igreja. A programação passou por quatro eixos, que nortearam as atividades do evento: Sociológico, Eclesiológico, Psicológico e Metodológico. Todos eles compostos por palestras, rodas de conversa, oficinas, passeios, celebrações e confraternizações. A ideia é atender à demanda, de forma significativa, com os processos de Animação Vocacional para a Igreja.

O dia 13, inicio do evento, constou de acolhida, apresentação e histórico da Escola Vocacional, que principiou em 2014, e hoje é referência no Brasil. No segundo dia, o tema foi Análise da realidade sociopolítica na perspectiva juvenil, com oficinas sobre Política, Comunicação, Tecnologia, Negritude, Saúde Mental, Engajamento Eclesial e Solidariedade. No dia 15,  o tema trabalhado foi Ser Igreja no contexto atual, que também teve oficinas de Criatividade, Dança Circular, Comunicação Não Violenta e Projeto de Vida. Na quinta-feira (16), o assunto abordado na palestra foi Resiliência e sentido da vida, seguindo-se um passeio pelo centro de Belo Horizonte. O penúltimo dia foi para abordar o perfil do animador vocacional e o planejamento da atuação da Animação Vocacional. O dia 18 encerrou o evento com uma avaliação e envio dos cursistas.

O ambiente do encontro foi muito propício e acolhedor. Em todos os espaços havia expressões que permeabilizavam cultura e artes, utilizando recursos naturais que ressaltavam o tema: Árvore da vida brotando nos caminhos de Deus. A frase norteadora destacava que Deus é o cerne da questão e que não há como fazer pastoral vocacional, se não nos aproximarmos dos jovens. Devemos seguir o exemplo de Jesus no caminho de Emaús: aproximar, caminhar, escutar e partir o pão, com a finalidade de fazer os corações dos jovens arderem.

Irmã Júlia Antônia dos Passos


Nossa participação nas atividades da Comunidade “Jesus Maria e José”

Durante o Aspirantado, na Comunidade “Jesus Maria e José”, em Marimbá-Betim/MG, nós, as Aspirantes Naiara Cristina Reis e Gislane Paiva de Araujo, pudemos participar ativamente de algumas pastorais e atividades do Projeto “São José” e da comunidade povo, que contribuíram bastante nessa primeira etapa de formação. A seguir, citamos algumas das experiências que tivemos:

Pastoral da Catequese – Aspirante Gislane: “Trabalhar com as crianças do jardim, durante esse período, me ajudou a amadurecer e a desenvolver habilidades. Aprendi com a simplicidade, a espontaneidade e a alegria delas. Além disso, o convívio com os demais catequistas e os pais das crianças, me ajudou a me aproximar do povo e fazer amizades”.

Pastoral do Batismo – Aspirante Naiara:“Servindo nessa Pastoral, pude ajudar na Preparação para os pais e padrinhos, refletindo o Evangelho, contribuindo na organização da Celebração do Sacramento e nos momentos de oração. Vivenciei muitas experiências com a Equipe da Pastoral do Batismo, que enriqueceram meu amadurecimento vocacional, e me ajudaram a aprofundar minha caminhada de fé.

Coral Nossa Senhora das Graças: Participando do Coral de Marimbá, conhecemos várias comunidades da região, como Açude, Pimentas, Santo Afonso, Quintas do Godoy, Vianópolis e Cruzeiro. Fizemos boas amizades no grupo, aprendemos com a Coordenadora Rosiney e a Irmã Natalícia sobre os Tempos Litúrgicos, e pudemos desenvolver nossas habilidades para o canto.

Encontros com os jovens: Tivemos a oportunidade de realizar, nas Comunidades de Marimbá e de Vianópolis, encontros com jovens que estavam se preparando para o Sacramento da Crisma. No primeiro Encontro, refletimos sobre o Amor de Deus, com a leitura da Parábola do Filho Pródigo, e buscamos transmitir a nossa alegria de servir a Deus e de confiar em sua misericórdia. No segundo, abordamos o tema “Vocação”, junto com a Irma Liza Helena, que refletiu com os jovens sobre o sentido da vida cristã, a importância do discernimento, para a nossa realização pessoal e profissional. Além disso, respondendo às suas perguntas, demos o nosso testemunho vocacional, contando um pouquinho da caminhada que estamos fazendo.

Grupo de Reflexão: Acompanhamos o Grupo de Reflexão “Vida Nova”, com o qual rezávamos e refletíamos, a cada mês, sobre um determinado tema, preparado com carinho e dedicação pela Irmã Liza Helena. Em nossos encontros semanais, vivenciamos momentos fraternos, visitamos várias famílias, aprendemos com as suas experiências de vida, sua fé e simplicidade.

 

            Aspirantes Naiara Reis e Gislane Araújo

 


Encontro Vocacional
Tema: “Fazei tudo o que Ele vos disser” Jo 2, 5
 
Foi realizado no dia 22 de dezembro, no Bairro Marimbá, em Betim - MG, um Encontro Vocacional organizado pela Irmã Júlia Antônia dos Passos, integrante da Equipe da Pastoral Vocacional, pelas Irmãs da Comunidade “Jesus, Maria e José”: Irmã Maria Natalícia de São Gabriel, Irmã Liza Helena Ramos, Irmã Maria da Conceição Vasconcelos Coelho (Ceça), Irmã Maria da Glória Melo e Irmã Terezinha Rodrigues de Lima, e pelas Aspirantes Naiara Cristina Reis e Gislane Paiva de Araujo. Participaram do Encontro seis jovens: Ana Alice, Maria Lucília, Vanusa, Tatiana, Vitória e Beatriz. 
 
Iniciamos com a acolhida e o cafezinho, proporcionando um ambiente de alegria e fraternidade. Em seguida, Irmã Júlia apresentou a proposta do Encontro, e conduziu o momento de oração, trabalhando um pouco o autoconhecimento, através de pequenas histórias que ajudaram na reflexão das próprias motivações e vivências. 
 
No momento seguinte, Irmã Liza tratou o tema “Vocação na Bíblia”, apresentando o chamado de Eliseu, seguidor de Elias. De forma interativa e reflexiva, as jovens reconheceram algumas das exigências que uma vocação específica traz consigo. Posteriormente, Irmã Natalícia e a aspirante Naiara apresentaram um pouco da Espiritualidade Mariana, fazendo reflexões sobre a relação de intimidade e familiaridade com Maria, que a Carmelita da Divina Providência é chamada a cultivar. 
Após o almoço, Irmã Júlia e a aspirante Gislane conduziram um divertido momento de recreação no jardim, com um “Caça-tesouro” e a brincadeira “O que é, o que é”. Em seguida, as aspirantes e as jovens puderam fazer uma roda de conversa, para partilharem experiências e ficarem mais próximas. Dando continuidade, Irmã Júlia e a aspirante Gislane apresentaram o Carisma, a Espiritualidade e as Áreas de Missão da Congregação. Nesse momento, as jovens puderam conhecer a origem de nossa Congregação, um pouco sobre nossas Irmãs pioneiras, além de perceber também a dinamicidade da Vida Religiosa Consagrada.
 
Ao final, fizemos a Leitura Orante de um trecho do Primeiro Livro de Samuel: 3,1-10, buscando interiorizar a importância de estarmos abertas, para ouvir e discernir o chamado de Deus. Todas as jovens manifestaram a alegria de terem passado o dia, convivendo com as Irmãs, percebendo a proximidade, o acolhimento, a simplicidade de cada uma. Além disso, manifestaram o desejo de participar de outros Encontros Vocacionais. 
Agradeçamos ao nosso Pai, Deus de Amor, e à Nossa Mãe Bem-Aventurada, por esse abençoado Encontro e maravilhosa experiência na Comunidade “Jesus Maria e José” em Marimbá. 
 
Aspirantes Naiara Reis e Gislane Araújo
 

Fim de semana em mutirão de pintura com os voluntários do Carmo

Sábado e domingo, 14 e 15 de dezembro, foram dias de mutirão com os voluntários do Colégio Carmo, para a pintura da Escola Estadual Professor Quaresma, no bairro Taquara Preta. Participaram estudantes do 2º e 3º anos do Ensino Médio, professores e outros funcionários do Carmo, com voluntários da comunidade e da própria escola. O projeto está sendo liderado pelo professor de Biologia do Carmo, Alexandre Campos Siqueira, que organizou um bingo para arrecadar fundos, e comprar a tinta e os materiais de pintura.

O diretor da Escola Professor Quaresma, Odilon José, que também estava trabalhando no mutirão, agradeceu aos voluntários do Carmo pela ação. "A essa parceria da escola pública com a escola privada, eu só tenho a agradecer. O projeto beneficia nossa comunidade escolar, e levanta a autoestima dos nossos alunos e professores, deixando o ambiente mais propício para a aprendizagem", afirmou.

Nesse fim de semana, foram pintadas todas as salas do segundo andar da escola. Os voluntários vão dar continuidade ao trabalho ainda nestes dias, com a pintura de outras áreas. Quem quiser e puder participar da ação voluntária pode procurar o professor Alexandre, no Colégio Carmo, ou o diretor Odilon, na Escola Professor Quaresma.

O professor Alexandre lecionou na escola Professor Quaresma durante dez anos. Atualmente, não é docente daquela escola, mas continua amigo e solidário, tendo motivado a comunidade do Carmo a colaborar no projeto.

 

Luciana Mendonça de Melo

Assessoria de Comunicação

Colégio Carmo de Cataguases

 


Voluntariado jovem do Carmo promove bingo solidário

Domingo, 24 de novembro, foi dia de Bingo Solidário no Colégio Carmo de Cataguases. Agradecemos a todos que colaboraram e participaram do projeto. Agradecemos, especialmente, aos alunos do 2º e 3º anos do Ensino Médio, que, juntamente com o professor Alexandre, se dedicaram e fizeram este movimento lindo por uma boa ação. Com o dinheiro arrecadado no bingo, será possível fazer a pintura da Escola Estadual Professor Quaresma, no bairro Taquara Preta. Em breve, noticiaremos a data da pintura, a ser feita na forma de um mutirão, com a participação da equipe do Colégio Carmo e da comunidade da escola Professor Quaresma.

Mãos que pintam história

Iniciar um projeto nunca é fácil, principalmente quando envolve uma ação social. A ideia surgiu com um sonho: pintar uma escola pública de nossa cidade, em mutirão, e assim obter um ambiente agradável aos alunos e que os mesmos possam ter orgulho de ter participado dessa construção e ter o cuidado de sua preservação, valorizando o seu espaço.

Há necessidade de envolver os alunos do Instituto Nossa Senhora do Carmo, 2º e 3º anos do Ensino Médio em projetos sociais, em que eles possam ajudar a comunidade, e entendam que suas ações serão marcas registradas em seu futuro.

Desta maneira, com o desenvolvimento do projeto, os alunos aprenderão como participar e interagir com a vida social de nossa cidade, irão conhecer e participar da construção do futuro de outras pessoas, tornar-se verdadeiros cidadãos e desenvolver o espírito Cristão, em ajudar o seu próximo.

A realização de um "binguloso", para arrecadar verbas e comprarmos a tinta usada na pintura da Escola Estadual Professor Quaresma, localizada no bairro Taquara Preta, em nossa cidade, foi a maneira que encontramos para tornar isso possível.

Buscamos parcerias com comerciantes de nossa cidade, responsáveis e pessoas de grande importância para conseguir as prendas do bingo. Todos aqueles com quem tivemos contato foram solícitos e as respostas sempre positivas.

Toda vez que contávamos sobre o projeto para amigos e pessoas de nossa cidade, eles ficavam admirados. Pudemos ver aos poucos o envolvimento crescente.

Cada aluno ficou responsável por vender os ingressos. Fomos, nos dias 15 e 16 de novembro, apresentar o projeto na comunidade do bairro Taquara Preta, onde está localizada a escola beneficiada, e no centro comercial da cidade. Os alunos puderam perceber a importância de suas ações.

Desenvolver um projeto intenso, em tão curto espaço de tempo, não foi tarefa muito fácil, mas estamos indo em frente. No dia 24 de novembro, realizamos o binguloso, com organização pelos alunos, professor e direção da escola Instituto Nossa Senhora do Carmo. O sucesso dessa primeira fase veio como fruto de um trabalho bem desenvolvido. Temos o recurso para a compra das tintas e agora vem a fase mais difícil, a pintura.

Estamos nos organizando com alunos da escola, comunidade e responsáveis para concretizar aquilo que precisa ser feito; encontramos sempre pessoas dispostas a ajudar nessa ação solidária.

A empolgação nos leva a acreditar que podemos, quando queremos, e lutamos para atingir nossos objetivos e alcançar nossos sonhos.

Concluímos que não podemos cruzar os braços, e esperar que as coisas aconteçam, é preciso fazer o nosso melhor, formando assim cidadãos conscientes e capazes de concretizar projetos sociais.

 Alexandre Campos de Siqueira,

Professor de Biologia do Colégio Carmo de Cataguases


Colégio Carmo realiza sua 11ª Cantata de Natal

Desde a 1ª edição da Cantata de Natal do Colégio Carmo, já se passaram 11 anos. O espetáculo da noite de ontem, mais uma vez, encantou o público de mais de duas mil pessoas, reunido no ginásio poliesportivo da escola para ouvir as doces vozes das crianças e jovens da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

O repertório, neste ano, surpreendeu pela escolha das canções, que saíram um pouco das mais clássicas, para passar a mensagem que permeou todo o projeto: "Viva o Espírito do Natal". "Escolhemos músicas populares, que não costumam ser associadas ao Natal, mas que também trazem lindas mensagens, para dizer a todos que o verdadeiro espírito natalino pode estar em toda parte", afirmou a Diretora Pedagógica, Cecília Poyares.

Na abertura, a pequena solista subiu ao palco para fazer sua prece, cantando "Deixe a luz do céu entrar". As crianças do grande coral que vinha das arquibancadas deram sequência, entoando: "todo dia é dia de Natal, cada dia é um dia especial, todo mundo carrega uma luz, a estrela do amor nos conduz".

Nessa balada, seguiram-se canções que falavam da alegria, de ser feliz, de levar o amor a toda parte. Foi assim que o rock de Raul Seixas, inusitado para a ocasião, entrou afinadinho, com todos cantando "tenha fé em Deus, tenha fé na vida... há uma voz que canta, uma voz que dança, uma voz que gira, bailando no ar." De Raul para Roberto Carlos foi um pulo, com seu grande sucesso lançado na década de 1970: "É preciso saber viver".

No ponto máximo do espetáculo, o presépio vivo, formado por estudantes do Ensino Médio, formou-se no palco, quando, da arquibancada, todos cantavam o refrão: "luz do caminho, verdade e vida, que trouxe ao mundo o perdão... criança divina clareia, ilumina os reis que de longe vieram." Na sequência, o coro ficou mais forte e animado, ao som de "Um Menino nasceu, é Natal" e "Faça um lugar, deixe-o nascer em você, Jesus é a fonte da vida".

Já próxima do encerramento, outra encenação emocionou o público, trazendo para a Cantata a "Vida", sucesso de Fábio Júnior na década de 1980, com sua forte mensagem: "não é preciso uma verdade nova, uma aventura, para encontrar nas luzes que se acendem um brilho eterno". Mais uma vez, estudantes do Ensino Médio participaram, representando as pessoas que andam pelas ruas da cidade e um anjo que, como diz a letra, "por encanto, abre suas asas sobre os homens".

No encerramento, subindo o tom da festa para um clima de pré-reveillon, o samba "Eterno Aprendiz", de Gonzaguinha, fez a plateia cantar junto "é a vida, é bonita e é bonita" e "Ano Novo", como de costume em todas as cantatas do Carmo, fechou a noite, antecipando os votos de que 2020 seja um ano em que "o mundo todo se descobre nesse abraço".

Agradecendo a todos os participantes, organizadores e público presente, a Diretora Administrativa, Irmã Dahlia Rezende, deixou uma mensagem à comunidade educativa do Carmo: "vocês foram notáveis. A Cantata foi uma beleza!"

Colégio Carmo - Cataguases


Celebração dos 120 anos CDP

A Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência celebrou com júbilo os cento e vinte anos de existência, nos dia 1º e 02 de dezembro de 2019, em Saquarema/RJ. Caravanas vindas de Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Teresópolis/RJ, Anchieta/ES e Rio de Janeiro/RJ chegaram alegres e entusiasmadas para celebrar.

Convocadas pela Superiora Geral, Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, as Irmãs fizeram três dias de orações, nas Comunidades Locais. Recordando a importância da Comunidade “Mãe da Providência”, a noite do dia 1º foi para visitar os cômodos da casa frequentados pela Fundadora Madre Maria das Neves: a Capela, o Memorial (quarto onde ela dormia), o salão de reuniões. Nesses lugares foram lembrados os primeiros trabalhos de serviço aos pobres e enfermos.

 

As Irmãs que atuam em Educandários: Projeto “Vida Nova”, em Petrolina/PE, Dom Silvério, em Cataguases/MG, Projeto “Onda Gomes, em Barbacena/MG, enviaram cumprimentos carinhosos com mensagens das crianças, celebrando a vitória da Divina Providência, através de um vídeo mostrado na sala de vídeos das crianças.

 

Numa manhã chuvosa, subimos a ladeira para, na lendária Igreja Nossa Senhora de Nazaré, unir nossas vozes de louvores e gratidão a Deus, que nos chamou primeiro, e acolhe a presença da Centenária Congregação.

 

A Eucaristia foi presidida por Dom Tarcísio dos Santos Nascentes, da Diocese de Duque de Caxias, e concelebrada por Dom José Ubiratan Lopes, da Diocese de Itaguaí, Padre Roberto Barbosa de Melo, da Paróquia Sagrada Família/RJ, Rhawy Chagas Ramos, do Rio de Janeiro e Padre Rodrigo Marques Gomes, administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, Saquarema/RJ. Aos nossos louvores e às nossas vozes, se uniram amigos, amigas e benfeitores. O coral das crianças do Centro Social “Madre Maria das Neves” abrilhantou esse momento especial de ação de graças. Na abertura, uma procissão de fotos recordou a missão da Congregação, através de algumas Irmãs representantes dos diversos setores: Enfermagem, Serviço Social, Cuidado aos Idosos, Inserção, Educação nos Colégios, Administração e Formação.

 

Em sua homilia, Dom Tarcísio acentuou aspectos da nossa história, com palavras de incentivo para recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão pelo Reino e, com esperança, construir um futuro de continuidade criativa conforme o carisma e a espiritualidade da Congregação.

 

Nas mensagens finais, Dom Ubiratan agradeceu a presença da Congregação no início da Diocese de Itaguaí, e fez memória da presença amiga de Dom Vital Wilderink.

A prefeitura de Anchieta/ES através de Edson Vando, Secretário Municipal de Cultura e Flávio Simões, assessor de comunicação, ofertou uma réplica do Colégio “Maria Mattos” e realçou a presença marcante das Irmãs naquela cidade.

 

A Superiora Geral, Irmã Maria Imaculada Resende Pereira agradeceu aos presentes, convidando a todas as Irmãs para continuarem na construção de nossa história como Carmelitas da Divina Providência!  

Irmã Marlene Frinhani


Projeto de Inclusão Digital Carmo Solidário

Além das crianças e jovens da escola, um outro grupo frequenta, semanalmente, as aulas de informática do Carmo. São os integrantes do Projeto de Inclusão Digital Carmo Solidário, que, há mais de 20 anos, tem como objetivo oportunizar a aprendizagem de novas tecnologias.

Nos últimos anos, esse Projeto atende, prioritariamente, pessoas com mais de 60 anos que, de outra maneira, não teriam a oportunidade de aprender a usar o computador, a internet e as redes sociais. A população idosa brasileira vem crescendo nos últimos anos, assim como cresce a expectativa de vida; e o uso do computador tornou-se uma necessidade. Ligando estes dois pontos está a base do nosso projeto, que visa desenvolver habilidades no uso da tecnologia para adultos da terceira idade, a melhor idade na era digital. Nossos alunos aprendem, especialmente, sobre os temas voltados à Internet, como criação de e-mail, redes sociais, páginas de vídeos e pesquisas.

O curso é dividido em dois módulos de aprendizagem, cada um com um ano de duração, com duas aulas semanais. É um projeto social ofertado gratuitamente à comunidade cataguasense, que beneficia, anualmente, uma média de 40pessoas com esse perfil. É importante ressaltar que, mais do que usar um computador, nossos alunos, carentes de habilidades e conhecimentos tecnológicos, buscam ser parte ativa no mundo virtual. Faz-se necessário que ações voltadas para esse público se intensifiquem, para que o adulto da terceira idade se torne um cidadão mais ativo e feliz.

 

Assessoria do Comunicação do Colégio Carmo de Cataguases.


Missionária no Haiti, Carmelita faz palestra aos jovens do Carmo

Com as equipes de ajuda humanitária, no Haiti, está, desde fevereiro de 2014, a Irmã Carmelita da Divina Providência, Ideneide do Rego. Neste mês, ela veio ao Brasil e, no último dia 29 de outubro, esteve em Cataguases, para compartilhar sua experiência com a comunidade local da Congregação Carmelita, da qual faz parte, e com os estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio do Colégio Carmo.

 

As palestras aconteceram durante toda a manhã, com as turmas do 6º e 7º anos, depois, com os alunos do 8º e 9º anos, e por fim, com as turmas do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. "No Haiti, são muitos e muitos gritos, necessidades básicas de todo ser humano: o direito à alimentação, à água, à educação. A situação, lá, infelizmente, é alarmante", descreveu Irmã Ideneide.

 

Ela faz parte do projeto de solidariedade entre as igrejas do Brasil e do Haiti, em uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, e da Conferência dos Religiosos do Brasil, CRB, com as quais a Congregação das Irmãs Carmelitas se uniu.

Aos estudantes do Carmo, mostrou um pouco do que vivencia em seu trabalho como voluntária. Como se sabe, o Haiti é um dos países mais pobres do mundo e o mais pobre das Américas. Mais da metade dos haitianos vive abaixo da linha da pobreza, e cerca de um quinto deles, na extrema pobreza.

 

Ao final das palestras, Irmã Ideneide disse que sempre se emociona ao falar do que vive em seu dia a dia: "Essas partilhas de vida nos ajudam a sair da gente mesma e a valorizar aquilo que a gente tem. Eu fiquei muito feliz com a oportunidade de falar aos jovens do Carmo, porque houve muita receptividade, preocupação e desejo de fazer alguma coisa que possa amenizar a situação do povo. Isso é fruto não só da minha partilha, hoje, com eles, mas das coisas que eles já vêm alimentando."

 

O país onde a Irmã Carmelita vive, há seis anos, é marcado por catástrofes naturais e crises sociopolíticas. Nos últimos dias, agravaram-se os conflitos e a violência no Haiti, o que torna ainda mais dramática a situação dos moradores mais vulneráveis. Manifestantes, inclusive religiosos, se uniram aos movimentos de protestos, exigindo a renúncia do chefe de Estado. Irmã Ideneide pretende voltar para o Haiti neste próximo mês de novembro, apesar das incertezas quanto à segurança dos voluntários em meio aos conflitos.

 

"O que sustenta uma comunidade intercongregacional, como a da qual participo, é a oração pessoal e comunitária, a vida fraterna, a ajuda e o respeito mútuo, a capacidade de acolher o diferente e principalmente, a integração interior", destacou. "A Comunidade Carmelita reza por ela, por sua missão e pelo povo haitiano", afirmou a Diretora Administrativa do Colégio Carmo, Irmã Dahlia.


É Missão de todos nós!

Nossa Comunidade – Noviciado Nossa Senhora do Carmo, assumiu o convite do Papa Francisco para o Mês Missionário Extraordinário : “Batizados e Enviados: a Igreja de Cristo em Missão no mundo!” e a proposta do Governo Geral : “Com Madre Maria das Neves, buscando novas formas de vida na Igreja em saída”, para vivenciarmos com entusiasmo o chamado que o Senhor nos faz: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura..” (Mc 16,15).  Aprofundando cada proposta, partimos, em Missão, levando aos Irmãos a alegria do Evangelho.

Começamos nossa peregrinação rumo aos 120 anos de nossa Congregação, participando, nos dias 19 e 20 de outubro, das visitas missionárias na comunidade de Santo Antônio, em Viçosa, visitando as famílias. Momentos marcados pelo encontro com o Cristo sofredor, expresso nas diversas realidades encontradas. Sim, a Missão é urgente! É preciso testemunhar o Senhor ressuscitado aos Irmãos carentes.

Como essa atividade me ajudou a experimentar na prática a vivência dos Votos! Estamos realizando preciosos estudos sobre a Vida Religiosa Consagrada, com enfoque nos meios para bem viver nossa Consagração: a profissão dos Votos de Pobreza, Castidade e Obediência. Para tais estudos, tivemos a assessoria das Irs. Valdete Guimarães – Congregação Servas de Maria Reparadora e Elizabetta Pompei- Congregação das Irmãs Missionárias Combonianas; através do Novinter, e do Pe. Rhawy Chagas Ramos, que muito enriqueceram minha formação. 

Destaco que, em tempos de muita banalização de alguns valores primordiais, somos profetas, porque assumimos em plena liberdade, na alegria e com todas as nossas limitações, um estilo de vida que denuncia as injustiças sociais, e proclama o advento de Cristo que se aproxima.  O testemunho da prática dos Votos – Pobreza, Castidade e Obediência - nos leve a sair do centro, e colocar no meio aqueles que estão à mercê da sociedade: os sem-voz, marginalizados, os pequeninos e excluídos, como Jesus fez em toda sua trajetória missionária.

Ser uma religiosa consagrada é assumir um constante êxodo, estar disposta a viver na dinâmica do Espírito Santo, procurando, pela graça de Deus, possuir um olhar sensível e misericordioso frente às novas realidades sociais e eclesiais. É amar sem limites os Irmãos, confiando que é ao próprio Deus que estamos amando e servindo. É perceber-se num diálogo constante com o Pai. Assumindo a Pobreza numa atitude alegre e despretensiosa da doação dos dons e talentos, a Castidade como expressão livre e amadurecida do amor que se doa, e a Obediência como forma de descobrirmos na convivência fraterna a Vontade do Pai. Assim, professaremos com a Vida o gratuito e generoso dom de Deus: a Vida Consagrada Religiosa.

Entusiasmada e sentindo-me amada pelo Senhor, sigo confiante meu processo formativo!

Noviça Beatriz Marques


É BOM DAR GRAÇAS AO SENHOR!

Neste ano de 2019, temos trabalhado bastante, visando a Pastoral Vocacional. Contamos com o ânimo e entusiasmo de Irmã Rita de Cassia Silva e da noviça Beatriz e o apoio das Irmãs das nossas duas comunidades.

Tivemos oportunidade de realizar três encontros com as jovens que expressaram o desejo de conhecer-nos. Em cada etapa realizada tivemos com um grupo diferente.

Assim, aconteceu o 1º encontro em abril, o 2º, em agosto, e o 3º, no dia 18 de outubro.

Este último, contou com a participação de seis jovens vindas de Teixeira, Paula Cândido, Canaã   e Viçosa.

Na parte da manhã, houve acolhida, oração e dinâmica com a Noviça Beatriz. Em seguida, Ir. Fransinete exibiu o filme de Santa Teresinha, baseado na História de Uma Alma.

Após o saboroso almoço, Beatriz e Fransinette dinamizaram o momento de lazer, descontraindo todas as presentes. Beatriz fez a dinâmica do mar bravio e tempestade, enquanto Ir. Fransinette organizou e coordenou o bingo, com perguntas sobre o filme de Santa Teresinha. Quem acertava, ganhava uma prenda. Foi uma ótima maneira de explorar o filme.

Ao retornarmos para o local, após uma música, tentei abordar um pouco o tema da vocação fundamental, específica, ligando com a vida de Santa Teresinha,, o Carmelo e nossa Congregação.

Encerramos o Encontro com uma pequena celebração e avaliação do mesmo, e todas assumiram estar presentes num próximo encontro, que já ficou definido para o último final de semana de janeiro de 2020. Vamos tentar trazer as três turmas, além de algumas que fizeram contato conosco, mas não puderam comparecer em nenhum Encontro, devido a compromissos e distância.

Ir. Osmira Gonçalves


Retiro CHRISTUS VIVIT

Nos dias 28 e 29 de setembro, aconteceu um grande encontro de jovens, motivado por alguns paroquianos e por Frei Arrineu, na Paróquia Nossa Senhora dos Anjos . Foi um retiro conduzido pela turma de postulantes capuchinhos, e contou com a colaboração de alguns paroquianos na cozinha, animação e organização. Embasados no Documento Pós-Sinodal sobre a Fé, os jovens e o discernimento vocacional, Christus Vivit, pudemos experimentar momentos fortes de oração, partilha, louvor e adoração. Ajudou-nos o clima leve e acolhedor proporcionado pelas Irmãs Carmelitas, com sua disponibilidade, acolhida e prontidão em colaborar com a evangelização e renovação da juventude em nossa cidade. A provocação dos Padres Sinodais e do Papa aos jovens e a todo o povo de Deus foi providencial para o momento em que se encontra a juventude da nossa Paróquia. Enfrentamos o desafio missionário de capacitar lideranças juvenis para levar formação catequética, espiritual e vivência comunitária às 44 comunidades que compõem o grande território da nossa Paróquia. A maioria é de comunidades rurais, distantes do centro, e com difícil acesso às atividades que temos na Matriz. O Papa nos convida a termos um olhar atento a todos os jovens, ao desafios enfrentados por eles na atualidade, e insiste na necessidade de avançarmos no relacionamento com o Senhor nosso Deus – o Único que pode corresponder plenamente às angústias próprias da juventude. De uma simples reflexão sobre um Documento Pontifício, surgiu a proposta de levar adiante, de inserir na agenda do Setor Juventude este retiro, como um primeiro momento da capacitação dos jovens, como missionários em sua própria terra, e animadores da cristandade, sendo instrumentos de evangelização e pessoas que querem crescer na fé, esperança e caridade. Os jovens agradecem de coração o local oferecido para esses encontros.

 

Comunidade "Nossa Senhora dos Anjos"

Itambacuri/MG


“DA MANJEDOURA À CRUZ”

Nos dias 10 a 16 de setembro, 2019 vivenciamos, em São João Del Rei um Retiro Carmelitano, orientado pela nossa Irmã Liza Helena Ramos.  Com muita simplicidade, profundidade, dinamismo e criatividade, Ir. Liza nos ajudou a avaliar e aprofundar nossa vivência consagrada de Carmelitas da Divina Providência. Tomou como ponto de partida a fábula das três árvores que possuem grandes sonhos e estes vão se realizar muito além do que elas poderiam imaginar. Assim, fez-nos mergulhar nos sonhos que tínhamos antes de entrar na Congregação, e avaliar como os temos vivenciado até agora.

Finalmente, fomos convidadas a reviver a experiência da Ressurreição de Jesus. Como é que nós a vivemos, pois, somos responsáveis para que nossa vida seja um tempo de ressurreição.  A partir do texto da videira, fomos questionadas sobre nossa vida de oração e sobre nossa maneira de aproveitarmos as oportunidades que temos como Carmelitas da Divina Providência, Estas reflexões foram encerradas com um convite á santidade. Felicidade que Jesus propôs, outrora, aos seus discípulos na montanha e, hoje, propõe a cada uma de nós: as bem- aventuranças.

Participamos desse Retiro: Irmãs das comunidades de São João Del Rei, Itambacuri, Olinda, Betim, Barbacena e Caririaçu.

Por tudo, damos graças a Deus! Agradecemos à nossa Irmã Imaculada Resende, nossa Superiora Geral, que promoveu estes dias de oração e aprofundamento, com a orientação da Ir. Liza Helena, que foi instrumento nas mãos de Deus. Às Irmãs da Comunidade de São João Del Rei, nossa gratidão pela acolhida fraterna.

“Que possamos construir a verdadeira felicidade, aquela que ninguém pode tirar. Sonhar com um mundo melhor, abrir mão de nossos direitos, e doar a vida pelos outros”. (Ir. Liza Helena)

Irmã Viviana Beatriz Porra


4º CONGRESSO VOCACIONAL DO BRASIL

Participaram do 4º Congresso Vocacional do Brasil, as Irmãs Liene Gomes e Célia Maciel, ocorrido nos dias 05 a 08 de Setembro p.p., no Santuário de Nossa Senhora Aparecida – SP, éramos cerca de 700 participantes: Sacerdotes, Religiosos/as, Diáconos Permanentes, Novas Formas de Vida Consagrada, Seminaristas, Casais. O tema: Vocação e Discernimento. Lema: “Mostra-me os teus caminhos” (Sl25,4).

O evento foi promovido pela CNBB, em parceria com CRB Nacional. Vivemos num clima de Pentecostes, com muita abertura, alegria e participação mesclada de compromisso e esperança. Fez-se  presente a Irmã Maria Inês Vieira Ribeiro, mad, Presidente da CRB Nacional. Também marcaram presença Bispos de todo Brasil; uns permaneceram por mais tempo, quanto outros tiveram que retornar logo às suas Dioceses.

A Celebração Eucarística de abertura foi presidida por Dom Walmor Olivera de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte e Presidente da CNBB, que, em sua homilia, clamou alto e de bom tom: “A hora é agora. Deixemos para trás tudo que não edifica a nossa missão: comodismo, desânimo, desilusão, e entremos na barca de Jesus, para remarmos junto com Ele que foi, e continua sendo: coragem, determinação, confiança, coerência, permanecendo fiel ao cumprimento do Projeto do Pai”. Disse também que o esforço é nosso, mas a graça é de Deus. Desejou-nos  dias leves, mas com o coração aberto, para que sejamos, melhores e ajudemos os adolescentes e jovens a descobrir os seus caminhos.

Como eixo central, o Congresso percorreu o seguinte caminho: Palestras proferidas pelos sacerdotes: Padre Ângelo Mezzari, rcj que discorreu sobre o tema da Caminhada Vocacional do Brasil, e o Padre  Amedeo Cencini, fdcc que refletiu sobre Vocação e Discernimento. Ele afirmou que a boa Pastoral Vocacional é aquela que se dirige aos adolescentes e jovens, para ajuda-los a descobrir o sentido  da vida, e o projeto que Deus tem para cada um e cada uma.

     No decorrer da sua fala, mereceram destaque, os seguintes pontos:

  1. Lugar Psicológico: Na busca de sentido; Cada geração é jovem à sua maneira, e os jovens são o meio pelo qual a sociedade experimenta o mundo em mudança,  e responde aos desafios dessa mudança;
  2. Lugar Teológico: Os jovens são o caminho pelo qual a Igreja encontra os motivos novos da fé, em tempos novos;
  3. Lugar Sociológico: Constata-se o  fim do Cristianismo tradicional, aquele transmitido de geração em geração. Os jovens de hoje são a primeira geração incrédula. Estamos diante de uma crise  do Cristianismo tradicional. Teremos um Cristianismo por opção, pois segundo Tertuliano, Não se nasce cristão, se torna. Disse também que Deus é o eternamente chamante, chama porque ama, e aos que ama e chama, os envia em missão.

Além dos dois temas que nortearam o Congresso, tivemos trabalhos em grupos, para discutir os desafios e as dificuldades presentes na Igreja, em âmbito de: Seminários, Vida Religiosa Consagrada, Novas Formas de Vida, Família etc..., e oficinas diversas, que trouxeram à tona questionamentos, angústias, preocupações. O assessor atuou de uma forma aberta e democrática, conseguindo envolver a todos na discussão dos temas.

O Congresso foi concluído com um Show em homenagem ao Padre Zezinho, pela sua vida doada à Evangelização, cantando e levando sua mensagem de paz por todas as  regiões do Brasil.

 

                                                                                              Irmã Célia Maciel


Retiro Carmelitano e Bodas

Em clima de silenciosa paz e alegres fisionomias, aconteceu, dos dias 31 de julho a 07 e agosto, o Retiro Carmelitano, com a comemoração do jubileu de várias Irmãs. Algumas Jubiladas, por motivos relevantes, não puderam comparecer, mas foram lembradas com orações e estiveram presentes nos corações de todas as participantes.

O pregador, Frei José Roberval, carmelita, com notável simplicidade, foi nos conduzindo à meditação e revisão da nossa caminhada, no seguimento de Jesus Cristo. A impressão que o pregador também causou foi de um professor, competente conhecedor dos textos bíblicos, alicerçando neles a espiritualidade. Para alguns espaços do dia, Frei Roberval oferecia-nos, em capítulos, a fábula “O Dilema do Cavaleiro”, história sobre o relacionamento humano e autoconhecimento.

Irmã Maria Imaculada Resende, nossa Superiora Geral, foi presença forte e constante, em todos os momentos.

Como muitos (as) conhecem, o ambiente do Seminário da Floresta é gratificante pela exuberância da natureza, o que facilita a oração e o louvor a Deus pela vida.

Nossos dias de oração e meditação foram encerrados com missa festiva, não faltando a presença harmoniosa do violão da Irmã Emília Alves Pereira, o que não pode deixar de acontecer em nossas celebrações.

Para a celebração Eucarística, tivemos a presença de Irmãs que compareceram, a fim de tornar o evento mais fraterno e alegre. Irmã Júlia veio também, para, com seu teclado, animar, juntamente com Irmã Emília, os cânticos das celebrações.

Irmã Imaculada finalizou o Retiro apresentando amplos agradecimentos ao Frei Roberval e a todas as presentes.

Por mais esta oportunidade de celebrarmos a vida de nossas Irmãs Jubiladas e nos reencontrarmos, envolvendo várias comunidades, rendemos Graças a Deus.

Foi tudo muito bom! De modo especial, tivemos, no Frei Roberval, um pregador objetivo, alegre, oferecendo-nos orientações práticas, muito necessárias.

Partimos de mais um Retiro para a vivência e a prática, com a graça de Deus e a proteção de Nossa Senhora do Carmo.

Irmã Dahlia


Celebração do Profeta Elias

Celebramos, no dia 20 de julho, o Profeta Elias, um dos inspiradores da Ordem do Carmo que, com Maria, ilumina os nossos passos no seguimento de Cristo. Assim, concluímos, com alegria, este tempo festivo do Carmelo em comunhão com nossas Irmãs.

Depois de conhecermos mais sobre a história de Elias em nossos estudos do Aspirantado, atendendo ao pedido da Irmã Liza Helena, nos preparamos para realizar um momento de espiritualidade eliana com o povo, em que buscamos transmitir, de forma dinâmica, ilustrativa e orante, as experiências do profeta e a missão que realizou por obediência e amor a Deus.

Através de cenários, que retratavam os principais lugares por onde Elias passou, partilhamos com a comunidade sobre a sua luta pela causa de Deus, em favor do povo para que se firmasse novamente na fé.

Em seguida, refletimos sobre os valores e ensinamentos deixados pelo Profeta, e, assim, fizemos um momento orante, elevando nossos pedidos a Deus e a Nossa Mãe Maria. Finalizamos a celebração com doação de prendas, agradecimento pelas doações recebidas durante a novena, e com a descida do estandarte de Nossa Senhora do Carmo.

Essa experiência enriqueceu nossa caminhada de discernimento, pois, nos ajudou a compreender melhor a espiritualidade eliana, para vivenciarmos o carisma da Congregação: “servir a Deus, aos pobres e aos enfermos”. Além disso, percebemos a fraternidade carmelitana durante a preparação da celebração, pelo incentivo, pela ajuda das Irmãs e, também, pela proximidade que tivemos com a comunidade de fé, que participou alegre e ativamente conosco.

Somos gratas ao Senhor por todas as oportunidades de amadurecimento nesse tempo de formação. Agradecemos a nossa Comunidade, que nos acompanha e ajuda, e a todas as Irmãs, pelas orações.

Nas mãos de Maria ofertamos nossas vidas, e pedimos a sua intercessão pela Congregação, para que continue realizando sua missão.

Aspirantes: Gislane Araújo e Naiara Reis

                                                                                                     


CELEBRANDO NO CARMELO COMO “BATIZADOS E ENVIADOS”

Em Marimbá, as comemorações já começaram em junho! Numa reunião, em fervente clima Carmelitano, no dia 17 com 42 agentes de pastoral, lançamos o apelo: preparar e celebrar a festa de NOSSA SENHORA DO CARMO, padroeira do Carmelo e de Betim, com sabor missionário, antecipando o Mês Missionário solicitado pelo Papa Francisco.

            Acolhida a Programação com entusiasmo e responsabilidade, a Missão teve início no dia 28, com visitas missionárias dos oito Grupos de Reflexão, levando o pequeno Oratório com a imagem de Nossa Senhora do Carmo, a casas com famílias e pessoas necessitadas de conforto, presença e oração.

            No dia 6 de julho iniciamos a novena, solenizada pela Fraternidade de Carmelitas Leigos: hasteamento do estandarte de Nossa Senhora Estrela do Mar, fogos, cantos, muita emoção e... pipocas.

            Durante os nove dias, tivemos a graça de participar de Celebrações Eucarísticas, zelosamente preparadas pelas várias pastorais da Comunidade, com homilias – verdadeiras catequeses missionárias - a partir do tema da novena “Batizados e enviados: A Igreja de Cristo em missão, com a Virgem do Carmelo em seu louvor profético.”

O tema de cada dia: um versículo do Cântico de Nossa Senhora (Lc 1, 47-55) – inspirou as homílias dos sacerdotes e as intenções do dia, também expressas nas preces da Comunidade.

            Muitas doações: 265 – cerca de 300 quilos de generosidade do nosso povo que, da sua reduzida despensa, partilhou, para ser entregue a outras despensas mais desprovidas!

Também guloseimas foram oferecidas por Carmelitas Leigos e por alguns grupos. E ainda, caldos, arroz doce, canjica, foram gratuitamente partilhados por amigos, aquecendo ainda mais as frias noites de julho.

            O dia 15, bem dentro do espírito carmelita, foi chamado “recolhimento missionário”: as famílias levaram a oração da Novena para rezar na própria casa ou na casa de vizinhos, com o convite para a Missa do dia 16.

            A festa foi o coroamento dessa caminhada. Bela, simples, solene, piedosa! Foi alegre e fraternalmente presidida por Frei José Roberto, o Franciscano que celebra semanalmente conosco. Foi concelebrada por nosso pároco Padre Adilson. Uma recordação da história e da espiritualidade carmelitana, carinhosamente preparada, compôs a homilia de Frei José Roberto.

            Após a renovação dos nossos votos, cada representante de movimento, pastoral ou serviço religioso, desde o pároco, foi convidado a fazer seu compromisso missionário, com a oferta de um chinelo. Em seguida, ao canto da “Flor do Carmelo”, as aspirantes piedosamente coroaram a imagem da nossa Estrela do Mar. Carmelitinhas jogaram flores!

            Não faltou o saboroso e tradicional lanche oferecido pela Fraternidade de Carmelitas Leigos para todos, acrescido da “sobremesa” – a torta de Adriano e Cristina. Tanta Gratuidade! Tanta Festa! Tanta alegria, foi ainda somada a bela e catequética celebração do Profeta Elias, no dia 20, preparada e conduzida pelas aspirantes e encerrada com o arriamento do estandarte da Mãe do Carmelo.

                                    “Ser Carmelita:

                                   Eis a nossa essência.

                                   Confiar sempre

                                   No Deus Providência”!

Comunidade Jesus Maria e José de Marimbá – Betim/MG


Encontro de Superioras e Ecônomas Locais

“Um aspecto fundamental para promover os pobres está na maneira como o vemos. Não serve um olhar ideológico que acaba usando os pobres.”

 

Aconteceu no Carit, Rio de Janeiro, nos dias 24 a 28 de junho o Encontro de Superioras e Ecônomas das comunidades locais, espalhadas pelo nosso Brasil. O tema abordado foi: Animação e Administração das Comunidades, em vista de uma vivência autêntica dos votos. Foi nosso primeiro Encontro depois da unificação acontecida em nosso Capítulo Geral, realizado em janeiro deste ano. Este encontro foi muito esperado por todas nós e a alegria do reencontro com as comunidades representadas por suas Superioras e Ecônomas, fez o coração arder de alegria e bater em ritmo descompassado, por estarmos novamente pensando juntas a nova caminhada das Irmãs Carmelitas da Divina Providência. Foram muitos anos, tendo os mesmos objetivos, mas em caminhadas e rumos diferentes. Nunca se perdeu o sentido do todo, da unidade, da pertença, mas cada qual foi adquirindo um jeito próprio de viver o Ser Carmelita, de acordo com os rumos tomados por cada Província e/ou Regional. Agora, somos novamente um único grupo, movido pela busca de novos horizontes.

Os primeiros dias foram assessorados pelo Padre Rhawy Chagas Ramos. Ele nos ajudou a aprofundar o verdadeiro sentido da vivência dos votos, em vista de uma experiência mais profunda com Jesus Cristo, na pessoa dos irmãos mais necessitados e que vivem à margem de uma sociedade, cada vez mais individualista e descartável, onde o outro não é mais visto. Onde o pobre se tornou um ser invisível para a grande maioria. Aí, entra a missão da Vida Consagrada, viver o verdadeiro “desapego, na luta diária contra a miséria, aliviando, encorajando e ajudando o mais possível, o nosso irmão e irmã que está neste difícil estado de miserabilidade”.

Nos demais dias, o Governo Geral e seu Conselho, nos ajudou a relembrar a nossa vivência no cotidiano da vida, através da administração dos bens. Somos responsáveis pelo seu gerenciamento, dentro dos critérios evangélicos. Repassou e simulou com a Assembléia, os meios utilizados para a prestação de contas e previsão orçamentária anual de cada Comunidade. Também, nossa Irmã Júlia Antônia dos Passos, responsável pelo Departamento  de Pessoal, salientou a necessidade de atenção redobrada e os cuidados que devemos ter com relação às datas, os preenchimentos dos documentos, envio de atestados, pois é um setor delicado e complexo. A nossa Superiora Geral, Irmã Maria Imaculada Rezende Pereira, nos informou sobre a situação do patrimônio imobiliário da Congregação, principalmente sobre aqueles que estão desocupados ou nas mãos de terceiros. Também foram assuntos da pauta, as várias equipes formadas, tendo em vista o Planejamento do Sexênio e a realização das Metas Capitulares. Estas equipes já tiveram um primeiro encontro, mas ainda estão sendo ampliadas para, então, iniciarem os trabalhos. Irmã Imaculada, nos lembrou da importância da participação de cada Irmã nos vários serviços, pois a Congregação somos todas nós. O Governo

Geral não existe sozinho e que, as Superioras das Comunidades são de suma importância para a realização das atividades, são as porta-vozes do Governo e as profetizas da esperança para cada uma das Irmãs a elas confiadas.

O nosso último dia de encontro foi iniciado como todos os demais dias, com o momento orante, porém, neste dia, tivemos a grata surpresa de rezar com uma jovem que evangeliza através das atividades com o tecido acrobático. A jovem Polyana nos levou a rezar as sete moradas de Santa Teresa, através de sua acrobacia. Foi um momento bastante significativo, pois nos levou a refletir também, sobre a forma, o jeito e a linguagem que os jovens utilizam e se identificam na evangelização. Nesta mesma manhã, fizemos a avaliação do Encontro e demos sugestões para o próximo encontro, para o Planejamento do Sexênio e para a Celebração dos 120 anos da Congregação. Encerrou-se o Encontro, pedindo as bênçãos de Nossa Mãe, Irmã, e companheira de caminhada, Nossa Senhora do Carmo, e de nossa querida Madre Fundadora, Madre Maria das Neves.

 

 Irmã Maria de Fátima de Carvalho


Retornando ao Brasil - Sentimento de alegria e gratidão

Após três anos e meio, eu, Irmã Ana Mary, tive a alegria de terminar oCurso de Formação Humana Integral, no Instituto IFHIM,em Montréal - Canadá. Foi uma experiência muito rica, onde convivi com pessoas dos cinco continentes, sendo na maioria do continente Africano.

 

No dia primeiro de junho de 2019, retornei ao Brasil com um aprendizado que me possibilita servir a Congregação, realizar trabalhos com pessoas e grupos, seja na comunidade religiosa, paróquias, outros espaços e situações diversas, com objetivo de ajuda-las a descobrir o melhor de si, seus valores, suas capacidades, para que possam juntas "construir pontes de paz", a partir de gestos concretos vividos no dia a dia e de decisões simples que contribuirá para a sua paz e das pessoas próximas. Tudo isso estando atenta a gestão das emoções, energias e respeito ao outro. Sintetizando, viver a paz consigo mesmo e com o outro, seria optar por viver a regra de ouro e buscar os meios necessários para colocá-la em prática: "Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam assim, fazei-o vós também a eles". Eu só posso fazer o bem e respeitar o outro se, primeiro, sou capaz de fazer algo bom para mim.

 

Agradeço a Deus, sempre presente em minha vida, ajudando-me a vencer os desafios. Ao Governo Geral, na pessoa da Irmã Dazir, pela oportunidade e confiança em fazer tão rica experiência. Ao Governo atual, na pessoa da Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, a fraterna acolhida, favorecendo minha readaptação. A cada Irmã que me acompanhou com suas orações e outras formas de presença durante esse período de formação

 

Irmã Ana Mary Neves


“Deus é Amor, arrisquemos viver por Amor! Deus é Amor, ele afasta o medo!”

Nesta confiança, nossa Comunidade – Noviciado Nossa Senhora do Carmo segue com muito ardor sua missão formativa.  Os estudos foram bem intensos e profundos e para bem aprofundá-los contamos com generosas colaborações. Assim, Ir. Marlene Frinhani introduziu o estudo sobre nossas Constituições, momento muito rico, pois na sua didática, Ir. Marlene nos leva a experimentar o desejo de viver a consagração como Carmelita da Divina Providência. Também, Ir. Nieves Fonseca – Carmelita Missionária nos auxiliou com o estudo sobre Santa Teresa de Jesus, ajudando-me a aprofundar os três pilares da nossa Espiritualidade:  Contemplação, Fraternidade e Serviço, dentro da história desta Santa Doutora da Igreja. E, com muito entusiasmo, Francis Paulina – Carmelita Leiga refletiu conosco sobre a Espiritualidade Carmelitana, seguindo o modelo do Profeta Elias e da Virgem Maria, nossa Mãe, Irmã e Mestra. No Novinter, nós os noviços (as), tivemos a graça de meditar sobre Consciência Moral e Crítica, Cristologia e Mariologia. Assuntos, por sinal, bem complexos para a vivência nos tempos atuais.

 

Ilustrando com a vida, partilho algumas experiências vivenciadas na Missão de cada dia. Aqui em Viçosa/MG, no mês de Maio, com muita dedicação, o povo celebrou jubilosamente a Novena e Festa de Santa Rita de Cássia, padroeira da cidade. Nesse ano, a novena teve por tema: “A Juventude no centro do olhar da Igreja”, proporcionando-nos a reflexão sobre a atuação do jovem na Igreja. E, por falar em juventude, no dia 9 de Junho, Irmã Rita de Cássia Silva, Mestra de Noviças e eu Noviça Beatriz, participamos de um Encontro Vocacional na Comunidade ‘Santa Teresa de Jesus’, em Barbacena/MG. Contamos com a presença de duas jovens, Karina Meneghin e Paula Faustino. Nesse encontro, foram tratados os temas: Vocação, partindo do chamado de Moisés e Espiritualidade Carmelitana.  Para moldar esse quadro da vida, tive a honra de participar do Tríduo preparatório dos Votos Perpétuos da Irmã Lucenir Fernandes. Momento marcado pela força do sentido de pertença que cada Irmã possui por nossa Família Religiosa. No ambiente havia um esforço muito grande para que, tudo corresse bem afim de que, nossa Irmã Lucenir saboreasse sua Consagração definitiva sabendo que suas Irmãs estavam unidas a ela pela oração e pela presença fraterna.

 

Que alegria crescer neste espaço tão propício para nossa formação religiosa!  Sabemos que as dificuldades existem, mas acima delas há o Amor de Deus a quem nos Consagramos para sempre. Continuemos unidas em Oração, pois é por ela que alcançaremos a Perfeição da Vida.

              Noviça Beatriz Marques


Votos Perpétuos

A nossa comunidade, Ir. Tereza de Jesus, com alegria e fraternidade, acompanhou com orações e apoio toda a preparação da Ir. Lucenir, para concretizar nos seus votos perpétuos o seu sim definitivo no seguimento de Jesus Cristo, na Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência.

A comunidade pode testemunhar que a graça e a fidelidade de Deus não lhe faltaram, em momento algum, na abertura do seu coração, para acolher e responder o seu sim, com generosidade e amor.

Três dias que antecederam o grande dia 16 de Junho, festa da Santíssima Trindade, escolhido por ela, aconteceu um Tríduo Vocacional, com a presença de nossas Irmãs, a noviça Beatriz, aspirantes e vocacionadas que, com entusiasmo e alegria, puseram os pés e os corações a caminho e percorreram algumas comunidades da Paróquia de Santa Rita com visitas, catequese e escuta.

Padre Jorge Luiz Passon, sempre presente, celebrando a Eucaristia, nas três noites, muito nos apoiou. Após o Evangelho nossas Irmãs Osmira, Alenir e Tereza Cristina, falaram bonito,  com entusiasmo sobre a vida religiosa consagrada, agradando a todos os presentes.

O dia 16, ás 10 horas, no Santuário de Santa Rita, aconteceu o momento mais sublime e gratificante: a celebração Eucarística, presidida por D. Geovane Luiz da Silva, bispo auxiliar de Belo Horizonte e concelebrantes: Padre Jorge Passon, pároco do Santuário de Santa Rita, Padre João Batista, vigário e Padre José Carlos, grande amigo da Congregação.

Toda a liturgia, com a participação das Irmãs a partir da entrada, com os quadros de nossa Fundadora Madre Maria das Neves e Madre Bernadete, Irmã Lucenir com a sua mãe, senhora Maria Abadia (D. Lia), Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, Superiora Geral. Todo o cerimonial com Dom Geovane e os sacerdotes concelebrantes acima sitados.

O coral dos Irmãos do Santíssimo Sacramento abrilhantou toda a celebração, cantaram bonito com músicas bem escolhidas para o momento.

A palavra de Dom Geovane, com sua reflexão clara e precisa, revelou para nós todo amor à Santíssima Trindade, cuja festa estávamos celebrando.

Fomos gerados pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo e, a eles devemos adorar, amar e glorificar, grande mistério que deve envolver todo o nosso SER, e nós religiosas, devemos estar em sintonia e em comunhão constante com a Trindade, cultivando o dom da Esperança porque é ela que nos empurra para a frente, nos faz felizes e nos ajuda a realizar, no dia a dia, o serviço de Jesus a nós confiado, em nossa missão, onde quer que estejamos.

O momento da celebração dos votos pronunciados pela Irmã Lucenir, com toda força e amor do seu coração, teve a acolhida da Irmã Imaculada Rezende, Superiora Geral; emocionou também nossos corações, renovando a nossa opção, o nosso sim.

No final, Irmã Lucenir agradeceu a todos, à Congregação e, em especial, a Deus o dom de sua vocação como consagrada Carmelita da Divina Providência.

          Ir. Maria Auxiliadora Fernandes 


Encontro Vocacional

No dia 09 de junho de 2019, foi realizado um encontro na cidade de Barbacena - MG, organizado pelas Irmãs Carmelitas da Divina Providência (Irmã Graça Fernandes, Irmã Rita de Cássia Silva, e a noviça Beatriz Marques Dias). Participaram do encontro as jovens Karina Meneghin e Paula.

 

Iniciamos o encontro com a oração do texto de Moises, logo após as Irmãs falarem sobre a espiritualidade Carmelitana. Tudo começou no Monte Carmelo, na Palestina, com a inspiração do profeta Elias e presença materna da Virgem Maria.

 

 Elias é um homem do deserto, de coração indiviso, que está diante de Deus mediante a uma conversão contínua, buscando o rosto do Deus vivo na contemplação das Sagradas Escrituras. Vivia um ideal profético de justiça,  paz, solidariedade e fraternidade.  O exemplo de doação generosa e gratuita de Maria, nossa Mãe, nos leva ao seu filho Jesus.

Para nós, foi significativo este encontro no deserto com Elias, Maria e também, com a fundadora Madre Maria das Neves – mulher corajosa e de fé em Deus Providente. Através do seu sim aos apelos de Deus, nasceu a Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência.

 

Com a graça de Deus, buscamos estar atentas aos sinais de Deus como o Profeta Elias que, através de uma pequena nuvem, percebeu a Graça do Pai que trouxe esperança ao povo sofrido. 

 

O encontro foi para mim um tempo de graça, benção e descoberta, no qual pela Luz do Divino Espírito pude conhecer um pouco sobre a espiritualidade e carisma carmelitano: despojamento, recolhimento, entrega, fraternidade, viver em comunhão com Deus e com os irmãos). Coragem foi um ponto que me chamou a atenção e tocou meu coração. Com simplicidade, Deus se manifesta e nos revela a Sua vontade, a missão que Ele tem para nós, trazendo-nos para mais perto de Si. Quanto a nós, cabe termos coragem e abertura de coração para acolhermos o Seu amor, a sua misericórdia, o seu projeto para que, como Maria, a Flor do Carmelo, possamos dizer:

 

“Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se, em mim, segundo a Tua Palavra."

 

Agradecemos este rico encontro, promovido pelas Irmãs Carmelitas da Divina Providência, que nos ajudou com este despertar vocacional.

 

Vocacionadas Karina Meneghin e Paula Faustino.


Retiro Carmelitano para Educadores

Aconteceu nos dias 31 de maio, 01 e 02 de junho de 2019, mais um Retiro Carmelitano para educadores, na Casa de Retiro, Seminário da Floresta em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Estivemos unidos em oração e bem acompanhados do querido e disponível Frei Cléber dos Santos, OCD, que muito nos fez refletir com suas palavras inspiradas no Espírito Santo de Deus. Através de seus ensinamentos e testemunhos foi capaz, de com total suavidade em seu falar, despertar em nós o desejo de amar, simplesmente porque amar é bom, como nos disse sabiamente. Nos fez viajar e meditar em passagens bíblicas que só contribuíram para nosso enriquecimento como educadores carmelitanos. Conduziu-nos percorrendo o caminho da herança que nos foi deixado por Cristo, a Palavra do Pai. Quanta riqueza!

Compartilhamos, nesses três dias, momentos muito fortes, intensos de ensinamentos e tivemos muitas oportunidades de meditar a Palavra de Nosso Senhor, onde buscamos autoconhecimento e maior proximidade com Jesus e com aquilo que Ele espera de nós. Momentos de questionamentos, de graça, de emoção profunda, alegria e busca coletiva para sermos melhores criaturas  em nossas vidas e  em nossas vocações.

No silêncio, nos encontramos nos braços do Pai.

Quantos cuidados conosco!

Cada detalhe da organização mostrou o verdadeiro carisma carmelitano: acolhimento, carinho, alegria, capricho e seriedade em servir. Um verdadeiro transbordamento de amor para com o próximo. O tempo passou e nem percebemos. Muita riqueza encontramos nesse evento que esperamos acontecer com o coração cheio de esperança. Amor e gratidão são os sentimentos  que nós, educadores, temos  por  esta Congregação que providencia para seus colaboradores não só um momento de formação, mas  momentos  de crescimento pessoal e  espiritual.

Nesses três dias especiais fomos conduzidos, abraçados e amparados em um grande espaço, que é o lindo Seminário da Floresta. E como flores que procuram a luz, voltamos para casa imbuídos e com a grande vontade de florescer  e renascer onde Deus nos plantou.

                            G R A T I D Ã O!

 

                    Profª.  Charlott Christine Rodrigues

             Colégio Carmo- Teresópolis


IV semana de formação missionária sobre envelhecimento humano

"É preciso que o Idoso sonhe para que o jovem tenha visão". Papa Francisco

 

Aconteceu nos dias  dias 13 a 17 p.p no Centro Cultural Missionário(CCM) em Brasília a VI semana de formação missionária com o tema: a Sabedoria das Idades é luz para o nosso testemunho e serviço.

O encontro teve como objetivo oferecer aos participantes algumas ideias de como podemos resgatar a sabedoria das idades, valorizando o que cada um tem de mais sagrado, construído ao longo de sua historia. Também na oportunidade foi lançado o livro: Sabedoria das Idades de autoria do Papa Francisco, coordenado pela equipe de jornalista e sacerdotes Jesuítas, sob a direção do padre Espadaro ( SJ).

O livro é composto de cinco capítulos: Esperança, trabalho, luta, morte e amor. Fruto de uma pesquisa internacional ás pessoas idosas, cujas histórias são únicas e de diferentes classes e realidades.

No encontro éramos 37 participantes de diversas Congregações religiosas, assessorado por Dom Mauro Morelli- Bispo emérito de Duque de Caxias e Nova Iguaçu. Contamos também com a presença do padre Jaime- Diretor do CCM e Daniela- secretária da referida Instituição.

Dom Mauro, com sua experiência e sabedoria de vida, conseguiu transmitir conhecimentos sólidos e fundamentados na Palavra de Deus. Além do seu testemunho e exemplo de superação. Na sua fala deixou transparecer o desejo que o encontro fosse para cada um, uma descoberta pessoal e um despertar para o desejo de não se acomodar. Também motivou a todos a elaborar um projeto, onde a pessoa Idosa possa ocupar um lugar na Igreja e na Sociedade.

Agradecemos a Congregação a oportunidade de participar de mais este momento de formação e convivência.

 

Pelo grupo, Irmãs: Célia Maciel e Meiriane Rodrigues


Jogos das Escolas Católicas de Juiz de Fora

Entre os dias 20 e 24 de maio, aconteceu a primeira edição dos Jogos das Escolas Católicas de Juiz de Fora. Realizado pela Pastoral da Educação da Arquidiocese de Juiz de Fora, o evento foi criado como forma de integrar os alunos e os educadores das escolas católicas da cidade, além de promover a prática esportiva entre os jovens.

Em sua primeira edição, os Jogos reuniram alunos dos Oitavos e dos Nonos Anos, nascidos em 2005 e em 2006, de seis escolas: Colégio Academia, Colégio dos Jesuítas, Colégio Santa Catarina, Colégio dos Santos Anjos, Colégio Stella Matutina e o nosso Colégio. As modalidades disputadas foram handebol feminino e futsal masculino, e os jogos aconteceram nas quadras de algumas das instituições.

A cerimônia de abertura aconteceu no dia 20 de maio, no Colégio Santa Catarina, e contou com a presença dos coordenadores das seis escolas, além do Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, e do prefeito de Juiz de Fora, Antônio Almas. A Pastoral da Educação da Arquidiocese recolheu, no evento, alimentos não-perecíveis, que foram posteriormente doados para instituições de caridade da cidade.

A cerimônia de encerramento, que parabenizou todos pela participação e premiou os atletas ganhadores, também aconteceu no Colégio Santa Catarina, no dia 24 de maio. Nosso time de handebol feminino saiu invicto, conquistando a medalha de ouro. Estamos muito orgulhosos de todos os nossos atletas por suas vitórias e pelo espírito esportivo demonstrado durante todos os jogos.

 

Comunidade Educativa - Carmo/JF


Colégio Carmo de Cataguases participa do Congresso Bett Educar

A Irmã Alenir Pedrosa e a secretária Márcia Silva, representaram o Colégio Carmo na Bett Educar, maior evento de educação e tecnologia na América Latina. Realizado em São Paulo, este congresso reúne, anualmente, mais de 230 empresas nacionais e internacionais, mais de 19 startups do setor e cerca de 22.000 participantes da comunidade educacional de todos os estados brasileiros, que se encontram com o propósito de buscar inspiração, discutir o futuro da educação e o papel que a tecnologia e a inovação desempenham na formação de todos os educadores e estudantes.

“Construindo a Educação de que o Brasil precisa” foi o tema do Congresso Bett Educar deste ano, realizado do dia 14 a 17 de maio. A programação das palestras foi dividida em cinco eixos centrais: Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a Reforma do Ensino Médio, Formação de Professores, Inclusão, Práticas de Sala de Aula e Gestão. Os macrotemas em destaque incluem assuntos atuais como a gestão de escolas dos novos tempos; a neurociência como aliada na aprendizagem; o pensamento computacional, tecnologia e cultura digital nos currículos de educação básica e como atrair e formar os jovens para as ciências da natureza.

Entre os mais de 190 palestrantes, participaram o educador Celso Antunes; o chefe de Educação da Unicef Brasil, Dr. Augusto Cury; o professor e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), José Moran e o professor da Universidade de Columbia (Nova York), Tucker Harding.

A participação neste congresso reflete a preocupação do Colégio Carmo em investir na formação continuada de seus profissionais, buscando aprimorar e desenvolver suas competências. Os conhecimentos adquiridos por nossas gestoras e professoras, tendem a ser compartilhados com toda comunidade educativa, desenvolvendo habilidades e melhorando o processo de ensino-aprendizagem.

                                                                                                       Prof. Magno Oliveira


CONGRESSO JOVEM CATÓLICO – Teresópolis/RJ
Aconteceu no dia 28/04/2019 o Congresso jovem da Igreja Católica, com o tema: “Eterna é a sua Misericórdia”. (Sl 117).
Estivemos presentes no Congresso Ir. Celia Maciel, Ir. Maria Eunice e eu com o nosso “Espaço Vocacional”. Deu-se inicio com um momento profundo de oração, reflexão, cantos de louvor e muita animação, conduzidos pelo animador da RCC (Renovação Carismática Católica).
Logo em seguida veio a 1ª Palestra com o Pe. Carlos Magno, coordenador da Juventude da Diocese, o qual chamou a atenção dos jovens para ver a quem eles estão seguindo nos dias de hoje. A colocação foi marcante e manteve os jovens concentrados durante todo o tempo da palestra.
Após o intervalo, foi convidado o Bispo Dom Gilson, da diocese de Nova Iguaçu/RJ, que falou com propriedade a respeito do recado que o Papa Francisco enviou para os jovens desse Congresso. “Tudo que Cristo toca fica jovem, pois Ele vive e te quer vivo” (Papa Francisco). 
A colocação de Dom Gilson tocou a juventude, pois ele foi na raiz dos problemas da maioria dos jovens: vida vazia, busca descontrolada de algo sem sentido e no desrespeito ao outro. Os jovens são o agora de Deus e é preciso abrir os olhos para a realidade do mundo que grita por socorro. Que os jovens procurem viver a humanização a exemplo de Jesus, busquem a Deus sem medo e acreditem n’Ele. Que se deixem tocar pela misericórdia de Deus. 
Dom Gregório Paixão, bispo da Diocese de Petrópolis, expôs o Santíssimo, proporcionando aos jovens mais um momento marcante de silencio e de adoração a Jesus Eucarístico.
Alegremo-nos com as jovens que nos procuraram para conversar, interessando-se pelo nosso material vocacional.
Por tudo demos graças!
Ir. Lusinete 
Teresópolis/RJ

DE MARIA DAS NEVES A SÃO JOSÉ “DA PROVIDÊNCIA”: DAR GRAÇAS PELA GRAÇA

A graça de, bem no início do mês de março, celebrarmos a Semana de Madre Maria das Neves, motivadas pela mensagem da nossa Superiora Geral Irmã Maria Imaculada Resende Pereira; no dia 02 o retrato da nossa Fundadora amanheceu entronizado na capela. E cada tarde dessa semana, depois das Vésperas, recordávamos passagens da sua vida, seus exemplos, sua memória. Nossas aspirantes participaram intensamente, mostrando-se já familiarizadas com a vida de nossa primeira Carmelita da Divina Providência. Cantando e rezando por sua intercessão, encerrávamos cada dia da sua abençoada Semana.

Nesse mês a quaresma veio nos interpelar desde a Quarta de Cinzas, abrindo a Campanha da Fraternidade que nos pede conversão em nome dos nossos mais desprotegidos irmãos. 

E o dia 13 abriu, em nossa Forania Nossa Senhora do Carmo, a temporada de Mutirões de Confissões. A nossa Casa foi escolhida para sediar o primeiro Mutirão de Confissões Paroquial. Nove sacerdotes, depois de uma abertura celebrativa, atenderam individualmente uma pequena multidão de fiéis. Graças, pelo misericordioso perdão celebrado, pedido e recebido!

Na noite seguinte – 14 – outra feliz experiência: fomos participar da primeira Celebração Eucarística da nova Comunidade nossa Paróquia: Comunidade Nossa Senhora de Fátima – no Alto do Cruzeiro. Presidida por nosso Pároco, Padre Adilson Leite, ele apresentou o Diácono Silvanir, indicado por nosso Arcebispo, Dom Walmor de Oliveira Azevedo, para assumir a nova Comunidade. Ele presidirá celebrações nas primeiras e terceiras quintas feiras do mês. E a cada dia 13 a Celebração Eucarística será celebrada por Padre Adilson. Louvamos a Deus pela graça dessa nova Comunidade que atenderá o povo do Alto Cruzeiro, tão necessitado da presença eclesial.

Março é mês de São José. Assim, o dia 19 marcou nossa Obra com a graça de uma festiva Celebração Eucarística em nossa capela repleta. Padre Ismael, filho da nossa Paróquia, veio presidir e nos brindou com uma sábia homilia. Membros do Coral alegraram a Celebração com os cantos da Missa de São José. Ao final, após a bênção, as já tradicionais lembrancinhas da Irmã Terezinha Rodrigues de Lima, oferecidas aos presentes oportunizaram ainda o sorteio de uma pequena imagem de São José que, placidamente dormindo (foi assim que recebeu a mensagem do Anjo do Senhor), bem poderia ser chamada de “São José da Divina Providência”:

 

Se vós, José, noivo de Maria,

Conseguistes dormir

Antes de partir,

Sem entender o mistério daquela que amavas,

Posso entender a fé gigante

Do vosso coração manso e confiante:

- “ Deus providenciará!

É dele a solução.

Descansa, pois, meu coração”.

 

Ensinai, pois, Santo Patrono,

Vossa santa ciência:

Dai-nos confiar em tudo e sempre

Na bondosa e fiel Divina Providência.

 

 

Obra São José

Marimbá – Betim/MG


Uma festa

Iniciamos nossas atividades de 2019 com o foco especial na história dos 60 anos do Centro Social Madre Maria das Neves antes, Instituto Madre Maria das Neves, Saquarema/RJ.

Comemorar uma data é, para nós, um tempo de gratidão e louvor. Foi isto que aconteceu neste tempo aqui em nossa casa. Era um só pensamento da equipe que procurou irradiar gratidão, alegria e agradecimento para as crianças e pessoas envolvidas nesta história.

A culminância foi dentro de dois momentos: No dia oito de março, data muito significativa para a família de Madre Maria das Neves, fizemos o lançamento do resumo da história do Centro Social Madre Maria das Neves. Abrilhantando esta noite tivemos bonitos depoimentos de ex-alunos e de pessoas que participam de nossa caminhada. Nesta oportunidade foi feita uma homenagem especial às Irmãs Maria de Lourdes Basílio e Irmã Maria de Santa Goreti.

No dia quinze (dia do aniversário), foi o grande louvor ao Pai com a Celebração Eucarística presidida por Dom Luiz Antônio Ricci, Bispo auxiliar da Diocese de Niterói/RJ, concelebrada por Dom Tarcísio Nascimento dos Santos, pelos padres: Pe. Rodrigo, nosso Pároco, Pe. Jorge, Pároco da Paróquia Santo Antônio de Bacaxá e Pe. Zito, nosso amigo. A Celebração teve também a participação ativa, alegre e expressiva das crianças. O nosso Governo Geral foi representado pelas Conselheiras Gerais Irmãs Maria Helena Lomeu e Meiriane Coelho Rodrigues e estiveram presentes também as Irmãs Maria Lília, Lúcia Domingues, Luzia Mendes, Marlene Valdevina e Júlia Passos. Como sempre, uma presença em massa do povo de nossa cidade.

Todos felizes por serem desta família e fazerem parte desta HISTORIA.

Comunidade “Mãe da Providência”

Saquarema/RJ

 


Abertura da Campanha da Fraternidade 2019

“Serás libertado pelo direito e pela justiça”

                No dia 11 de março, realizamos a Abertura da Campanha da Fraternidade 2019 em nosso Colégio. Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB, apresenta a Campanha como um caminho de reflexão durante o período da Quaresma. Este ano o tema é Fraternidade e Políticas Públicas, e o profeta Isaías inspira o lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”.

                No turno da manhã, os alunos do Ensino Fundamental II e os do Ensino Médio se reuniram no Anfiteatro Irmã Clotilde para a realização do Momento Cultural. A professora de Ensino Religioso, Aline Grunewald, conduziu a apresentação, com o auxílio da professora de Artes, Flávia de Paiva, do professor de Música, Elmir dos Santos, e do professor de Formação Humana e Cristã, Sandro Martins. Os alunos participaram na montagem do cartaz e na execução do hino da Campanha. Tivemos também a presença de alguns pais durante o Momento.

                No turno da tarde, a apresentação do Momento Cultural ficou a cargo dos alunos do Quinto Ano A. Com a orientação da professora da turma, Delriani Santos, da professora de Ensino Religioso, Tatiane Dias, e do professor de Música, Elmir dos Santos, as crianças explicaram o tema para seus colegas e responsáveis, através de exemplos de como a política pública afeta os cidadãos. A mensagem final deixada pela turma foi: “A Igreja quer ajudar as pessoas a conhecerem o seu papel na sociedade, participando efetivamente das ações que possam fortalecer a cidadania e o bem comum”. 

  

                                                                                   Colégio Nossa Senhora do Carmo 

                                                                                                            Juiz de Fora/MG


Dia de Madre Maria das Neves

O dia 08 de março é muito importante para o Colégio Nossa Senhora do Carmo. Além de celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Família Carmelita comemora também o Dia de Madre Maria das Neves, fundadora da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência. Para celebrar a data, a Professora Elisa Cristina da Costa, que leciona Ensino Religioso, preparou atividades com os alunos do Ensino Fundamental I e Educação Infantil. Com importante apoio da Irmã Arlette Lousada, vice-diretora do CARMO, ela contou a história da religiosa para as crianças, que conheceram mais a fundo a vida da senhora Rita de Cássia Aguiar, que posteriormente tornou-se Maria das Neves, nome que recebeu ao ingressar para a vida consagrada. Os primeiros passos da Congregação até os dias atuais foram contados para os alunos. Ao final de cada narrativa, foram sorteados entre os educandos o livro: “Madre Maria das Neves – A pequena estrela que não quis brilhar”, escrito pela Irmã Sebastiana Pereira Pires. Para as crianças da Educação Infantil, a narrativa aconteceu na capela do Colégio.

 

 

Ainda nas comemorações, a Escola ganhou murais e decoração inspirados na vida de Madre Maria das Neves. Na Educação Infantil, a Fundadora ganhou destaque ao lado de mamães, titias, ‘dindas’ e vovós, homenageadas pelo Dia Internacional da Mulher. Madre Maria das Neves ganhou destaque em vários espaços da Escola.

 

            André Oliveira

Jornalista - Carmo

Teresópolis - RJ


Inicio do Ano Canônico do Noviciado de Beatriz

“É feliz quem a Deus se confia!” (Sl 1)

Foi com esta confiança em Deus e na sua infinita misericórdia, que no dia 7 de março de 2019 iniciei o Noviciado Canônico na Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência.

Esse dia foi marcado por uma profunda Celebração Eucarística presidida por Pe. Paulo Dionê Quintão, Pároco do Santuário Santa Rita de Cássia, em Viçosa/MG. Na homilia ele nos ajudou a perceber que sendo fiéis no chamado, e trilhando com fé o caminho de Jesus, assumindo a cada dia as dificuldades como via de santificação, seremos felizes e realizados.

 Continuou sua reflexão aprofundando nossa Espiritualidade, afirmando ser ela o “Plano de Voo” da minha resposta, ou seja, dentre tantas Congregações eu escolhi, pela graça divina, ser Carmelita da Divina Providência. Para isso, é necessário sempre voltar à fonte, aprofundar, experimentar e escutar Deus que me fala através do nosso Carisma e Espiritualidade. Concluindo sua fala Pe. Paulo nos propôs o canto: “há um barco esquecido na Praia”, nos lembrando das renúncias que o Seguimento a Cristo implica e também os ganhos dessa doação: “quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará” (Lc 9, 24b).

Agradeço a Deus a felicidade de receber pelas mãos da Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, Superiora Geral, as Constituições e o Diretório Geral da Congregação. Esse foi um momento marcante de minha formação, pois agora, com a graça do Pai, avançarei para águas mais profundas: Ser Carmelita da Divina Providência.

 

Com a graça de Deus, desejo viver este novo tempo atenta, disponível e aberta para aprofundar as dimensões da consagração como Carmelita e buscar a cada dia crescer minha pertença à Família de Madre Maria das Neves. Que na simplicidade e na alegria eu possa responder fielmente ao chamado do Senhor.

“Aê, Aê, com Maria eu vou: subindo o Carmelo e louvando o Senhor!”

 

Noviça Beatriz Marques Dias


Nos passos de Jesus rumo ao Monte Carmelo!

Dos dias 17 a 20 de Fevereiro nossa Comunidade – Noviciado Nossa Senhora do Carmo participou comigo do Retiro em preparação para minha entrada no Noviciado Canônico. Nosso retiro foi preparado com muito carinho pela Irmã Nieves Fonseca, que veio acompanhada de Irmã Lady, ambas Carmelitas Missionária.

Com o tema: “Nos passos de Jesus rumo ao Monte Carmelo” fomos saboreando a presença do Senhor nos convidando a ‘avançar para águas mais profundas’. Nossos dias no deserto interior nos levaram a contemplar o Amor Gratuito e Generoso de Jesus, seu olhar misericordioso sobre nós e nossos irmãos, onde somos acolhidos e recebidos novamente nos braços do Pai. “...este meu Filho estava morto e voltou a viver, estava perdido e foi encontrado...” (Lc 15, 24). Cada vez mais mergulhadas em Deus, examinamos nossas motivações para assumir o Seguimento de Jesus no mundo de hoje, que implica muitas renúncias, abandono, olhar atento, coração amoroso e misericordioso, pois o Irmão necessita de nós e o Senhor chama – “Quem quiser vir comigo, assuma a sua Cruz e siga-me.” (Lc 9, 23). E no seguimento de Cristo como Carmelitas, tivemos a graça de refletir sobre nosso inspirador – o Profeta Elias (que em sua missão profética manifestou a presença de Deus sendo corajoso, simples e dedicado à causa do Senhor) e nossos Santos doutores, Santa Teresa de Jesus ( profeta da Oração, que consegue, com a graça de Deus, um novo caminho de grande intimidade com o Pai Amado) e São João da Cruz ( profeta da Fé, que percebe, com a graça divina, que a subida para o Monte Carmelo é um caminho que se realiza na noite escura, no esforço e nas lutas contra as tentações...). E finalizamos nosso Retiro com uma profunda Celebração Eucarística, presidida pelo Pe. Lucas Germano – Vigário Paroquial do Santuário Santa Rita de Cássia de Viçosa/MG.

Nossos dias de retiro foram momentos ricos da Presença de Deus, das graças do Espírito Santo e com a graça do Pai, recebemos um novo vigor para assumirmos nossa Missão profética no espaço onde estamos inseridas. Estou muito feliz, pois sinto a mão de Deus conduzindo minha história, me convidando a Recriar o Amor existente em mim para assim, com entusiasmo e esperança dar mais um passo em minha formação: o Noviciado Canônico.

Noviça Beatriz Marques Dias


XVIII Capítulo Geral Ordinário

A Família Religiosa de Madre Maria das Neves, celebrou a sua Assembleia Capitular nos dias 13 a 22 de janeiro de 2019, na Casa de Retiros Seminário da Floresta, em Juiz de Fora - MG. Participaram 42 Irmãs. Estiveram presentes como assessores: Dom Francisco de Sales Alencar Batista, O.Carm, na orientação do Retiro Espiritual, Monsenhor Nédio dos Santos Lacerda, Vigário Geral da Arquidiocese de Belo Horizonte, Delegado do Arcebispo Metropolitano, Dom Walmor Oliveira de Azevedo e Padre Rhawy Chagas Ramos, Assessor Canônico na preparação e realização do XVIII CGO, aos quais agradecemos a presença efetiva e fraterna.

Num clima de oração, fraternidade, discernimento e corresponsabilidade, os trabalhos Capitulares foram realizados com tranquilidade, alcançando os objetivos: Aprovação da Unificação do Governo da Congregação; Reformulação do Diretório Geral; Definição de Metas para o Sexênio 2019-2025 e Eleição do novo Governo Geralque ficou assim constituído:

       Superiora Geral: Irmã Maria Imaculada Resende Pereira

       1ª Conselheira e Assistente: Irmã Teresa Cristina Duque Carvalho

       2ª Conselheira: Irmã Maria Helena Lomeu

       3ª Conselheira: Irmã Meiriane Coelho Rodrigues

       4ª Conselheira: Irmã Rita de Cássia Silva

Confiantes na Providência amorosa de Deus que se antecipa às nossas fraquezas e sob a proteção materna de nossa Mãe do Carmelo, entregamos ao Senhor a missão assumida pelo nosso Governo Geral.

Ir. Luciana Flávia Gonçalves


GRATIDÃO

Esta é a palavra que expressa verdadeiramente os sentimentos de todas nós da Província Madre Maria das Neves, que se despede de um tempo muito significativo, de muito crescimento, amadurecimento e vivência da Fraternidade. Foram 27 anos de muita vida, vivida no respeito, liberdade e partilhas significativas. E é por tanta vida vivida, que não podíamos deixar passar em branco e, no dia 16 de dezembro, domingo da alegria, nos reunimos em Vila Isabel, para agradecer ao Deus da Vida, pela caminhada percorrida. Como celebrante, nosso amigo e irmão Dom Roberto Lopes e vários amigos de convivência diária e que fazem parte dessa história. Após á Celebração Eucarística, nos confraternizamos com um gostoso almoço e nesse momento se uniu à nós, o Padre Rhawy, outro amigo de caminhada e que se faz presente sempre que possível. Foi um momento muito significativo para nós.  Por tudo isso, a nossa gratidão por tudo que aconteceu e que foi vivido e assumido por todas as Irmãs.  Encerramos e iniciamos vários ciclos, pois fazem parte do processo de vida do ser humano. Sonhamos e realizamos o sonho da saída, da travessia, da ousadia profética de uma verdadeira Carmelita da Divina Providência.

Agora, é hora de experienciar um novo momento, não podemos dizer que vai ser da mesma forma ou que não é novo, pois somos outras pessoas, mais vividas e para algumas, será momento novo, pois entraram depois da descentralização. Por tudo isso, demos graças a Deus!

 

Irmã Maria de Fátima de Carvalho

 


FESTA DE NATAL COM IRMÃS E FUNCIONÁRIOS

                  A Comunidade Flor do Carmelo se preparou com muita alegria e entusiasmo para, mais uma vez, acolher o Menino Deus que irá  nascer no meio de nós.

                 Além de enfeitar os ambientes com cores vibrantes, fizemos a novena do Natal com o texto preparado  pela Diocese de Petrópolis, cujo foco central foi  contar a história do Seminário Nossa Senhora do Amor Divino , que completará em 2019,  70 anos de fundação.

               Dom Gregório com a sua equipe nos presenteou com um lindo e bem elaborado  texto sobre o surgimento do Seminário.

              Além da novena com a Comunidade, fizemos também um Tríduo  de preparação para a vinda do Messias, com os funcionários do Centro Social São José  e da Comunidade Flor do Carmelo, no qual, constatamos  muito interesse  e participação  dos mesmos.

              E após o encerramento do Tríduo, no dia 21 de dezembro, fizemos uma Celebração na Capela para todos os funcionários. Em seguida foi servido um almoço, onde partilhamos momentos de acolhimento e solidariedade, acompanhado de uma deliciosa sobremesa.

             E como culminância desta manhã, tivemos também a revelação de amigo (a) oculto (a), com trocas de presentes, mensagens e muita descontração. 

              Mas não parou aí, porque tivemos no dia 24 de dezembro, a Vigília Natalina  presidida pelo Padre Gabriel, Capelão da Comunidade, com a participação de muitos amigos,  numa verdadeira demonstração de fé no Deus que se fez criança e veio morar entre nós. Tivemos em seguida a Ceia, com a presença de algumas pessoas amigas.

                No dia 25 de dezembro às 10 horas, na Celebração Eucarística nossas mentes se elevaram para agradecer ao Menino Jesus o ano que termina, cheio de desafios e  superações e com o desejo de que o de 2019 traga para nós e o nosso Brasil paz, respeito, justiça, partilha e solidariedade.

                                                                                              Irmã Célia Maciel


7° Encontro da Catequese Eucarística

7° Encontro da Catequese Eucarística, Comunidade Nossa Senhora dos Anjos – Bairro Wirland Freire na casa das Irmãs Carmelitas

 

No dia 11 de novembro fomos bem recebidas pelas Irmãs: Creusa,  Liene, Nelza e Maria Luiza; que abriram as portas de sua casa com um lindo cartaz de boas vindas.

Contamos mesmo antes de chegarmos lá com a ajuda das Irmã, pois Irmã Creusa nos concedeu a grande bondade de nos ajudar com o transporte das crianças até a residência das Irmãs.

O 7°encontro da Turma de Catequese Eucarística teve o tema: "A criação: sinal do amor e da bondade de DEUS"; como o objetivo de percebermos que DEUS criou o universo com sabedoria e amor, e a pessoa humana à sua imagem e semelhança.

Buscamos mostrar para os catequizandos a temática através da contemplação do espaço, pois a casa das irmãs possui uma área verde muito bonita que atrai muitos pássaros e borboletas, unido isso aos cantos e texto bíblico do livro Gêneses. O encontro contou com muitos símbolos e uma bela procissão da varanda da casa até a Capelinha das Irmãs onde fizemos nossas orações com Jesus Eucarístico.

Participaram 17 crianças e adolescentes e quatro catequistas, foi ótimo o encontro.

No final as Irmãs partilharam um pouco sobre a fundadora Madre Maria das Neves o que foi um grande aprendizado; e tivemos um delicioso lanche partilhado.

Agradecemos as Irmãs pela a dedicação delas não só em ceder o espaço, mas em acompanhar a Catequese da nossa Comunidade, posso dizer que sem elas no auxílio não tínhamos conseguido chegar até aonde chegamos, pra mim está  sendo uma experiência de vida muito linda ser Catequista.

As Irmãs Carmelitas estão de parabéns, obrigado de coração por está bênção dada por DEUS. Posso dizer também que as Irmãs são uma grande luz em minha vida e na vida de minha família.

 Catequista Maria das Dores – Comunidade Nossa Senhora dos Anjos - Itaituba/PA


NATAL EM COMUNIDADES
É com grande alegria que escrevo este pequeno texto a respeito de nosso Natal em Comunidades. Foi assim, em clima descontraído que celebramos o nascimento de Nosso Redentor. Dias de correria, sim, muitas! Formatura do 9º Ano e do Ensino Médio em Teresópolis, preparar a casa, comprar flores, frutas, preparar a ceia, ornamentar os ambientes, preparar o coração para acolher pessoas, palavras, orações e celebrações.
Neste ano, a Comunidade Santíssima Trindade, veio para Vila Isabel e se uniu à nossa Comunidade Santa Edith Stein, dobradinha, Teresópolis x Rio.  Culminância de anos de subidas e descidas, idas e vindas, que nossos trabalhos exigiram e que fortaleceram os laços. Enfim, Comunidades reunidas, começamos no dia 24 pela Celebração Eucarística, a Celebração do nascimento de Jesus, no Mosteiro de Nossa Senhora da Ajuda, templo secular que inspira o velho Barroco. Logo após alimentarmos da Palavra, nos alimentamos também da alegria da vivência e da partilha de vida, do alimento muito bem preparado que em sua simplicidade, carinho e amor, torna para nós, lembranças afetivas de um verdadeiro banquete, pois o principal tempero foram mãos habilidosas e generosas que se desdobraram em ofertar a experiência do amor, bem próprio do Espírito Natalino, de doação e de celebração da Vida! E não parou por aí, grandes festas, grandes vésperas! No dia 25, no dia do Aniversariante, o Padre Rawy, veio celebrar em nossa casa, nos fortalecendo com uma mensagem de Esperança Evangélica, acolhedora, bem irmã. Aliás, ele já se tornou um irmão querido de nossas Comunidades e não poderia, ficar fora da “Festa”!
Por isso, agradeço a Deus, por meio de nossas Comunidades que vivenciamos o dia a dia, por toda graça recebida ao longo deste ano que se encerra. Com certeza, esperamos tempos melhores, e que não nos falte nunca a alegria de viver, a simplicidade nas ações e o acolhimento mútuo. Que venha 2019!
Forte abraço e orações, 
 
Ir. Graziela Souza, pela comunidade Santa Edith Stein.
 

Retrospectiva do Centro Social São José 2018

2018 foi um ano singular em nosso Centro Social. Começou com grandes desafios e responsabilidades, não diferente dos outros anos, porém, com a singularidade dos NOVOS desafios que enfrentamos, superamos alguns e continuamos no enfrentamento para 2019.

Mudanças na Equipe profissional, na Direção, com a chegada da Irmã Lusinete, para somar as conquistas e dividir as responsabilidades.

O Centro Social passou por uma reforma física, ampliando a qualidade do atendimento às crianças e melhorando o ambiente de trabalho. Contudo, não deixou de cumprir sua Missão de “acolher, promover e difundir os valores fundamentais no exercício da Cidadania e da Ética”.

Fomos agraciados com a colaboração de bons voluntários, benfeitores e amigos que tornaram o trabalho mais gratificante, juntamente com seus resultados que muito acrescentou.

As datas comemorativas foram celebradas com alegria e entusiasmo pelas crianças e por toda equipe. Celebramos o Dia de São José, com a confecção de artesanatos homenageando o pai de Jesus Carpinteiro. Também realizamos a Coroação de Nossa Senhora, com a sensível apresentação de todas as crianças e apoio das Irmãs que estiveram presentes para prestigiá-las, e várias outras celebrações religiosas.

As Oficinas aconteceram no decorrer de todo ano, com a variedade nas atividades e o entusiasmo das Monitoras. Passeios foram realizados, dentro da Cidade de Teresópolis, em comemoração ao mês das crianças.

Celebramos também o Dia da Família, Festa Junina e a Páscoa, festejando o simbolismo, como também ensinando os valores reais de cada data comemorada.

Nos reunimos com os responsáveis para aproximação das famílias, retorno das atividades com as crianças no Centro Social e, também, para ouvir o retorno dos pais/responsáveis.

A Equipe muito se alegrou com o retorno das famílias por nos transmitir os benefícios que o Centro Social São José proporciona aos seus filhos. Os relatos das famílias foram positivos no sentido de expressar o avanço na sociabilidade das crianças, no desenvolvimento motor, na educação e regras que os fizeram melhorarem o comportamento tanto em suas escolas, quanto em casa.

As famílias também relataram que o Centro Social é um lugar seguro e muito acolhedor, que se sentem tranquilas e gratificadas por esse espaço que as Irmãs, corajosamente, mantém ao longo dos anos.

A equipe técnica também realizou um trabalho desafiador de atendimento e Visitas Domiciliar às famílias e Visitas Institucionais com a rede sócio assistencial, para estreitamento das parcerias e atendimento ao público atendido.

E bem notável  o comprometimento da Congregação e dos voluntários para com o Centro Social no apoio financeiro necessário,  para que o Centro Social continue acolhendo e atendendo  as crianças e as famílias mais necessitadas de Teresópolis.

Priscila - Assistente Social


Teresópolis: Apresentações artísticas encerram ano letivo do Ensino Fundamental I e da Educação Infantil

Uma festa de sons e ritmos. Foi assim o encerramento do ano letivo para os alunos do Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) e da Educação Infantil (Maternal II, Pré I e Pré II). O evento aconteceu na última sexta-feira, 7/12, no Ginásio do Colégio Nossa Senhora do Carmo – Teresópolis.

A noite festiva começou com apresentação da turminha do Maternal II, arrancando suspiros, sorrisos e muitos aplausos dos pais e parentes, que lotaram a assistência para prestigiar os pequenos, que fizeram bonito ao lado a Professora Cecília. Depois foi a vez do Pré I, com a Professora Fabiana, encantar os presentes. Por fim o Pré II da Professora Vanessa encenou um presépio vivo e cantado, trazendo à tona o verdadeiro sentido do Natal de Jesus.

A noite festiva seguiu com a apresentação das turmas do 4º ano. Os alunos, sob a batuta do Professor Fábio, de música, se apresentaram utilizando instrumentos como flautas, xilofones e violões. A surpresa ficou por conta de uma apresentação acústica com as mãos e copos de plástico, mostrando a habilidade e a coordenação motora das crianças.

As turmas de 5º ano montaram uma verdadeira banda de rock para sua performance. Violões, guitarras e contrabaixos juntaram-se aos xilofones e instrumentos de percussão para a apresentação.

Por fim, as turmas do 2º e 3º na os fizeram um grande coral para apresentar suas canções, com flautas doces atuando harmonicamente com as vozes.


Projetos do Carmo - Teresópolis brilham na FECTI

Depois do destaque alcançado na Mostra de Ciências do Colégio Nossa Senhora do CARMO – Teresópolis, três projetos criados por alunos e supervisionados por professores foram credenciados a participar da FECTI – Feira da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro. A mostra aconteceu no último final de semana, no Cefet – Centro Federal de Educação Tecnológica, no Maracanã, Rio de Janeiro, onde alunos e professores representaram com maestria o Colégio.

Os trabalhos, que representaram o colégio foram: “A Melipolinicultura como prática educacional: Abelhas sem ferrão, conservação e uso sustentável dos recursos naturais em uma turma de sétimo ano”, dos alunos Maria Eduarda Gomes Maia, Stemberg dos Santos Figueiredo, Pedro Mendes, Clara Almeida, João Vitor  e Ana Clara Gonçalves Miranda. O projeto tem como orientador o Professor Antonio Fernandes Ferreira Junior; “Transtornos Mentais”, com Julia Alexandra Cosati de Carvalho da Silva Pombo, Júlia Balbino dos Santos e Monik Silva de Souza. O professor orientador é Fábio Lima de Almeida; “Engenheiros da Natureza: Ensino de geometria por meio da matemática das abelhas em uma turma de sétimo ano”, dos alunos Maria Fernanda Torquato Seabra, Júlia Moreira Maciel, Maria Mariana do Carmo, Miguel Maia e Rafael Souza Martins. A orientadora é a professora Luana Titonelli.

Em suas redes sociais, a docente comentou sobre a alegria de ver seus alunos em um evento tão significativo. “Estou muito orgulhosa dos meus pequenos cientistas. Estão arrasando nas apresentações! E hoje vejo frutos de um projeto que fizemos durante este ano letivo e sei que valeu a pena! A matemática é linda e não está limitada à sala de aula, na verdade está em toda parte. Hoje falamos da geometria das abelhas. Compartilhamos e recebemos conhecimentos. Este é um daqueles dias que confirmo que fiz a escolha certa em relação à minha profissão! Amo ser professora”.

Outro que acompanhou os alunos na viagem foi o professor Antônio Fernandes. Ele também usou as redes sociais para celebrar. “Semana de teste do coração, de renovar e de gratidão. Um colégio de Teresópolis teve, em 2018, uma jornada inspiradora em ciências. Em pleno século XXI, um ensino baseado somente na transmissão de informação já não atende aos anseios das novas gerações, que pedem por novos espaços, novos métodos e novas maneiras mais colaborativas de extrair conhecimentos relevantes da informação que nos cerca. Assim, é possível, potencializar competências e desenvolver novas habilidades. Nesse binômio Competência x Habilidade, o Colégio Nossa Senhora do Carmo, recebeu suas medalhas conquistadas na Olimpíada Brasileira de Astronomia – OBA e por fim, a participação na XII Fecti. Dias intensos, coração renovado e principalmente, a certeza de estar no caminho certo. Obrigado Colégio Nossa senhora do Carmo pela confiança e apoio”.


Colégio Carmo realiza sua 10ª Cantata de Natal

O primeiro som veio das arquibancadas: eram as flautas das crianças do 2º ao 5º ano, anunciando o início do espetáculo. Em seguida, com apenas 7 anos, a pequena Isadora subiu ao palco, diante dos refletores e das centenas de pessoas que compareceram ao ginásio poliesportivo do Colégio Carmo, e abriu a cantata do dia 29 de novembro. Sua doce voz ecoou como um mantra, anunciando: “Ó luz do Senhor, que vem sobre a Terra, inunda meu ser, permanece em nós”.

Este foi o décimo ano em que o Colégio Carmo realizou a Cantata de Natal, com a participação dos estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio. O tema escolhido para 2018 foi “Natal em Prece”. Dezesseis músicas natalinas integraram a programação, que foi dividida em duas partes. A primeira reuniu uma seleção de canções de louvor à fé Cristã. Na segunda parte, foi encenado o Auto de Natal.

O coral dos estudantes foi intercalado pelas vozes dos solistas e flautistas, sob regência dos professores de Música da escola, Alethea e Júnio César. As estudantes Danielle, do 7º ano, Maria Laura, do 2º ano do Ensino Médio, Maria Eduarda, do 8º ano, e a professora Verônica interpretaram, respectivamente, as canções “Preparação para a Prece”, “Meu Menino Jesus”, “Bebê Jesus” e “Natal de Luz”. Os professores da escola cantaram, juntos, o “Pai Nosso” e foram acompanhados, também, pela plateia, convidada a se unir ao coro.

No palco, alunas do 7º ano, com a professora Graziella, dançaram enquanto todos cantavam “Manda teus anjos”. O presépio vivo foi sendo apresentado com os movimentos de crianças da Educação Infantil, representando, inicialmente, os carneirinhos e outros animais do cenário natalino, ao som de “Mary Cristo”. Outras crianças vestidas de pastores surgem em seguida. Num bailado, alunas do Ensino Médio dançaram ao som de “Porque é Natal”. 

O Auto de Natal tem seu grande momento com a interpretação da canção “Bebê Jesus”, quando alunos do Ensino Fundamental I, vestidos de anjos, se aproximam de Maria e José, que apresentam o bebê a todos. Os Reis Magos seguem a Estrela-Guia, indo na direção da Sagrada Família. No encerramento, a canção “Ano Novo” antecipou os votos da comunidade carmelita, desejando a todos um feliz 2019.

“Em todas as edições da Cantata, buscamos fortalecer, em nossos alunos, a cultura da fé, do amor e da paz. Através das músicas, ensaiadas durante o mês de novembro, eles vão assimilando esses valores da fé cristã e assumindo uma postura de respeito e louvor a Deus. Mais do que um espetáculo, consideramos que a Cantata representa uma valorosa oportunidade para o desenvolvimento emocional e espiritual de nossas crianças e adolescentes”, afirmou a Diretora Pedagógica, Cecília Poyares.

Assistindo ao espetáculo, estavam, também, a comunidade de Irmãs Carmelitas da Divina Providência, congregação religiosa responsável pela condução da rede de colégios Carmo.


Professor do Carmo - Teresópolis - concorre a prêmio estadual

O professor Leandro de Oliveira Costa, que leciona a disciplina de Biologia no CARMO, volta a ganhar posição de destaque em sua área no Estado do Rio de Janeiro. Juntamente com alunos do Colégio Estadual Edmundo Bittencourt, onde ele também dá aulas. O docente classificou um trabalho entre os seis que concorrem ao Prêmio Shell de Educação Científica, cuja premiação acontece no dia 22 de novembro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Se ficar entre os três primeiros, o professor ganha uma viagem para Londres.

Sob a supervisão do professor, o grupo desenvolveu o projeto Tecnobio – Encontro da robótica com a biologia na construção cidadã. “Neste trabalho eu ensinei princípios de programação e robótica, aliadas aos conceitos de ecologia e de corpo humano. Os alunos tiveram um desafio. Aplicar as nossas discussões na solução de um problema real escolhido por eles”, explica Leandro. “Foram desenvolvidos vários projetos. Desde coletes automatizados que auxiliam pessoas com dificuldade de enxergar, até casas que percebem temperatura ambiental e ligam seus aparelhos apenas no momento correto economizando energia”, completa.

A premiação prevê uma viagem educativa para Londres na Inglaterra, onde os professores farão uma imersão na área das ciências, além de premiações em dinheiro que variam de R$ 1.500 a R$ 7.000. As escolas dos professores vencedores também são premiadas com equipamentos educacionais.

Não é a primeira vez que o professor Leandro leva seus alunos a esse tipo de disputa regional. Em 2014 a prática desenvolvida por ele ficou em primeiro lugar no Prêmio BG – antiga nomeclatura do Prêmio Shell.

 


Recebendo a visita da Ir. Imaculada Resende

Dos dias 28 a 31 de agosto, acolhemos a nossa Superiora Provincial, Ir. Maria Imaculada Resende Pereira, para a visita canônica. Essa visita era tão esperada por nós, que podemos expressar esses dias como um único encontro, no qual mergulhamos de coração e de alma. Que alegria, bem-estar, simplicidade e, ao mesmo tempo, profundidade. Perguntando a cada Irmã o que significou para ela esses dias, assim manifestaram:

  • A sua presença, com os encontros e as reflexões, nesses dias, trouxe à nossa Comunidade alegria, esperança e revitalização de nossa vida espiritual e fraterna.
  • A visita foi ótima! Muito desejável e veio em boa hora. Nota 10! E peço bis.
  • Achei ótima, e dizer isso significa muito bom!
  • A visita foi muito positiva, trouxe muita coisa boa, simplicidade, as nossas conversas... Ela nos trouxe um texto muito bom e muito tranquilo. Tivemos momentos muito alegres. O ponto chave da visita foi a fraternidade.
  • Foi uma luz e muito boa ajuda para a Comunidade.  A convivência com ela nos enriqueceu bastante.
  • Ir. Imaculada, com o seu jeito despojado e despretensioso, foi caminhando conosco por sendas muito profundas, embora com uma linguagem despojada de grandezas. Agora, o necessário é que nos esforcemos por colocar em prática tudo o que ela nos levou a refletir e a rezar.

Muito obrigada, Ir. Imaculada, por ter estado conosco, fazendo presença na mesa do pão diário e na mesa da Eucaristia. Que nosso bom Deus continue a abençoar e a fecundar a sua missão.

Pela Comunidade Madre Glória,

Ir. Mellina Clemente Botelho


Iniciando Nova Etapa
“Minh’ alma da glórias ao Senhor
 meu coração bate alegre e feliz 
olhou para mim com tanto amor 
que me escolheu me elegeu e me quis!” 
 
Meu coração está cheio de alegria por ter sido acolhida na minha nova Comunidade - o Noviciado Nossa Senhora do Carmo.
 
Nos cinco dias de Retiro que precederam minha entrada na nova etapa de Formação, o Noviciado, pude, com a graça do Pai e a orientação da Irmã Natalícia, aprofundar o gratuito amor de Deus por nós. Refletimos sobre nossa Identidade pessoal, onde o Senhor olha e chama por que viu o belo do coração, e nossa Identidade Carmelitana, chamadas a viver a Contemplação, a Fraternidade e o Serviço, deixando-nos conduzir pela Providência de Deus. Recolhida durante esses dias no deserto interior, procurei examinar minhas motivações e reacender o vigor para viver este novo tempo!
 
No dia 7 de setembro de 2018 oficializou-se minha entrada no Noviciado em uma profunda  celebração eucarística, presidida pelo Padre Paulo Dionê Quintão, pároco do Santuário Santa Rita de Cássia. Com suas palavras inspiradoras Pe. Paulo fez-nos meditar o Chamado de Deus, nossa resposta e as consequências de deixar “tudo pelo Tudo”! 
 
Foi muita emoção contar com a presença e as orações das nossas comunidades e acolher a minha Tia Aparecida que veio representar minha família, trazendo para mim o apoio que sempre recebi de meus familiares. Foi um momento mágico e forte do Amor do Pai! 
 
Com o coração alegre e esperançoso desejo viver o Noviciado, com a graça de Deus, disposta a crescer como Carmelita da Divina Providência!
 
Agradeço o carinho das Irmãs: Dazir da Rocha Campos e Imaculada Resende que vieram nos ajudar na preparação desse momento. 
 
Noviça Beatriz Marques Dias

Congresso da Vida Religiosa - Teresópolis

No dia 18 de agosto, Ir. Célia Coelho Maciel, Ir. Lília das Neves e Ir. Arlette Louzada participamos do II Congresso da Vida Religiosa, do Núcleo de Teresópolis e Petrópolis/RJ, na Casa de Encontros das Irmãs de Santa Catarina. Éramos 76 participantes.

            Às 7h, fomos acolhidos/as com um rico e saboroso café e, a seguir, para aquecer nossa mente e o coração, refletimos e partilhamos em grupos, o texto de Lc. 1,21-28, que fala da Anunciação.

            Logo após, com a participação de todos os presentes, foi feita uma Via-Sacra Vocacional caminhando montanha acima, em meio à floresta, seguindo os passos de Jesus rumo à Ressurreição.

            A cada estação aumentava o nosso ardor e pedido de compaixão por todos os que sofrem as consequências de um mundo desordenado, onde falta o amor, a fé e o respeito pelo irmão. Foi um momento muito profundo.

            Retornando ao salão, a Equipe dinamizadora comunicou a programação para este final de ano:

 

19/08 – Congresso Nacional da Família, no Pedrão. Cada Congregação                        deverá montar seu próprio “Stander”;

            02/09 – Encontro Vocacional Feminino – em Teresópolis;

            15 e 16/09 – Assembleia Eletiva da CRB;

            19 e 20/10 – Missão da Vida Consagrada - em Petrópolis;

            28/10 – Próximo Encontro do Núcleo da CRB

                                                                                                      

            À hora do almoço, já contávamos com a presença de D. Gregório – Bispo de Petrópolis. Ele refletiu sobre o Carisma: dom do Espírito Santo, do Fundador e de cada um(a) de nós.

            Carisma significa GRAÇA e cada pessoa tem o seu. Não podemos abrir mão do carisma que nos foi dado. Todo movimento religioso na Igreja, desde o início, vem do Espírito Santo. É Ele quem está em cada obra fundacional que surge conforme a necessidade da Igreja e não, para o fundador que é apenas um instrumento, o canal por onde passa a graça.

            Carisma é dom, talento, vocação, manifestação, missão que cada um tem.

A riqueza da Igreja está justamente na diferença dos carismas: - trabalho com prostitutas, cegos, área da educação, da saúde, com os pobres, na pregação, com idosos... Mas, o grande problema do ser humano é priorizar o essencial e não o acidental.

Os Fundadores nos deram uma direção, uma possibilidade. Cabe a nós gastar o tempo com o essencial e não com o supérfluo.

Lembrou que precisamos rever a nossa Vida Religiosa.

- O que nos levou à crise vocacional?

- O que transmitimos do cerne de nosso carisma deixado pela nossa fundadora?

- Hoje, em nossa missão, somos instrumentos fiéis aos apelos do Espírito Santo?

            Precisamos rever nosso carisma com alegria e com entusiasmo, sobretudo, a partir de nossas comunidades.

            Encerramos o Congresso depois de um dia de ricas e profundas partilhas, com a celebração da Eucaristia abrilhantada por lindas e diversas vozes.

            Foi um dia maravilhosamente abençoado e enriquecedor. 

Irmãs:  Celia Maciel e Arlette Louzada


CARMO TERESÓPOLIS E ALTERDATA SOFTWARE PREPARAM PARCERIA

Empresas que se preocupam com as pessoas, sejam elas colaboradoras ou clientes; Com os olhos voltados para o futuro e que entendem a importância do investimento em tecnologia e inovação. Essas são algumas das coincidências que trouxeram para o CARMO Teresópolis a parceria com a Alterdata Software, empresa criada em Teresópolis e que figura entre as maiores do Brasil no ramo da tecnologia. Atenta às necessidades do mercado e ao crescimento do segmento tecnológico, a Alterdata criou projeto para levar aos estudantes a possibilidade de interagir diretamente com esse mercado. Em vez de acessar um site, criar seu próprio ambiente; no lugar de baixar um aplicativo, desenvolver um projeto eficaz. O que pode parecer utópico para adultos, para os pequenos nada mais é do que a realidade de uma geração que já nasceu fazendo parte desse novo universo.

Para celebrar a parceria, na última sexta-feira, 03 de agosto, profissionais da Universidade Corporativa Alterdata (Uca) participaram de um evento no ginásio do CARMO. A equipe, capitaneada pelo manager Christian Torres, trouxe a proposta do trabalho “Sua escola no universo da tecnologia e da inovação”. O grupo apresentou também projetos que podem ser desenvolvidos pelos estudantes na área de programação, onde uma banana faz às vezes do mouse e do joystick do game no PC, ou na robótica, onde surgem opções com peças de encaixe até a criação de circuitos com braços mecânicos para os mais diversos fins.

Nos próximos dias serão encaminhadas às famílias mais informações e detalhes sobre as aulas extracurriculares que serão oferecidas.

 

André – Produções e Eventos


Semana da Educação Infantil - Carmo de Juiz de Fora

Desde 2012, o Dia da Educação Infantil passou a ser comemorado no dia 25 de agosto. A data é uma homenagem ao nascimento da fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns, falecida em 2010, em um terremoto no Haiti. Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República na época, Maria do Rosário, a criação da data foi importante, pois teve a intenção de estimular debates anuais em todo o País sobre os níveis de qualidade da educação infantil brasileira.

Com esse propósito, nossa Educação Infantil preparou uma semana de atividades especiais para nossos pequenos, promovendo conhecimento, reflexão e diversão.

Na segunda-feira, dia 20, as turmas da Educação Infantil assistiram atentamente a uma contação de histórias feita pela funcionária do Colégio, Angélica Freitas, sobre o Saci. As crianças gostaram muito de aprender um pouco mais sobre esse importante personagem do folclore de nosso país.

Na terça-feira, dia 21, foi o momento de dançar e de cantar ao som do Grupo Lúdica Música. O Colégio teve a honra de receber os músicos no Anfiteatro Irmã Clotilde para uma tarde de muita diversão para as crianças e, também, para os adultos.

Na quarta-feira, dia 22, em homenagem ao Dia do Folclore, a professora de Música, Luísa Mendonça, e a professora de Educação Física, Elza Ganimi, comandaram as atividades, ensinando brincadeiras folclóricas aos alunos. As crianças aprenderam a brincar de “passa anel”, “escravos de Jó”, “seu mestre mandou” e muito mais.

Na quinta-feira, dia 23, foi a hora dos pequenos usarem o que aprenderam sobre o Saci. As turmas do Infantil tiveram uma tarde cheia de aventuras, caçando o personagem, com garrafas e peneiras, pelo parquinho do Colégio.

Na sexta-feira, 24, os alunos do Maternal III prepararam um Momento Cultural muito especial. Usando como base o que aprenderam em sala de aula sobre o folclore brasileiro, as crianças, com a ajuda de suas professoras, recitaram diversas cantigas de roda, adivinhas e falaram um pouco sobre alguns personagens importantes de nossa cultura.

Foi um bonito encerramento para uma importante semana que promoveu momentos lúdicos e integração ao segmento.


FESTA DE NOSSA SENHORA DO CARMO E BODAS DE IRMA ROSA EM GOIÂNIA

Todos os anos a Festa de Nossa Senhora do Carmo é muito valorizada pela vizinhança da Obra Social Nossa Senhora do Carmo e também por famílias de outras Comunidades que fazem questão de participarem e partilharem as maravilhas de Deus em suas vidas por meio da devoção a Nossa Senhora do Carmo e uso do Escapulário.

 

Este ano não foi diferente, mas quando começaram a perguntar pela Novena de Nossa Senhora do Carmo, comentei que a Irmã Rosa estava celebrando neste ano suas bodas de diamante. As pessoas ficaram ainda mais animadas e vez por outra a pergunta voltava, como vamos comemorar as Bodas da Irmã Rosa? E assim foi. Monsenhor Luiz Lobo foi o celebrante enviado por Dom Washington, Padre Rafael, vigário da Paróquia concelebrou.

 

Monsenhor Luiz falou com propriedade sobre a devoção a Nossa Senhora do Carmo, nossa Congregação e da importância da Obra Social Nossa Senhora do Carmo para servir à comunidade. Foi muito feliz na homilia, valorizou a Vida Consagrada, foi muito atencioso e carinhoso com Ir Rosa.

 

Participaram conosco duas Irmãs da Congregação das Irmãs da Reparação, uma delas da CRB, alguns familiares de Irmã Rosa, Seminaristas e Ministros da Eucaristia e a Comunidade que participou todos os dias da Novena. Todos os convidados estavam presentes. Foi um momento forte de oração e convivência fraterna. Encerramos com o almoço gostoso e os parabéns.

     Irmã Maria Auxiliadora Teixeira


Colégio Nossa Senhora do Carmo - Teresópolis lança revista pedagógica

Acaba de ser lançado pela direção do Colégio Nossa Senhora do Carmo - Teresópolis - o primeiro número da publicação ‘Carmo Acontece’. A revista, de distribuição interna e dirigida, tem 20 páginas e trata de assuntos ligados à rotina do Colégio. Abordando desde os temas tratados pelas crianças da Educação Infantil, chegando às visitas em campos universitários, realizadas pelos estudantes do Ensino Médio, o periódico mostra um pouco dos bastidores e do dia a dia da escola.

“Nós partilhamos com toda a comunidade educativa, amigos e parceiros, grande parte do trabalho realizado pela equipe de Educadores, alunos e familiares”, justifica a Irmã Fátima Carvalho, diretora Presidente do Carmo – Teresópolis e Provincial da Província Maria das Neves. “Que essa revista seja mais um instrumento de partilha, socialização do conhecimento e parcerias entre os membros da família Carmelitana. Que Nossa Senhora do Carmo, nossa Mestra, Irmã e Companheira de Caminhada, continue nos iluminando e indicando caminhos”, aponta a religiosa no editorial impresso na página 2 da publicação.

Dezenas de empresários parceiros do Carmo apostaram na ideia e apoiaram a revista. Desde prestadores de serviços, passando por lojistas tradicionais, cursos e grandes empresas dos mais diversos ramos confiaram suas marcas à revista, que terá sua segunda edição lançada no final do ano letivo.

A redação é assinada pelo jornalista André Oliveira, profissional com mais de 25 anos de experiência no ramo e foi diagramada pelo designer gráfico Francisco José. Vale a pena garantir seu exemplar e degustar cada página com todo carinho e atenção.


Jubilandas em festa, na Família Carmelitana

 

 “A minha alma glorifica o Senhor!” (Sl 1,46)

            Comemorando este evento marcante e inesquecível de nossas Bodas de Diamante e nossas Irmãs que completaram 70 anos de Consagração a Deus, Bodas de Vinho, só temos motivos para louvar e glorificar a Deus por nos ter conduzido com amor, até este dia. Uma palavra que brota de nossos lábios por tudo isso é AGRADECER...

            Agradecemos ao Frei Jorge Jacinto Corrêa, O.C.D. nosso Pregador que, com sua sabedoria, simplicidade e alegria nos impregnou da Palavra de Deus, nos levando a ricas reflexões. Tudo se culminava no final do dia, com a Celebração Eucarística, o ápice de nossa Vida Religiosa. O horário foi bem flexível, permitindo que tivéssemos muitas horas de Oração pessoal.

            Agradecemos à Irmã Dazir da Rocha Campos que, no auge se seu amor, bondade e dedicação, tudo fez para que nossa festa adquirisse maior brilho; inclusive, participou do Retiro conosco, juntamente com as 28 Irmãs que dele participaram.

            Agradecemos à Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, nossa Superiora Provincial, que, desde a nossa chegada, deixou nos quartos o toque de sua delicadeza e atenção. E, durante o Retiro, como uma “abelhinha laboriosa,” tudo providenciou para que nada nos faltasse.

            Agradecemos as Equipes de Liturgia que tudo fizeram pelo bem de nossas Orações e Celebração Eucarística.

            Agradecemos às Comunidades que nos enviaram presentes, expressando seu gesto amigo de fraternidade e nos proporcionaram muitas alegrias.

            Finalmente, agradecemos à direção do Seminário e a toda Equipe de Funcionários que nos atenderam com tanta prontidão e gentileza.

            Gostaria de destacar que a nossa Equipe de Bodas de Diamante se compõe de 14 Irmãs, porém, 06 não puderam comparecer. E também pelo mesmo motivo, não compareceram as 04 Irmãs de 70 anos.

            Por tudo de bom e maravilhoso que aconteceu, Deus seja amado, louvado e glorificado!

Irmã Maria Magdalena da Silva

Juiz de Fora, 15/08/18

 


EDUCADORES DO ENSINO FUNDAMENTAL I DA REDE CARMO REÚNEM-SE

Professores dos colégios Carmo de Cataguases, Viçosa, Juiz de Fora e Teresópolis participaram, no último dia 11 de agosto, do Encontro de Educadores Carmelitas do Ensino Fundamental I. O evento foi realizado no Carmo de Cataguases e contou com a presença da professora Guilhermina Jardim, Consultora Pedagógica da Editora SM, especialista em gestão de projetos educacionais. O tema do encontro foi a Nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

 

Guilhermina conduziu os estudos sobre a BNCC, tratando especialmente das questões relacionadas ao Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º anos). A consultora tem percorrido o país ministrando palestras e estudos sobre a Nova Base. “Foi um dia de trabalho bastante produtivo, uma boa troca de experiências em torno de um documento que vigora nas escolas a partir de fevereiro de 2019, de caráter normativo, que deliberará todo o alinhamento de conteúdo das escolas do Brasil, sejam elas de âmbito público ou particular”, afirmou.

 

Ao final do encontro, Guilhermina afirmou: “Estou muito certa de que a rede Carmo já está em estudo e em aplicação da BNCC e para os próximos anos continuará fazendo um trabalho por excelência, em qualidade de educação e com total respeito aos direitos de aprendizagem do seu alunado e, claro, com toda a gestão democrática, participativa, com todo o respeito à sua comunidade escolar, que deseja o melhor para os seus filhos.”

 

Luciana Melo – Jornalista Colégio Carmo Cataguases


Missa de Nossa Senhora do Carmo - Teresópolis

No dia 16 de julho a família Carmo Teresópolis se reuniu para celebrar Nossa Senhora do Carmo. A data especial foi festejada com Santa Missa no Ginásio do Colégio. A cerimônia foi presidida pelo Padre Fabiano Motta, pároco de Santa Teresa D’Ávila.

A celebração teve a participação da equipe diretiva, coordenação, professores, funcionários, alunos, pais, responsáveis e convidados. Padre Fabiano destacou em sua homilia a importância da veneração à Virgem Maria, mulher que se entregou a Deus para que Jesus viesse ao Mundo. O sacerdote também contou a história da aparição da Virgem Maria aos Carmelitanos e do Escapulário, presente deixado para os fieis.

As músicas da liturgia foram conduzidas pelos professores Claudenilson e Felipe, contando com especial participação da ex-aluna Camila Emanuelle nos cânticos. Alunas do Ensino Médio prestaram homenagens à Nossa Senhora do Carmo, entregando flores no altar erguido especialmente para receber a imagem. Elas também fizeram a entrada solene da Bíblia Sagrada para a Liturgia da Palavra.

No ofertório, além do Pão e do Vinho que seriam consagrados, foram entregues ao altar do Senhor objetos que fazem parte da rotina do CARMO, como brinquedos, livros e agenda. Um capelo e um canudo, remetendo à formatura da 3ª série do Ensino Médio, também foram ofertados.

Após a Liturgia Eucarística, momentos de emoção. A pequena Isadora, aluna do 2º ano, vestida como a Virgem do Carmo, entrou na quadra conduzindo um cestinho com os Escapulários que seriam impostos nos fiéis que participaram da Santa Missa. Enquanto ela entrava, as crianças entoavam o cântico “Sou todo teu, ó Mãe”, aumentando a dose de emoção.

Ao final da celebração, após a bênção, Padre Fabiano fez a benção e a imposição dos Escapulários.


A Vida Clama..

Partilho com vocês um pouco de minha experiência no Haiti, nos dias 5 a 26 de julho, quando estive conhecendo a Comunidade Intercongregacional da CRB, onde está nossa Ir. Ideneide e mais 4 Irmãs de diferentes Congregações.

Fizemos o tríduo de N. Senhora do Carmo com a comunidade das Irmãs e, no dia 16, celebramos missa e almoçamos com amigos.

Pude experimentar a insegurança em que vivem as Irmãs e tantos missionários brasileiros que doam sua vida ao povo haitiano.

Quando cheguei o país estava em pé de guerra, o povo protestava contra o aumento dos combustíveis em mais 50%. Aumento abusivo que acabava de assolar a vida dos pobres, a grande maioria aí, sobrevive com 1 dólar por dia, comendo apenas uma vez ao dia.

O governo voltou atrás e a vida seguiu seu compasso. Pudemos então ir todos os dias para  bairro Corail, onde as Irmãs atendem gestantes, crianças, mulheres, adolescentes, jovens e idosos, desenvolvendo várias ações de promoção e resgate da vida mais ameaçada.

Realizam aí vários projetos: costura com cursos e fabricação de roupas com bordado haitiano e outros; artesanato com crianças e adolescentes; fabricação de vassouras de pet, sandálias, sabão caseiro;  futebol, música, dança. O projeto de saúde e nutrição faz o controle mensal do peso das gestantes e crianças, e as acompanha com a multimistura fabricada com a ajuda das mães. Também oferece uma refeição diária aos participantes dos diferentes projetos. Um grupo de mulheres se reveza para fazer a comida.

Como a situação de vida é muito precária são frequentes as doenças, e muitos, vão aí cada dia consultar-se com a Irmã que trabalha com a medicina alternativa. Os remédios são fabricados com a ajuda de grupos.

A vida clama em todas as suas formas: há falta de comida, de água, de luz elétrica, de saúde pública, de calçamento, saneamento básico, de coleta de lixo, de compaixão e dignidade pela vida. Sobra pobreza, miséria, fome, analfabetismo, descaso político com a dor dos mais pobres. Existe também uma minoria de ricos, os grandes supermercados. Quem tem dinheiro pode comprar de tudo!

O que vi de bonito: As congregações religiosas estão presentes nas áreas de saúde, Educação, promoção social. Há um bom grupo de missionários brasileiros que têm uma bonita união e convivência fraterna para ajudarem-se e ajudar ao povo. O que fazem pode ser pouco, mas já é algo.  Cada um vai colocando seu grão de areia!

O povo, mesmo com tanto sofrimento é alegre, gosta de cantar e dançar. Gostam do Brasil, pois por todo lado se vê a nossa bandeira!

Um grande desafio é a língua, porém a linguagem do amor fala mais alto! Pude contribuir no aperfeiçoamento do corte e costura com pessoas que já fizeram o curso e falta-lhes prática, também com o bordado em camisetas. Como são coisas práticas a linguagem dos gestos e a tradução das Irmãs nos ajudou na compreensão!

Para mim, foi uma experiencia muito forte, estar tão perto da miséria humana, como também sentir a insensibilidade humana diante do clamor da vida que aí vale muito pouco, ou nada!

Vem a minha memória, realidades bem parecidas que como congregação já vivenciamos, no norte de Minas, em Mirangaba, em Ibimirim, em Puyo e também no início, nossas primeiras Irmãs que ultrapassaram fronteiras para ir a lugares que ninguém queria ir, prestando serviços de Educação, saúde – promoção da vida!

Reflitamos: que fronteiras devemos atravessar hoje como Congregação? Que realidades clamam por vida, escuta, presença, doação, solidariedade, entrega?

As vezes é preciso deslocar-nos para a outra margem, para ver as coisas sob outra perspectiva, com um olhar mais profundo, humanizador!

“Se partes teu pão com o faminto... brilhará tua luz como a aurora”(Is. 58,7-8).

Ir. Gorete - Equador

 


Festividades em honra a Nossa Senhora do Carmo – Carmo de Juiz de Fora

As festividades em honra a Nossa Senhora do Carmo aconteceram entre os dias 7 e 15 de julho, às 19h, no Anfiteatro Irmã Clotilde. Houve a presença dos pais, dos educadores, dos alunos e das Irmãs Carmelitas da Divina Providência. A cada dia, uma turma homenageou Nossa Senhora e um tema fez parte da Celebração:

 

7 de julho – 1º dia da Novena

Tema: Maria, a primeira seguidora de Jesus

Participação e homenagem: Alunos da Educação Infantil

8 de julho – 2º dia da Novena

Tema: Maria, a primeira que acreditou

Participação e homenagem: Professores

 

9 de julho – 3º dia da Novena

Tema: Maria, a primeira que anunciou

Participação e homenagem: Alunos dos Terceiros Anos

 

10 de julho – 4º dia da Novena

Tema: Maria, a primeira que glorificou

Participação e homenagem: Alunos dos Quartos Anos

 

11 de julho – 5º dia da Novena

Tema: Maria, a escolhida sem pecado original

Participação e homenagem: Alunos dos Nonos Anos

 

12 de julho – 6º dia da Novena

Tema: Maria, a primeira que tocou em Jesus

Participação e homenagem: Alunos dos Quintos e dos Sextos Anos

 

13 de julho – 7º dia da Novena

Tema: Com Maria, queremos trabalhar na messe do Senhor

Participação e homenagem: Alunos dos Primeiros e Segundos Anos

 

14 de julho – 8º dia da Novena

Tema: Com Maria, queremos ser Igreja em saída

Participação e homenagem: Coroação das mães

 

15 de julho – 9º dia da Novena

Tema: Com Maria, queremos ser discípulos e missionários do Senhor

Participação e homenagem: Terceira Série do Ensino Médio

 


Novena e Festa de Nossa Senhora do Carmo - Cataguases

Durante os dias 07 a 15 de julho, na Capela do Colégio Carmo, em Cataguases, aconteceu a Novena em honra a Nossa Senhora do Carmo.

Foram dias de profundas reflexões sobre Nossa Senhora, celebrada e rezada nas Celebrações. Contamos com a presença e participação da comunidade escolar e ex-alunos do Colégio Carmo, diversas comunidades, grupos e movimentos da Paróquia Santa Rita de Cássia e Nossa Senhora do Rosário, que cuidaram da Liturgia, dos cantos, até de singelas homenagens à Virgem Mãe do Carmelo. Agradecemos a presença fraterna dos padres Jorge Luiz Passon, João Paulo Martins da Silva, José Carlos Ferreira Leite, Antônio Luiz da Silva e Wanderson Paulo Silva Pereira que presidiram as Celebrações Eucarísticas.

Em atenção ao ano do laicato, duas Celebrações da Palavra que ocorreram nos domingos 8 e 15 de julho foram presididas por dois leigos (Sr. João Carlos de Oliveira e Sr. Sebastião Colinas, respectivamente) que ofereceram a comunidade riquíssimas meditações acerca da vida de Maria.

A grande festa, dia 16 de julho, foi presidida por sua Reverendíssima Dom José Eudes Campos do Nascimento e concelebradas pelos Padres Jorge Luiz Passon e João Paulo Martins da Silva, pároco e vigário do Santuário Santa Rita. Dom José Eudes pontuou, em sua homilia, sobre o trabalho e a presença das Irmãs Carmelitas, a devoção do Escapulário, o exemplo de Maria como discípula e missionária, especialmente neste ano dedicado aos leigos.

Nós, Irmãs Carmelitas da Divina Providência, renovamos os compromissos de nossa Consagração durante a Celebração, na esperança que Maria, a Senhora do Carmelo, nos ajude em nossa missão de comunicar a contemplação.

Irmã Alenir Pedrosa

 


Abertura Copa Carmo 2018 – Juiz de Fora

Na manhã de 3 de julho, os alunos do Ensino Fundamental II se reuniram para a abertura dos jogos da Copa Carmo 2018. No espírito de Copa do Mundo, cada turma escolheu um país que já venceu o evento para representar, além do país sede deste ano.

Os alunos do Sexto Ano A irão representar o país sede da Copa do Mundo de 2018, a Rússia. Os alunos do Sexto Ano B, a ganhadora da competição de 1998, a França. Os alunos do Sétimo Ano A escolheram o país dos nossos hermanos, ganhadores de duas Copas, a Argentina. Já o Sétimo Ano B está bem representado pela seleção da campeã de 2010, a Espanha. O Oitavo Ano A escolheu o país que inventou o futebol, a ganhadora da Copa de 1966, Inglaterra. Os alunos do Oitavo Ano B representam a tetra campeã Alemanha, a grande rival do Brasil na Copa de 2014. O Nono Ano A é o responsável por representar o país que mais venceu o evento, nosso pentacampeão, o grande Brasil. O Nono Ano B fecha nossa seleção carmelita, representando nossos vizinhos bicampeões, o país vencedor da primeira Copa do Mundo, o Uruguai.

Durante a abertura, as equipes desfilaram com a bandeira de seu país e hastearam as bandeiras do Brasil, de Minas Gerais, de Juiz de Fora e do Colégio Nossa Senhora do Carmo, entoando nosso Hino Nacional. Além disso, os alunos fizeram o juramento de uma competição amigável, para a diversão e o benefício de todos.

Nossa Diretora Pedagógica, Irmã Sônia Maria Estevam, parabenizou a todas pela beleza do evento e declarou aberta a competição.

Que venham os jogos!


Encontro Pré-Capitular em Juiz de Fora
Na tarde da sexta-feira, dia 22 de junho, fomos carinhosamente acolhidas por nossas Irmãs, que prepararam o Seminário da Floresta com bonitos cartazes, flores, cartões, para nos receber. Estávamos iniciando, com essa acolhida, o nosso Encontro Pré-Capitular. 
Rezamos, estudamos, trabalhamos em grupos.
Vimos a História da Congregação, quanto às formas de governo, tão bem apresentadas por nossas Irmãs. Trouxemos o estudo do Diretório feito nas comunidades e partilhamos nos grupos, acrescentando, e, quando preciso, suprimindo o que foi necessário.
Debruçamos na proposta da forma de governo. Foram apresentadas várias sugestões.
Reinou, entre nós, o comprometimento com os estudos e o desejo de fazermos o melhor pela caminhada de nossa querida Congregação.
Na tarde de domingo, com a oração final, concluímos nosso encontro.
Queremos agradecer:
O empenho de nossas Irmãs Leticia Rodrigues da Silva e Maria Geralda Rios. Sentimos a falta da Irmã Joelma Gomes de Meneses, que não pôde estar conosco por problemas de saúde;
A presença e o apoio de nossa Superiora Geral, Irmã Dazir da Rocha Campos, sempre tão comprometida com a vida da Congregação, dando tudo de si para o seu crescimento;
A presença sempre constante de nossa Superiora Provincial, Irmã Maria Imaculada Resende Pereira;
Ao nosso assessor, Pe. Ravy, que já consideramos nosso irmão no Carmelo, pela sua ajuda serena e suave;
Pedimos à querida Mãe, a Rainha do Carmelo, que nos leve pela mão e que nossa Congregação seja sempre uma resposta do AMOR DE DEUS para os irmãos.
Por tudo, é bom dar graças ao Senhor! 
 
Ir. Sônia Estevam

FORMAÇÃO DE COLABORADORES

FORMAÇÃO DE COLABORADORES

Instituto Onda Gomes – Barbacena-MG

 

 

No dia 02 de julho de 2018 das 8:00hs às 9:30min realizamos a terceira formação de Colaboradores deste ano de 2018 aqui do Instituto Onda Gomes juntamente com as colaboradoras da comunidade Santa Teresa D’Ávila. Ir. Marlene Frinhani é responsável por essas formações aqui no Instituto.

Antes de iniciar a formação. Ir. Marlene fez a apresentação do livro: “Uma Família de Migrantes: Sua Saga, Seu Heroísmo, Sua História!” , de sua autoria que conta toda a história da sua família, fazendo uma ponte com o tema a ser tratado.

Tivemos como tema: “Despertar da Fé – A Dose Certa no Momento Certo” conduzido pela Ir. Marlene Frinhani que faz parte da comunidade Santa Teresa D’Ávila.

Iniciamos com um momento orante. Em seguida Ir. Marlene motivou a todas a partilharem um pouco da experiência de fé de cada uma e em que momento elas perceberam essa experiência em suas vidas.

Com o texto proposto para essa reflexão, Ir. Marlene explicou cada uma das fases da criança nesse despertar da fé. Num cartaz mais resumido assim ela expressou:

  • Do nascer até aos 03 anos de idade, fase do “colo”: Como falar de Deus?
  • Dos 03 aos 08 anos de idade, fase da “imaginação”: Que imagem de Deus?
  • Dos 08 aos 12 anos de idade, fase do “pensamento”: Trabalhar o bem e o mal, a justiça e sentido da vida.
  • Dos 12 aos 18 anos de idade, fase da “complexidade – Entrada na vida adulta”: Trabalhar as atitudes, vocação, sexualidade e afetividade.

Segundo o texto, o desenvolvimento da sensibilidade moral acontece nas experiências diárias. O relacionamento mais profundo com Deus passa da fase indiferenciada dos primeiros anos de vida. O despertar da fé é essencial para criarmos o hábito de discernir o que é o BEM e o MAL.

Ir. Marlene encerrou a formação nos deixando algumas mensagens referente a tudo o que foi refletido. Concluímos com uma oração e com um momento de dedicatória da Ir. Marlene nos livros que ela presenteou a cada colaboradora.

Por tudo isso, demos graças a Deus!

                                                                                             Ir. Michele Guimarães.

 

 


Carmo Teresópolis classifica alunos para Obmep

"Nossos alunos obtiveram um resultado muito satisfatório, especialmente levando em conta que foi a primeira participação da escola nesta olimpíada. Eles mostraram um grande potencial como sempre acreditamos”. A frase é da professora Luana Titoneli, que leciona Matemática para turmas do Ensino Fundamental II e Médio e revela o sucesso alcançado pelos alunos do Colégio Nossa Senhora do CARMO que participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática – Obmep. As provas foram aplicadas para 30 alunos da escola no dia 5 de junho. Desses, dez se destacaram e vão representar a escola na segunda fase do evento nacional. “Essa foi a primeira vez que a escola participou. Claro que temos plena confiança nos nossos alunos e acreditávamos no potencial de cada um”, comenta o também professor Felipe Coutinho. “Porém, por se tratar da primeira experiência com o exame, ficamos bastante felizes com o resultado que eles alcançaram”, completa. Além deles, a professora Luana Lippi também comemorou o sucesso da escola.

 

Os alunos que se classificaram para a próxima fase foram Gabriel Rocha e Stemberg Santos (Nível 1); Rodrigo Brito e Raquel Vasques (Nível 2); Fernanda Ferreira, Júlia Barbosa, Maria Clara Batista, Lívia Neves, Felipe Braga e Thayná Coutinho (Nível 3).

 

De acordo com o site da organização, a Obmep é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC. Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a Obmep tem como objetivos principais: Estimular e promover o estudo da Matemática; Contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade; Identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso em universidades, nas áreas científicas e tecnológicas; Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional; Contribuir para a integração das escolas brasileiras com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e com as sociedades científicas; Promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento. O público-alvo da OBMEP é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio.

 

A próxima fase da Obmep acontece no dia 15 de setembro.

 


Festa Junina no Colégio Carmo - Cataguases
O Colégio Carmo - Cataguases realizou sua Festa Junina no último sábado, 9 de junho, com a presença de sua comunidade escolar no Ginásio Poliesportivo Carmelitano. As crianças e jovens da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio se apresentaram, com as danças típicas. A garotada curtiu as brincadeiras com prendas da pescaria, estoura balão e boca do palhaço. As famílias também aproveitaram a tarde e a noite para experimentar os caldos e outros quitutes que não podem faltar neste tradicional "arraiá".
 
O encanto da festa, é claro, fica por conta dos pequenos da Educação Infantil, que deixam os pais, avós e tios boquiabertos com cada passinho. No Maternal II, um sabiá saiu da gaiola para cantar com seu bando. No Maternal III, os trenzinhos caipiras levaram os noivos para um casamento na roça. As turmas do 1º período fizeram a colheita do café, com suas peneiras enfeitadas de fitas coloridas e um criativo forró, dançando juntinho com espantalhos, foi a sensação das danças do 2º período. No "Carimbó" e na "Farinhada", das turmas do 1º ano, meninas com saiões de chitão e meninos com peneiras rodavam pelo centro do ginásio. O som ficou por conta da professora de música, Alethea Sarmento, com teclado e voz. As professoras e ajudantes de cada turma organizaram as coreografias e todo o projeto de valorização do folclore brasileiro, sob orientação da Coordenadora Denise Furtado. 
 
Já era noite quando começaram as danças do Ensino Fundamental. As crianças do 2º ano, tendo em mãos almofadinhas vermelhas, cantavam alto que "É proibido cochilar". A "Sanfoninha Choradeira" embalou a dança das turmas do 3º ano e novamente as peneiras balançaram nas mãos das crianças do 4º ano, ao som de "Penerô, Xerem". O 5º ano entrou na dança com muitas fitas amarelas jogadas ao vento com a canção "Aproveita, Gente". Descalços e com os chinelos nas mãos, os alunos do 6º ano dançaram "Na base da chinela". As coreografias do 2º ao 6º anos foram conduzidas pela professora de Educação Física, Graziella Porfiro, com o apoio da Coordenadora Ana Brígida.
 
"Xenhenhem" foi a canção escolhida pelas turmas do 9º ano, em coreografia ensaiada com a colaboração da mãe de uma aluna. Dançando juntinho, os pares mostraram que têm ritmo, recordando os antigos bailes na roça. Logo depois, uma grande quadrilha se formou, com estudantes do 8º ano e do Ensino Médio, mesclando o forró e o sertanejo que, em tom de brincadeira, eram quebrados por batidas de funk, misturando tradições e modismos. Para fechar a festa, o "Fogaréu" animou a dança do 7º ano. As coreografias foram apresentadas pela professora de Educação Física Ana Gabriela.
 
"Nossa festa é o resultado de um trabalho maravilhoso desta grande equipe, que ao longo das últimas semanas se dedicou intensamente para que tudo saísse bem. Agradecemos a todos os funcionários, irmãs carmelitas, professores, alunos, pais, além das pessoas que, com sua generosa colaboração, contribuíram na preparação dos caldos, pastéis e doces", afirmou a Diretora Pedagógica, Cecília Poyares.
 
Luciana Mendonça de Melo, jornalista do Carmo de Cataguases

Segundo encontro pre capitular

 “Deus nos dê o Espírito de unidade, conforme Jesus Cristo”.

Nos dias 26 e 27 de maio de 2018 aconteceu o segundo Encontro Pré-capitular na cidade de Petrolina/PE. Com a assessoria do Pe. Rhawy Chagas e da Equipe de Preparação para o XVIII CGO.  E a participação de nossa Superiora Geral, Ir. Dazir.

Foi um encontro descontraído com espaço para diálogos, escuta, esclarecimentos, orientações, estudos e reflexões.  

 Foram dois dias intensos, nos quais atualizamos a nossa história afetiva e cronológica desde os primórdios da Congregação até os dias atuais. Mergulhando mais e mais na reflexão sobre a nossa atual e futura organização, em vista da unificação do Governo e atualização do Diretório Geral, no esforço de contemplar a realidade e necessidades de nossa Congregação.

Fomos percebendo que o fato de estar nesse processo de desconstrução e construção nos ajuda no caminho de conversão pessoal e comunitária, assim como nos faz crescer na pertença, na participação e na corresponsabilidade como Família Religiosa de Madre Maria das Neves.

Fomos tomando consciência de que vivenciamos um tempo para deixarmos a graça de Deus atuar em nós como Congregação, para deixar-nos modelar como o barro nas mãos do oleiro. Compreendemos que somos unânimes naquilo que é essencial, e que temos desejos e angústias e que tê-las não é ruim, mas é o que nos leva à busca mais autentica da Vontade de Deus.

Assim como Maria precisamos guardar esses fatos no coração e meditar, ruminar as palavras e vivências que Deus vai nos comunicando.

Que Nossa Senhora do Carmo, a Estrela do Mar, possa nós conduzir nesta travessia.

“Caminhante não há caminho

O caminho se faz ao caminhar.”

Ir. Viviana Beatriz

 

 


Em Preparação ao Capitulo Geral

Rio de Janeiro, 19 e 20 de maio de 2018.

 

O primeiro encontro em preparação ao XVIII Capitulo Geral Ordinário da Congregação. Iniciou-se na manhã do sábado, dia 19 de maio, com a Eucaristia celebrada pelo Assessor canônico Pe. Jawy Chagas Ramos.

 

As frases que mais marcam esse tempo foram: Unificar para reavivar, e o mantra Deus nos dê um espirito de Unidade, conforme Jesus Cristo. E foi isso que marcou nosso encontro, com todas as Irmãs do Governo Geral, algumas Irmãs do Regional Nordeste, algumas Irmãs da Província Madre Bernadete e da Província Madre Maria das Neves, formando um grupo de 59 Irmãs.

 

Algumas reflexões nos ajudam na vivência desse momento, como as Palavras da Ir. Dazir nos recordando que nosso modelo de Unidade é a Santíssima Trindade.

 

Outras reflexões do Assessor foram nos ajudando a clarear nosso processo de Capitulo retomando a unificação da Congregação. Unificar para reavivar.

A vida Religiosa é sempre profética, angustiada, busca caminhos novos para ser fiel ao seguimento de Jesus Cristo.

O carisma ultrapassa o limite da comunidade.

A unificação começa dentro de nós. A unificação já existe na Congregação, o que está em estudo é a forma de governo. 

Fomos convidadas a deixar-nos modelar, pois tudo nasce do coração. A semente de Deus está em cada uma de nós.

 

Após alguns esclarecimentos desse processo de unificação, recebemos um texto, onde se faz uma leitura das formas de organização já vividas na Congregação, para trabalharmos em grupo. Observou-se que, a cada duas décadas aproximadamente, houve necessidade de rever a forma organizacional da Congregação que se estava desenvolvendo. No plenário foi feita a partilha do que se observou no estudo e houve oportunidade de esclarecimentos

 

No domingo iniciamos o dia com a missa de Pentecostes, pedindo os dons e a luz do Espirito Santo para guiar-nos.

O dia foi dedicado à revisão, do Diretório Geral, a partir da síntese e observações feitas em comunidade. Seguido de partilha no plenário.

Encerramos do dia com uma avaliação e a oração.

Irmã Creusa da Costa Lima


Carmo de olho no Futuro

Não basta apenas oferecer o conteúdo curricular. É preciso ir além. É necessário oferecer sempre opções instigantes que vão ajudar os estudantes em importantes decisões futuras, como a escolha da carreira que pretendem seguir após a conclusão do Ensino Médio.

 

No dia 23 de maio alunos do Carmo Teresópolis desceram a Serra para conhecer as instalações do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ – na capital fluminense.  A visita de orientação profissional se encaixa do programa ‘Conhecendo a UFRJ’.

 

O projeto tem como objetivo orientar os estudantes sobre cursos e possibilidade da Universidade através de oficinas e testes de habilidades específicas; palestras, visitas guiadas e atividades artísticas.

 

Unifeso

Dentro da mesma proposta, a equipe pedagógica do Carmo Teresópolis proporcionou uma visita aos alunos do 8° ano do Ensino Fundamental II às instalações do campus do Unifeso no bairro do Alto. Sob supervisão do professor Antônio, eles experimentaram o 'gostinho' da vida universitária.

 

A turma conheceu os laboratórios de bioquímica, microbiologia e de histologia, neste último, com oportunidade para utilizar o microscópio e observar diversos tecidos. Também foram apresentadas bibliotecas e salas de aula.

 

A parte mais esperada foi a visita ao anatômico, espaço onde os acadêmicos de Medicina têm contato com corpos e órgãos humanos. Ali os alunos puderam ver de perto diversos assuntos que foram trabalhados em sala de aula. A atividade foi concluída com uma passagem pelo laboratório de práticas odontológicas.


Reuniões de avaliação e homenagem às mães - Carmo Teresópolis
Haja coração! As primeiras reuniões bimestrais de avaliação com os pais dos alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I do Colégio Nossa Senhora do Carmo em Teresópolis (RJ) foram recheadas de informações e tomadas de afeto. Crianças e mães trocaram homenagens com direito a declarações de amor incondicional.
 
Os encontros ordinários na Brinquedoteca foram realizados individualmente para cada turma. Em todas as reuniões as mães acompanharam a palavra de fé trazida pela irmã Arlete e os relatos técnicos apresentados pelas professoras, que destacaram de forma especial as atividades desenvolvidas dentro de cada faixa etária. As reuniões tiveram também a exibição de vídeos da psicóloga Daniela Freixo, especializada no trato com os pequenos.
 
Muito amor envolvido
Terminada a parte técnica, espaço para a fofura. As crianças se apresentaram para as mães, trazendo músicas especialmente escolhidas e coreografadas pelas professoras. Nessa hora até os alunos mais tímidos se renderam aos sorrisos das mamães.
 
Elas não ficaram para trás. Numa ‘pegadinha’ da Escola, as mamães receberam bilhetinhos secretos contendo a letra da música “No meu coração você vai sempre estar”, tema do desenho animado ‘Tarzan’, interpretado pelo artista Ed Motta. Devidamente treinadas, as mamães cantaram essa linda declaração de amor para as crianças. Não faltaram lágrimas, beijos e abraços. A sala ficou pequena pra tantos corações recheados de amor. No final, mães e filhos participaram de um delicioso lanche.
 

Feira do Livro e Oficinas de Cultura e de Conhecimento

Nos dias 17, 18 e 19 de maio, aconteceu a Feira do Livro 2018 no Colégio Carmo de Juiz de Fora. Os alunos de todos os segmentos tiveram a oportunidade de aproveitar as novidades de mundo literário, além de ser um excelente incentivo aos hábitos de leitura e uma forma de introdução ao fantástico mundo da imaginação.

No dia 19, sábado, aconteceram as Oficinas de Cultura e de Conhecimento, oferecidas pelos educadores do Colégio. No turno da manhã, os alunos do Ensino Fundamental II e os do Ensino Médio participaram de diversas atividades que exploraram diferentes aspectos da cultura e do conhecimento. Confira a lista completa:

 

Street Dance – Professor Mario Jorge

 

Movimento Escoteiro no Brasil – Andréia

 

Fanfic de Harry Potter – Professora Cássia

 

Cerâmica – Professora Flávia

 

Hapkido: Arte Marcial Coreana – Roberto

 

A Geografia da Copa do Mundo – Professora Mariana

 

A Cidade, o Tempo e os Percursos Urbanos – Professora Rita

 

Pipas e Papagaios: Eu Vou Me Divertir – Professor Alexandre

 

A Química nas Guerras – Professor Felipe

 

O que há em uma revista? – Professor Paulo

 

História Política da Segunda Guerra Mundial – Professor Thiago

 

No turno da tarde, os alunos da Educação Infantil e os do Ensino Fundamental I também participaram de diversas oficinas. Confira a lista completa:

 

Educação Infantil

Oficina de Contação de Histórias

 

Ensino Fundamental I

Primeiro Ano: Oficina de Massinha

Segundo Ano: Oficina de Artesanato

Terceiro Ano: Oficina de Contação de Histórias com Margareth Marinho

Quarto e Quinto Ano: Oficina de Capoeira


JUNINTER CARMELITANO 2018

A“ íntima amizade com Aquele que nos ama torna-nos capazes de ver com os olhos de Deus, de falar com a sua Palavra no coração, de conservar a beleza desta experiência e de partilhá-la com aqueles que têm fome de eternidade”.

 (Carta do Papa Francisco aos Carmelitas, 2013)

 

Aconteceu nos dias 18,19 e 20 de maio em Mairiporã-SP, o primeiro Juninter Carmelitano do ano de 2018 das regiões Sul e Sudeste, articulado pelo Secretariado Nacional da Família Carmelitana no Brasil. Estiveram presentes 22 junioristas, frades provenientes da Província de Santo Elias e Comissariado do Paraná e duas Congregações femininas, Irmãs Carmelitas Missionarias de Santa Teresa do Menino Jesus e eu, Ir. Michele, da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, além de 3 Sacerdotes e uma Irmã formadora das Junioristas das Carmelitas M. de Stª Teresinha.

Esse encontro foi realizado na casa de encontro das Irmãs Carmelitas M. de Santa Teresinha. Chegamos na sexta-feira dia 18 a tarde e iniciamos a noite com o jantar às 18:30, logo em seguida tivemos um momento de oração e apresentação dos participantes do encontro. No sábado tivemos durante todo dia a assessoria do Fr. Claudemir Rozin, com o tema: “A DIMENSÃO MENDICANTE E AS PERIFERIAS DO CARMELO HOJE.”. Foi um tema muito bem trabalhado pelo Fr. Claudemir que nos ajudou a refletir de fato o sentido da mendicância e a identificar essas periferias do Carmelo hoje. Na noite do sábado tivemos um momento mariano, em seguida fizemos uma breve apresentação da origem das Províncias dos Frades e das Congregações femininas que se fizeram presentes no encontro, encerrando a noite com uma confraternização.

No último dia, domingo, tivemos bem cedo a Santa Missa e em seguida fizemos um passeio em São Paulo na Pinacoteca e no Museu de Artes Sacras. Foi um momento muito rico de convivência fraterna. Fechamos o encontro com um delicioso almoço no Convento dos Frades carmelitas em São Paulo.

Gratidão é o que resume essa experiência maravilhosa que vivenciamos, de poder beber da fonte do Carmelo, e de fazer parte dessa família tão bonita que é a Família Carmelitana. 

Michele Guimarães


Primeira Audição Musical da Comunidade da Obra Social São José

    No domingo, dia 29/04, foi realizada em nossa comunidade a 1ª Audição Musical organizada por mim, Ir. Lucenir.

     Tivemos apresentações da Irmã Teresinha e eu no teclado, e das aspirantes Paola, Naiara e Gislane ao violão. O repertório ficou livre, trazendo uma mistura de melodias, desde músicas religiosas, canção popular e clássica e com direito a coral.

       Foi realmente um momento agradável para todas nós, assim, pudemos proporcionar às Irmãs um momento de alegria e descontração.

Depoimentos das nossas jovens aspirantes:

“A 1ª Audição foi um momento de recreação muito animado e fraterno com as Irmãs. Nos sentimos acolhidas e motivadas a deixarmos aflorar em nós o amor fraterno e o gosto pelo canto”. Naiara Reis

“A experiência da 1ª Audição foi muito gratificante, pois além de ser uma oportunidade de trabalharmos os dons recebidos de Deus, fomos instrumentos seus para proporcionar um momento de fraternidade e alegria para a comunidade”. Paola Santana

“Participar da 1ª Audição foi uma boa experiência que exigiu de nós trabalho em equipe, dedicação e esforço para doar um pouco dos nossos dons às Irmãs, proporcionando um momento de alegria e fraternidade”. Gislane Araújo

      Deus seja louvado por todas as oportunidades que nos concede na vivência da verdadeira fraternidade. São pequenas atitudes que nos fazem crescer no “vede como elas se amam”.

 Irmã Lucenir


SEMANA VOCACIONAL EM PUYO
Deixando tudo, lhe seguiram.
Conforme programação da Pastoral do Vicariato de Puyo, na semana de 22 a 29 de abril, realizamos a Semana vocacional para celebrar a 55ª jornada mundial de oração pelas vocações.
Começamos uma semana antes visitando as escolas refletindo sobre as vocações especificas e convidando os jovens para um encontro dia 28.
Os temas abordados foram: ESCUTAR o chamado do Senhor, Deus que vem de modo silencioso e discreto, respeitando a nossa liberdade.
DISCERNIR: A exemplo de Jesus de Nazaré, discernir à luz do Espirito Santo. Só podemos descobrir nossa vocação mediante o discernimento espiritual.
E por ultimo, VIVER com alegria o Evangelho que nos abre ao encontro com Deus e os irmãos.
Assim como Jesus foi chamado e enviado pela força do Espirito Santo, nós, também, quando entramos na profundidade do nosso ser, somos capazes de dar um SIM e dizer como Maria: Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo tua vontade.
Participaram 40 jovens, que fizeram rodízio em 4 grupos debatendo os temas, orientados pelos missionários/as que fazem parte da equipe do SAV. Finalizando com a Eucaristia celebrada por Monsenhor Rafael Cob.
Na Paróquia, realizamos também um encontro com os adolescentes da catequese e os coroinhas, dando a conhecer o nosso carisma e assim, ir despertando sua vocação.
No domingo 29, cada Congregação, através de materiais, expôs seus stands para conhecimento do público.
“Para que nasça uma vocação... é necessário sua oração".

ENCONTRO VOCACIONAL – VIÇOSA-MG
"Não foram vocês que me escolheram, mas fui eu que escolhi vocês.
Eu os destinei para ir e dar fruto, e para que o fruto de vocês permaneça." (Jo 15, 12-17)
 
No dia 22 de abril de 2018 realizamos na cidade de Viçosa-MG, na comunidade Santa Terezinha situada no bairro Betânia um encontro vocacional com algumas jovens que estão em discernimento vocacional e dispostas a trilhar esse caminho de busca para fazer a vontade de Deus.
O grupo pequeno de três jovens, Gisele, Márcia e Maria Isabel, abraçaram a proposta de um dia voltado para refletir o chamado de Deus para suas vidas. Outras jovens foram convidadas, porém não puderem se fazer presentes porque já haviam assumido outros compromissos. 
As Irmãs Ilva e Elídia estiveram à frente na organização desse encontro, contando também com a ajuda da Ir. Michele que se fez presente para ajudar na realização do mesmo.
Ir. Michele nos ajudou na oração inicial do encontro, em seguida Ir. Ilva refletiu sobre a diferença entre Vocação, Profissão e Missão. Seguimos na parte da tarde com o filme do Pequeno Príncipe e em seguida Ir. Elídia apresentou a origem da nossa Congregação e sua missão hoje. Conversamos um pouco sobre questionamentos que foram surgindo e encerramos com uma pequena avaliação.
Assim concluímos nosso dia com um gostoso lanche, agradecidas a Deus pela oportunidade que ele nos concedeu de poder refletir sobre nossa vocação. Agradecidas também pela acolhida fraterna das Irmãs da comunidade Santa Terezinha que nos receberam com tanto carinho. Deus as recompense!
 

Tia Argélia: Arte em argila - Carmo Teresópolis

Tal como nossos antepassados indígenas, a Tia Argélia trabalhou com os alunos do Ensino Fundamental a construção de artefatos artísticos feitos com argila.

As artes indígenas são tudo o que era e é produzido pelos índios, desde antes do período de colonização.

No Brasil há uma grande diversidade de tribos indígenas que se destacam na arte da cerâmica, pinturas corporais e máscaras. Eles usam toda a sua criatividade na confecção e todas as peças têm significados que vêm dos seus antepassados para criar todo tipo de arte que carregam com as tradições de sua tribo.

Os povos ceramistas são aqueles que trabalham com argila e apresentam figuras no barro. Cada peça produzida é única, não tem outra igual.

Tribos indígenas, como a tribo indígena macuxi, da Aldeia Raposo, em Roraima, utilizam muito a argila como matéria prima de seus trabalhos artesanais.

Eles tratam, secam, peneiram, misturam, modelam e formatam, dando origem a utensílios e peças decorativas, como panelas de barro, pratos, bules, cumbucas, cuscuzeiras e farinheiras.

E esse é o principal sustento de muitas famílias indígenas. O trabalho com argila é um trabalho passado por gerações, como uma tradição, ou seja, de pai pra filho, de avó para neto, os mais velhos ensinam aos mais novos e assim a atividade se perpetua.

Argélia Mendes

Professora de Artes do Ensino Fundamental I

Colégio Nossa Senhora do Carmo

Teresópolis/RJ

Para mais fotos: http://carmotere.com.br/blog/2018/04/16/arte-em-argila/

 


informativo do Colégio Carmo de Cataguases

CLIQUE AQUI e acompanhe o informativo do Colégio Carmo de Cataguases, o EDUCARMO, 1ª edição de 2018.


Encontro de Superioras, Diretoras e Agentes do SAV

“O Filho do homem não veio para ser servido, mas, para servir e dar sua vida”

(Mt 20,26)

 

            Vivemos um tempo intenso de formação permanente na nossa Província.

            Cada Eucaristia – um facho de luz – intensa e revigorante – a nos iluminar, sustentando o dia iniciado; a Liturgia das Horas – momento marcante – nos preparando para o repouso noturno com as Vésparas, ou Completas. Cada intervalo de refeição ou descanso – sempre um espaço para partilha e experiências e vida, de interiorização e alargamento, do que foi ouvido, experimentado, vivido, rezado. A última noite – um espaço alegre de lazer, colaborando com a “caixa” da Pastoral Vocacional.

            Assim foi o Encontro de Superioras, Diretoras e Agentes do Serviço de Animação Vocacional, realizado no Seminário da Floresta, em Juiz de Fora, de 28 de fevereiro a 03 de março.

            Iniciado à noite, após o jantar, com a Oração de Completas, continuou com a Eucaristia no dia seguinte, quando fomos alertadas: “entre vós não deve ser assim” (Mt 20, 17-28) bem no espírito de convite à conversão quaresmal.

            Nosso assessor, Pe. Valentim Fernandes de Menezes (MSC), com sua sabedoria e experiência, através de uma comunicação bem-humorada, até, hilariante, mas profundamente interiorizante, foi nos conduzindo, desde a realidade histórica até a nossa mesma realidade. Ajudou-nos a refletir, em vista da necessária e desejada reestruturação e da Pastoral Vocacional: - a nossa  Consagração para o Carisma – a Missão – a Comunidade – Liderança – Poder – Autoridade – Modelos de Vida Religiosa – Vocação primeira ao Amor – Experiências de Pastoral Vocacional.

            Muita participação e alegria, mas também sérias interrogações e buscas, através de experiências partilhadas, avaliadas, aprofundadas, sempre à luz da Palavra de Deus.

            Tudo isso nos foi conduzindo à última parte do Encontro: a prática da Programação da Pastoral Vocacional da Província Madre Bernadete e das Comunidades – revista e prevista com a participação do grupão – um material a ser enviado pela Equipe de Pastoral Vocacional.

            Louvamos a Deus, pelas vivências deste Encontro.  Agradecemos à Irmã Maria Imaculada Resende Pereira, nossa Superiora Provincial – e a todas que participaram, na sua preparação e realização. Às Conselheiras Provinciais agradecemos a presença sempre fraterna. À Irmã Dazir da Rocha Capos, nossa Superiora Geral, a sempre insubstituível presença e acompanhamento, os esclarecimentos, comunicações, notícias. À Nossa Mãe Maria, seu acompanhamento de Mestra, Irmã e Mãe terníssima!

                                   Por tudo, graças, Senhor!

 

Irmã Liza Helena  Ramos


Líderes de Turma - Carmo de Juiz de Fora

Na última semana, o Ensino Fundamental II e o Ensino Médio escolheram, através de votação, seus Líderes de Turma e seus Professores Conselheiros. Os representantes se comprometeram a seguir o perfil do aluno carmelita e a servir como ponte entre suas coordenações e suas turmas e receberam certificados por suas contribuições ao Colégio.

Os alunos participarão de reuniões regulares com a direção do Colégio, em um esforço contínuo para o aperfeiçoamento da comunicação entre ambas as partes. Confira os escolhidos:

 

Ensino Fundamental II

 

Sexto Ano A

Professor – Alexandre Azalim

Alunos – Bernardo Cipriano Miranda e Maria Fernanda Machado de Oliveira Azalim

Sexto Ano B

Professor – Paulo Pacheco

Alunos – Carlos Eduardo Viana Uba e Ana Laura Beneterio de Carvalho

Sétimo Ano A

Professora – Aline Grunewald

Alunas – Maria Clara Ramos Barbosa Amaral e Letícia Ribeiro Nascimento

Sétimo Ano B

Professor – Marcílio Almeida

Alunas – Laura Oliveira Mauler e Luiza Bassi Vieira

Oitavo Ano A

Professor – Gilberto Lima

Alunas – Ana Glória Ribeiro Pessoa Martins e Marina Rocha Fernandes

Oitavo Ano B

Professor – Leonardo Beghine

Alunos – Isabela Marques da Costa e Souza e Thiago Cesário Campos

Nono Ano A

Professora – Cássia Araújo

Alunos – Lucas de Paula Grizende e Maria Eduarda Eiterer Moreira

Nono Ano B

Professora – Márcia Campos

Alunos – Júlia Bassi Vieira e Marcelo Guedes Rabelo

 

Ensino Médio

 

Primeiro Ano

Professor – Rafael Sabião

Alunos – Vinícius Maciel Santos Leite e Lucas Bellei Penna

Segundo Ano

Professor – Felipe Mageste

Alunos – Marcela Francisquini Abreu e Antônio Gabriel Costa Pires

Terceiro Ano

Professor – Wesley Vieira

Alunos – Iris Campos Nogueira e Matheus Ribeiro dos Reis


Merecida Homenagem à Irmã Denise

Quem conheceu e conviveu Irmã Denise, Maria da Glória de Sá, sabe o quanto ela amou e se dedicou à Educação, no Centro Universitário de Caratinga, antiga FAFIC. Sua presença como Professora e Administradora foi marcante, mais por seu testemunho de Religiosa entusiasmada pela causa do Reino de Cristo. E, graças a Deus, suas obras hoje frutificam em benefício da Vida, da Fé e do Amor.

Essa vida de doação hoje é reconhecida pelas obras daqueles que, em Caratinga, procuram continuar o seu ideal de servir a Deus nos irmãos. Uma dessas obras é o Hospital CASU, o Centro de Assistência à Saúde, que, desde 2017, foi criado para oferecer espaço aos alunos dos cursos da área de Saúde e vem atuando em benefício da saúde local.

Com alegria, na noite do dia 20 de fevereiro, a Fundação Educacional de Caratinga, ao comemorar dez anos de atuação do Hospital CASU, inaugurando 20 leitos de UTI, registrou a mudança de nome do CASU para HOSPITAL IRMÃ DENISE.

O Reitor do UNEC – Centro Universitário de Caratinga – Professor Antônio Fonseca da Silva, grande amigo de Irmã Denise, ressaltou o significado daquela homenagem prestada a esta Irmã, por seu dinamismo, dedicação e doação, por mais de quatro décadas, à sociedade de Caratinga e, especialmente, à FUNEC: “A Irmã Denise era uma pessoa formidável, que fez tanto bem à Instituição. Foi a sua primeira Diretora e uma pessoa sempre à frente do seu tempo. Então ela tem uma semelhança muito grande com o CASU. Isso também foi levado em consideração. E hoje o CASU tem essa função de puxar para a cidade e para toda a região um bom tratamento na área de saúde.”

Estiveram presentes a esta homenagem duas irmãs de Irmã Denise: Maria Tereza de Sá de Souza e Maria da Penha Alves de Sá, que, junto com Catarina Miriam Mangelli Ferreira, Presidente da FUNEC e, representando a Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, a Professora Francis Paulina Lopes da Silva, descerraram a Placa Comemorativa, que, após a cerimônia, foi afixada à entrada do Hospital.

Emocionada, Maria da Penha assim se expressou sobre sua irmã: “Irmã Denise era de tudo um pouco, simples, parecendo não ser. Tinha uma alegria santa. Comunicativa em qualquer lugar que surgisse. A Irmã Denise era importante. Ela se foi, mas continua sendo importante. Então o testemunho maior de sua vida está sendo reconhecido nesta merecida homenagem.”

É bom olharmos o passado, sempre vislumbrando o futuro! Irmã Denise, Maria da Glória, descansa na glória do Senhor! Hoje recebe esta homenagem e reconhecimento pela obra realizada entre nós, impulsionada pelo ideal maior: a construção do Reino de Deus entre os irmãos! Sejam os seus versos um incentivo a que também nós nos dediquemos às nobres causas, buscando tornar o mundo melhor, mais justo e mais fraterno:

 

Ser Carmelita, eis a nossa essência.

Confiar sempre no Deus Providência.

Ser chama viva e de amor arder.

Tornar-se hóstia e se oferecer.

 

Clique aqui e assista ao vídeo


Visitando a terra natal de Ir. Tereza

Os dias que passamos em Mulungu-CE, foram muito significativos para Irmã Fransinette e eu, e também para o povo da Paróquia.

 

Chegando em Fortaleza, fomos bem acolhidas pelas Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado. Uma comunidade de Irmãs idosas com muitas histórias bonitas e engraçadas de sua missão no meio do povo.

 

Pe. Evando Alves de Andrade, Pároco de Mulungu, foi nos buscar. Em sua companhia estava Luisa, leiga missionária, que estuda em Fortaleza. Fizemos uma ótima viagem, conhecendo lindas paisagens da serra e algumas cidades. O Pe. Evando ia nos fazendo conhecer um pouco da história de cada lugar. Fomos então estreitando os laços e quando chegamos em Mulungu já nos sentíamos em casa.

 

Lá conhecemos a casa paroquial, que está em reforma e a secretaria paroquial. Seguimos para Lameirão, Terra natal de Irmã Tereza - “Nasci no dia 09 de agosto de 1878, na Vila Lameirão, distrito de Mulungu, Serra do Baturité, Ceará” - onde o povo nos esperava com carinho. Fomos com o Pe. Evando e Luisa participar da missa nas comunidades rurais de Trapiá e Rio Nilo.

 

O sábado foi um dia de intensa atividade em que pudemos conhecer Lameirão, junto com suas lideres atuantes, Conceição e Imaculada. Visitamos enfermos, tomamos refeições com várias famílias, participamos do encontro dos jovens crismandos com a catequista Necy. Nas várias oportunidades deixamos o livro da Ir. Tereza: “Resumo da vida de uma alma amante de Jesus”.  À tardinha voltamos a Mulungu junto com o Pe. Evando. Lá participarmos de um casamento na Igreja Matriz de Mulungu e da missa na Comunidade Nossa Senhora do Carmo.  

 

No domingo participamos da missa na Igreja Santa Luzia, de Lameirão, onde a equipe de liturgia fez questão da nossa participação efetiva. Assim fiquei com os comentários e Fransinette com o canto do salmo. Na hora de ação de graças os líderes nos agradeceram falando da honra e alegria de nos receber e do orgulho de ter uma filha ilustre - a nossa Irmã Tereza. Participamos da missa na Matriz de Mulungu, a mesma que nossa Irmã Tereza frequentava. Em todas as missas tivemos a oportunidade de falar um pouco de nossa Congregação e presentear as comunidades com o livro de Irmã Tereza.

 

Lameirão e Mulungu são mesmo lugares místicos pela beleza natural e pela fé do seu povo. Nesta visita sentimos toda a Congregação, amigos e Francis nos acompanhando. Foi uma experiência linda!

Irmã Joelma Gomes de Meneses

 


Muito obrigada pelo Tesouro

Tão logo cheguei de Angola fui depressa à biblioteca da residência buscar o livro “Irmã Tereza de Jesus, resumo da vida de uma alma amante de Jesus”. Estava curiosa para ver o que tinha nessa obra que entusiasmou tanto as nossas Irmãs. Não precisei de muito tempo para descobrir logo nas primeiras páginas o grande presente que o nosso Governo Geral deu à nossa Congregação e a todos os que lerem o livro.

“Que bom é pertencer a esta família!”, essas palavras da Ir. Dazir na apresentação da obra, ressoa em meu coração a cada página que eu leio e releio. É verdade, que bom é fazer parte de uma família que tem pessoas como as nossas Irmãs que nos precederam e aquelas que ainda convivem conosco, porque tem muitas pérolas escondidas nas nossa comunidades.

Estou realmente muito agradecida a Deus de poder mergulhar na intimidade dessa alma amante d’Aquele que é o Amor. O que percebi é que se cumpre a profecia que uma outra alma amante de Deus cantou anteriormente: “Deus eleva os humildes!” Escrevo isso porque impressiona-me ver em Ir. Tereza de Jesus não somente uma competente catequista, mas também uma teóloga e uma mística que sem nenhuma pretensão nos deixou em seu diário verdadeiras lições da doutrina cristã e da contemplação do Verbo de Deus Humanado. Que bom que o seu confessor pediu-lhe que escrevesse, assim nós podemos aprender com ela a “não perder de vista o nosso ponto de partida”.

Sua firmeza de decisão, a fidelidade ao objetivo inicial e a sua capacidade de ultrapassar as dificuldades e obstáculos nos mostram como a força de Deus se manifesta na nossa fragilidade.

Os mais profundos agradecimentos ao nosso Governo Geral por esse grande presente e por revelar mais esse tesouro escondido no patrimônio espiritual de nossa Congregação.

Ir. Mellina Clemente Botelho, CDP.

 


Comunidade de Puyo recebe visita
 
Foi com muita alegria que recebemos a visita de nossas queridas Irmãs Dazir e Ir. Maria Helena Lomeu, nos dias 14 a 24 de janeiro. Estávamos ansiosas esperando este dia. Sua presença nos faz sentir presente toda a Congregação, e cada Irmã, pelas noticias e pelo carinho enviado junto com os detalhes-presentes.
Foram dias de muita conversa, num clima de amizade, espontaneidade, alegria e também seriedade, onde avaliamos nossa vida comunitária e nossa missão nesta Paróquia, podendo já ver alguns frutos do trabalho. 
Aproveitamos para ir a El Triunfo para que Ir. Maria Helena conhecesse onde tivemos Comunidade. Lá fomos a linda cachoeira, chupamos mexerica, etc.
Assim como a chuva que caia esses dias, a presença de nossas irmãs nos trazia também chuva de bênçãos! Compartilhamos bonitas experiências individuais e comunitárias. Nos sentimos animadas a seguir nesta missão desafiante, que faz chegar a terras estrangeiras o carisma de Madre Maria das Neves.
São 22 anos! Agradecemos a presença de cada Irmã que nos precedeu deixando a marca Carmelita da simplicidade, acolhida, honestidade, criatividade, seriedade e responsabilidade.
Culminamos com um passeio comunitário a Quito, para elas conhecerem a metade do mundo. Nos divertimos muito, rimos bastante e até nos bronzeamos, pois Quito nos presenteou com um belo dia de sol!
Agradecemos a presença amiga, carinhosa e alegre de nossas Irmãs, o incentivo a esta missão e as orações de cada Irmã e Comunidade.
Continuem rezando por nossa fidelidade.
Irmã Gorete

MESA REDONDA: “TE ENCONTRO NO FUTURO!”

Com o objetivo de promover o encontro dos alunos do Ensino Médio com profissionais de diversas áreas, visando proporcionar a reflexão para uma escolha equilibrada de suas atividades profissionais, ocorreu no dia 25 de novembro o Evento sobre as Profissões no Ensino Médio, na quadra poliesportiva do Colégio Nossa Senhora do Carmo de Teresópolis, RJ. O evento faz parte do trabalho de Orientação Profissional para o Ensino Médio. A proposta da mesa redonda se baseia na apresentação e depoimentos sobre experiências na profissão exercida, bem como informar de que modo o cenário atual do País e do mundo impacta na profissão, a realidade do dia a dia, qualificações, as oportunidades no mercado de trabalho, etc.

O evento teve como abertura a palestra Escolha Profissional com a psicóloga Erika Neves, contou com vários profissionais de diferentes áreas: Profª Vivian Telles – Engenharia Ambiental e de Produção (coordenadora dos cursos UNIFESO), Prof. Thiago Carnavale – Engenharia Civil, Prof. André Viana, Medicina Veterinária, Dr. Rômulo Lamenza - Médico veterinário do município, Profª Cristiane Gomes - Odontóloga (mãe da aluna Giovanna da 2ª série EM), Profª Keli Parrini – Farmácia, Prof. Carlos Alfredo Franco Cardoso  – Biologia (Coordenador do Curso de Ciências Biológicas, UNIFESO) , Profª Monica de Souza Corrêa – Pedagoga, Psicopedagoga. Como convidada especial para compor a mesa contamos com a ex-aluna (2016) Maria Clara Peccin, estudante do Curso de Psicologia da UCP, para abordar as questões na vida acadêmica do curso superior. A Maria Clara mencionou a importância que o Colégio Nossa Senhora do Carmo teve em sua vida para que alcançasse um bom desempenho em sua iniciação no curso superior. Foi um dia gratificante e enriquecedor para os nossos alunos.

 

Ana Clara - Coordenadora Pedagógica 

 


Encerramento das Atividades do ano

               Aconteceu aqui no Centro Social São José de Teresópolis, no dia 16 de dezembro p.p, às 10 horas da manhã, o encerramento das atividades de 2017 com uma linda apresentação de todas as crianças em uma Cantata de Natal, sob a orientação do  professor de música, Val.

              As crianças estavam vestidas com uma camiseta contendo na frente a estampa  da Sagrada Família com a seguinte frase: NATAL TODO DIA! Tudo começou com as Boas Vindas da Irmã Maria Helena e a apresentação da Irmã Lusinete que estará no próximo ano, estará  respondendo pela referida Instituição.

           Dando continuidade ao evento, as crianças se posicionaram cantando: VEM QUE ESTÁ CHEGANDO O NATAL!

           Em seguida através de um diálogo, os personagens Ana Luiza e Juliana conversavam:  Como será o  meu Natal este ano? E a amiga respondeu: Vem comigo, você não pode ficar sozinha, pois o Natal não é só festas e presentes, mas é: ternura e o carinho de Deus por todos nós, enviando o Salvador, através da abertura e disponibilidade de Maria em acolher o convite feito pelo Anjo Gabriel.

             José e Maria seguiram viagem para Belém. Em sintonia com o casal, todos  as crianças entoaram a música Exaltado, enquanto entravam em cena um grupo de balet, antecipando a chegada do Menino Deus que foi apresentado aos convidados e em seguida, colocado em uma manjedoura.

            Encerrando a primeira parte da apresentação, todas as crianças orientadas pelo  professor Val cantaram: Que dia Feliz!

          E nos rostos dos familiares e convidados podíamos ver a alegria, surpresa e entusiasmo por tudo que estavam vendo e ouvindo. Foi de fato uma festa que tocou o coração de todos. Em seguida foi servido um lanche gostoso.

         As crianças estavam muito ansiosas, de repente vem entrando pela quadra de forma de forma vibrante o Papai Noel para a distribuição dos presentes. Aí só se via alegria, sorrisos, euforia. Além das crianças do Centro Social, ganharam presentes também das mãos do Papai Noel, irmãos e amigos das respectivas famílias. 

         O nosso Deus lhes pague aos generosos padrinhos e madrinhas que nos ajudaram a fazer acontecer esta linda festa, arrancando do rosto das nossas crianças um bonito sorriso.

  Evanilda e Irmã Célia Maciel 

 


Aluna do Colégio Carmo de Cataguases selecionada pelo Ismart

Parabenizamos a estudante EMÍLIA GUILHERMINA DE PAULA FONSECA. Aluna do Colégio Carmo de Cataguases desde o 6º ano, ela concluiu o 9º ano em 2017 e foi selecionada pelo Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart - www.ismart.org.br). Emília ganhou uma bolsa de estudos para o Ensino Médio na Escola Móbile, em São Paulo, através do projeto Bolsa Talento para alunos do 9° ano do Ensino Fundamental. Ela concorreu com os 11.165 alunos do Brasil, que se candidataram às vagas. O Ismart oferece, além da bolsa em escola particular de excelência, o acesso ao programa de desenvolvimento e orientação profissional até à universidade.


Lançamento do Livro da Ir. Tereza de Jesus
As Irmãs Carmelitas da Divina Providência receberam a comunidade, no Educandário Dom Silvério, na noite de 8 de dezembro, para o lançamento do livro “Irmã Maria Tereza de Jesus: resumo da vida de uma alma amante de Jesus”. Trata-se do diário pessoal da Irmã Tereza, organizado pela pesquisadora Francis Paulina Lopes da Silva. O evento contou com apresentações artísticas de estudantes do Educandário Dom Silvério e do Colégio Carmo.
 
O livro é o terceiro volume da coleção “Vasos de Barro e seus Tesouros”, com biografias de figuras marcantes na história desta congregação religiosa. Irmã Maria Tereza de Jesus foi a 4ª religiosa, cofundadora desta ordem carmelita, criada no início do século XX, em Campos, RJ. O Colégio Carmo de Cataguases foi a primeira escola fundada pelas Irmãs Carmelitas, em 1912, tendo ativa participação de Irmã Tereza neste projeto.
 
A organizadora da obra, Francis, foi professora de Língua Portuguesa do Colégio Carmo de Cataguases. Mestre em Teoria Literária pela UFJF, Doutora em Teoria Literária pela UFRJ, professora e pesquisadora aposentada da UFV, hoje mora em Viçosa, sendo docente colaboradora do Mestrado em Letras da UFV. Participa da Fraternidade de Carmelitas Leigos. Colaborou, também, na organização do livro, o professor de História do Carmo de Cataguases, Gilmar Moreira Gonçalves, que é responsável pelo Memorial Carmelitas da Divina Providência, localizado no Educandário Dom Silvério.
 
Depois de ter acesso ao diário, a fotografias e a uma série de correspondências que Irmã Maria Tereza de Jesus deixou, a professora Francis se dedicou a selecionar e organizar o material que está reunido em mais de 300 páginas. Além da autobiografia e das cartas, enriquecem o livro os depoimentos de diversas pessoas que conviveram com esta religiosa, que foi, como escreveu Francis, “uma mulher livre, sensível e sonhadora, apaixonada pela sua congregação e coerente, até a morte, com seu projeto de viver totalmente segundo Jesus Cristo”.
 
Como conta o livro, Irmã Maria Tereza de Jesus nasceu em Mulungu, no interior do Ceará, em 1876. Foi batizada como Maria do Carmo Chaves. Seu pai era um agricultor e sua mãe cuidava dos 13 filhos. Desde cedo, a menina manifestou seu desejo de seguir a vocação religiosa. Em 1902, foi para o Rio de Janeiro. Naquela época, foi uma viagem difícil, andando 102 quilômetros a cavalo, acompanhada do pai, até Fortaleza e, de lá, deixando para sempre a família, seguiu em um navio a vapor até à capital do país. Em 1904, foi acolhida em Campos, RJ, pela fundadora da Congregação Carmelita, Madre Maria das Neves. Em 1907, fez sua profissão de fé, passando a se chamar Irmã Maria Tereza de Jesus.
 
Dedicou sua vida a cuidar dos enfermos, dos pobres e necessitados. Missionária, ficava entre asilos, orfanatos e hospitais, sendo também catequista de crianças e jovens. Com ela, a Congregação cresceu, foram fundados diversos orfanatos, asilos, casas de caridade e escolas no país. Em seu diário, narra momentos difíceis, de privações materiais, saúde frágil e desentendimentos internos em sua ordem religiosa. Mostrou-se, contudo, uma pessoa desapegada a tudo e que buscava a santidade. Mesmo doente, continuava seu trabalho evangelizador. Morreu em 1958, aos 82 anos.
 
Luciana Mendonça Melo
Jornalista

Colégio Carmo é a escola particular de Viçosa com melhor desempenho no Enem 2016

O Colégio Nossa Senhora do Carmo é a escola particular de Viçosa com o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Com uma média de 667,25, nas provas objetivas e na Redação, o Carmo fica atrás apenas do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (Coluni).

 

Os resultados foram disponibilizados, no dia 28 de novembro, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e processados pelo Bernoulli Sistema Educacional

 

De acordo com a análise, na Classificação Geral com Redação, o Carmo de Viçosa é o 6º lugar entre as escolas da Zona da Mata e está entre as 50 melhores de Minas Gerais. Quando consideradas todas as instituições do Brasil, o Colégio aparece na 244º posição.

 

O Carmo permanece, desde 2009, no topo do ranking das escolas particulares de Viçosa. O resultado é fruto do trabalho diferenciado da escola, dirigida pelas Irmãs Carmelitas da Divina Providência.

 

Parabéns aos alunos e a toda a equipe educativa pelo excelente desempenho!  

 

Assessoria de Comunicação

Colégio Nossa Senhora do Carmo de Viçosa


Semana Missionária. A vida é missão e a missão é vida.

Os profetas anunciaram. O Espirito Santo confirmou, esta bonita experiência, em Itaituba começou. Os missionários, as famílias, começaram visitar. Foi assim que iniciou, Santa Missão Popular.

É festa de Deus, é festa do povo, Santa Missão Popular, veio ai com jeito novo. É festa da paz, vamos celebrar: Juntos nesta caminhada, Santa Missão Popular.

 

Realizou-se dos dias 13 a 22 de outubro na Área Pastoral São Francisco do Tapajós a Grande Semana Missionaria, uma das atividades das Santas Missões Populares. A semana teve inicio na sexta feira dia 13, com a chegada, na Comunidade de Barreiras, dos missionários locais e de fora.

 

O fim de semana foi dedicado a um retiro para os missionários, aprofundando o sentido da semana missionaria e no domingo dia 15 foi o grande envio dos missionários para os nove setores e comunidades da Área Pastoral que é formada por comunidades ribeirinhas (localizadas a beira do Rio Tapajós) e Comunidades rurais, somando 30 comunidades.

 

No dia 21 os missionários regressaram a comunidade de Barreiras, para a partilha e avaliação da semana. Ouviu-se lindos testemunhos de fé, de esperança nesse exercício de ir ao encontro do outro por meio das visitas, das celebrações, da implantação dos cruzeiros, da renovação das promessas batismais. Os missionários voltaram felizes, apesar do cansaço das caminhadas a pé subindo e descendo ladeiras demonstravam grande alegria por esse momento de poder chegar as pessoas mais esquecidas da comunidade.

 

No calor desse despertar do ardor missionário e da fé, vamos preparando as próximas etapas das Santas Missões, pois a missão é permanente...

 

Agradeço a todas as Irmãs que de uma forma ou outra estão em sintonia e comunhão conosco aqui na Prelazia de Itaituba.

 

Irmã Creusa


OUTUBRO, MÊS DE MARIA E DAS MISSÕES EM LUANDA - ANGOLA

Aqui em Luanda o mês de outubro é essencialmente mariano. No dia 08 de outubro celebramos a festa de Nossa Senhora do Rosário na comunidade da qual sou acompanhante espiritual. Fizemos uma linda novena preparatória entitulada “Maria passa à frente”. A participação do povo foi algo admirável, embora tenha sido às 06:30 da manhã a novena foi bem participada. Para o retiro espiritual da comunidade, acontecido no dia 04 de outubro, trabalhei o tema “As virtudes de Maria” desenvolvendo a reflexão sobre 09 virtudes de nossa Senhora. Foi extremamente gratificante partilhar com o povo, mulheres e homens simples, mas cheios de fé e desejo de conhecer mais profundamente sobre a Virgem Maria e as verdades da fé.

Nos dias 21 e 22 de outubro dirigimo-nos em peregrinação ao Santuário Nacional de Nossa Senhora da Muxima (mãe do coração). “O santuário foi fundado em 1599 pelos portugueses. A palavra muxima significa coração em língua kimbundu. A imagem de Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como Nossa Senhora da Muxima é a mais venerada e de maior devoção popular em Angola e em toda a áfrica, recebendo anualmente mais de 1 milhão de peregrinos”.

Seguimos de Luanda em uma caravana de 20 ônibus e micro-ônibus na manhã do dia 21 para visitarmos a casa da Mãe. Chegados lá, fiquei comovida com a fé profunda desse povo, seu diálogo com a Mãe de Deus, seu espírito de sacrifício e amor. O programa foi intenso: rosário, vigília, celebração eucarística, procissão luminosa e muitos cantos. No domingo à tarde retornamos para casa com o coração repleto de paz e de bênçãos.

Para encerrar o mês missionário tivemos uma noite de louvor e uma caminhada rezando o rosário saindo da comunidade Santa Josefina Bakhita rumo à comunidade São Domingos Sávio.

Ir. Mellina Clemente Botelho.

 


“ENTÃO, A VIDA É MISSÃO, A IGREJA É MISSÃO...”

 

Nestes 20 meses que estamos em Manaus/AM já podemos afirmar com segurança o que dizia Dom Helder: Missão é sobretudo abrir-se aos outros como irmãos, descobri-los e encontrá-los...
O mês de outubro tem sido para nós a síntese de toda uma vivência missionária a nível pessoal, comunitária, eclesial...       
Em cada Retiro, Encontros, Assembleia, Reuniões, Palestras, Formações que participamos tanto como Igreja quanto a nível de testemunho na sociedade, vamos vivenciando o carisma de nossa Congregação a serviço de Deus, dos Pobres e dos Enfermos.   
Difícil enumerar os compromissos assumidos porque estar disponível significa não ter uma agenda fixa mas ter o coração aberto ao que vem ao nosso encontro cada dia.  
Foram muitos os Cursos, Retiros e Formações em que participamos e/ou assessoramos... Incontáveis os contatos com pessoas necessitadas, doentes no Hospital e em casa, pobres, viciados... E também agentes de pastoral que nos buscam como apoio e segurança na sua missão nas comunidades.   
Pudemos acompanhar cada comunidade numa formação intensa sobre a “Vida litúrgica” e resgatar valores essenciais de participação e de compromisso com a Igreja no bairro sendo testemunho da presença Eucarística de Jesus no nosso meio. 
O ponto alto deste Mês Missionário foi a Novena de nosso padroeiro São João Paulo II.
Acompanhamos cada noite a Celebração realizada em 9 comunidades e a grande festa com Procissão de todas as comunidades com seus devidos padroeiros. No domingo 22 a Missa Festiva onde nós Irmãs fomos enviadas pelo Arcebispo Dom Sergio Castrianni como Ministras da Palavra e da Eucaristía!
Houve o Sacramento do Crisma para  27 jovens e adultos e a posse do nosso novo Pároco Padre Erlin Henriques Peres. 
E para nossa alegria, a Virgem do Carmo foi apresentada e venerada como CO PADROEIRA de nossa Área Missionária.   
Assim, com a graça de Deus e a proteção materna da Virgem do Carmo vamos vivendo nossa missão nesta terra calorosa e cheia de desafios que nos desinstalam e nos ajudam a crescer como pessoas, como Comunidade Carmelita, como Igreja!

 

Irmãs:  Ana Geralda e Neusa


Homenagem à Terceira Série - Ensino Médio

No dia 25 de outubro, a Terceira Série do Ensino Médio recebeu uma belíssima homenagem surpresa por seu último ano no Carmo de Juiz de Fora. Os pequenos do Segundo Período A prepararam, com o psicólogo do Colégio, Thiago Mateus, mensagens de boa sorte, no vestibular e na vida, para os alunos mais velhos.

A entrega das mensagens foi acompanhada pela leitura de um texto produzido pela professora Hannah Moreira e pela fala da coordenadora da Educação Infantil, Irmã Tiana.

 

“Eu poderia ler aqui vários textos que chamamos de motivacionais. Nomes como ‘O Carpinteiro’, ‘Duas Pulgas’, entre outros, mas escolhi falar da minha experiência pessoal.

Fiz sete vestibulares. Desses sete, passei em cinco e, somente na quinta aprovação, por motivos extremos, pude assumir a minha vaga em uma universidade.

Sete vezes eu quis fazer pedagogia. Sete vezes escolhi a profissão que trilho hoje. Se me arrependo dos caminhos construídos? Nunca. Todos eles me fizeram ser o que sou neste momento.

Vestibular é apenas uma fase difícil. Aquela fase de estudo incansável, de incerteza, de medo. A fase da pressão, da transição da escola para o mundo adulto. E vocês pensam que é assim? O mundo adulto só existe nas burocracias da vida. Se aceitam um conselho, sejam para sempre jovens. Na faculdade, na carreira, na ‘vida adulta’.

Porque jovem não desiste de aprender. Jovem sabe das suas responsabilidades, mas não deixa de cantar, de sorrir, de fazer palhaçada com os amigos. Vivam o vestibular como jovens que são, com a alegria de viver que não pode ser perdida.

É só mais uma etapa! Vai passar! Vai melhorar, vai piorar... São os trilhos do trem-bala da música da Ana Vilela: ‘Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu. É sobre escalar...’.

Escalem mais este desafio. Todos nós estamos torcendo! E, se lá na frente, não for nada disso, recomecem. Cada dia que nasce é uma nova oportunidade.

Boa sorte! Boa prova! Boa caminhada!”

Em nome de toda a Educação Infantil do Colégio Nossa Senhora do Carmo,

Hannah Moreira


“Eis que estou fazendo uma coisa nova”

O que poderia ser razão de choro e lamento tornou-se experiências de ação de graças. Pois desde que aconteceu a passagem do furacão Mateus, ocorrido em outubro de 2016, percebe-se que aumentou ainda mais a integração e solidariedade entre os missionários brasileiros que estão em missão no Haiti, principalmente quando se trata de amenizar o duro fardo destes nossos irmãos que carregam sobre si as chagas de Cristo manifestadas nas mais duras realidades de sofrimentos. Dentre elas o descaso da saúde pois aqui não existe saúde pública e em muitas localidades o difícil acesso faz com que muitos morram de forma desumana.

Assim um dos trabalhos realizados por nós, missionários, são os atendimentos através das clínicas móveis. Desde que aconteceu o furacão no ano passado, Já foi possível realizar atendimentos em 22 comunidades e em algumas delas que ficam bem distante e impossibilitadas de passar transporte, sendo necessário caminhar de quarenta minutos a uma hora e meia carregando todos os matériais necessários para o atendimento.

Além dos brasileiros, participam também os italianos, senegaleses, franceses e haitianos. Isto faz com que o trabalho torne-se mais enriquecedor, pois na diversidade vive-se a unidade fortalecida pela corrente do amor.

Assim aconteceu nos dias 16 a 20 deste mês de outubro, mais uma etapa das clínicas móveis, ocorrido na cidade de Abaku, organizada pelos padres capuchinhos e as Irmãs de Santa Catarina de Alexandria. Da nossa comunidade participamos Ir. Goreth e eu. Pode-se dizer que é uma experiência única e indescritível, onde experimentamos fortemente a presença Deus no meio de nós. Em todas as clínicas móveis de que participei, sempre fiquei com as massagens, o que me alegra muito por perceber que um simples gesto de tocar nas pessoas as tornam tão felizes e valorizadas, pois sentem-se tratadas com dignidade. Chego a pensar que estas experiências os ajudam a fazer a experiência de um Deus misericordioso que em meio à tantos sofrimentos nunca os abandona. “Eu vi e ouvi o clamor do meu povo e desci para ajuda-los” Ex. 3, 7–8. E nós nos sentimos agraciadas pois a dor e o sofrimento dos pobres nos ajuda a sairmos de nós mesmas, nos torna mais sensíveis e nos ajuda a rezar o verdadeiro sentido da nossa consagração e missão.

Deus seja louvado por tudo que ele realizou em nós.

Ir. Ideneide

 


Dia do Professor - Carmo de Juiz de Fora

A Equipe Educativa do Colégio foi recebida, no Anfiteatro Irmã Clotilde, na noite do dia 16 de outubro, para comemorar com a Direção o Dia dos Professores. No encontro, a Diretora Pedagógica, Irmã Sônia Maria Estevam, ressaltou a importância do educador na formação dos educandos, refletiu com todos sobre a bonita mensagem transmitida no texto “As duas moscas” e conduziu o momento de oração e de agradecimento.

 

As duas moscas

 

Contam que certa vez duas moscas caíram em um copo de leite.

A primeira era forte e valente.  Assim, logo ao cair, nadou até a borda do copo, mas, como a superfície era muito lisa e ela tinha suas asas molhadas, não conseguiu sair. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de nadar e de se debater e afundou. Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte, era tenaz. Continuou a se debater, a se debater e a se debater por tanto tempo, que, aos poucos, o leite ao seu redor, com toda aquela agitação, foi se transformando e formou um pequeno nódulo de manteiga, onde a mosca conseguiu, com muito esforço, subir e dali levantar voo para algum lugar seguro.

Tempos depois, a mosca, por descuido ou por acidente, novamente caiu no copo, desta vez cheio de água. Como já havia aprendido em sua experiência anterior, começou a se debater, na esperança de que, no devido tempo, se salvaria. Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou: “Tem um canudo ali. Nade até lá e suba pelo canudo”.

A mosca tenaz não lhe deu ouvidos. Baseando-se na sua experiência anterior de sucesso, continuou a se debater e a se debater, até que, exausta, afundou no copo cheio de água.

 


Encontro de Junioristas 2017

“A glória de Deus é o ser humano vivendo em plenitude”

Santo Irineu

 

Usando as palavras do grande poeta Vinícius de Morais “A vida é a arte do encontro” quero partilhar com vocês em nome das minhas irmãs Junioristas o nosso maravilhoso encontro anual realizado nos dias 20 a 22 de outubro, na nossa comunidade de Barbacena, promovido pela Província Madre Bernadete.

O encontro teve como tema: “A vida é feita de escolhas... votos, vida de oração, convivência fraterna, valores...” e foi assessorado pelo Pe. Cássio Barbosa de Castro, de Juiz de Fora. Foram dias de profunda espiritualidade.

No primeiro dia, o Pe. Cássio nos fez a seguinte pergunta: “O que é Espiritualidade?”, essa pergunta gerou uma boa reflexão, ele nos ajudou a entender o que de fato é a Espiritualidade e como ela é importante para nossa vida.

No segundo dia, sábado, tivemos um dia todo com Maria, a grande educadora. Perpassamos pelo “Nascimento da Mariologia”, pela “Alegria de ser Discípulos” e por último conhecemos um pouco da história de martírio da Serva de Deus Isabel Cristina. Encerramos as atividades deste dia com a Santa Eucaristia.

No último dia, domingo, o Pe. Cássio já não estava conosco, pois tinha seus compromissos paroquiais. Iniciamos o dia com a Missa e em seguida, nós Junioristas, apresentamos nossos trabalhos do Juniorato, com a presença da comunidade das Irmãs. Foi um momento rico de partilha que cada uma trouxe.

Só temos motivos para agradecer a Deus por esta oportunidade maravilhosa que tivemos. Agradecemos a Ir. Imaculada e toda a Província por nos permitir fazer essa experiência. Agradecemos ao Pe. Cássio que foi muito feliz em suas reflexões e à comunidade das Irmãs que nos acolheram com tanto carinho. Deus lhes pague!

 

Pelo grupo das Junioristas, Ir. Michele.

 


Retiro Espiritual dos Educadores

Nos dias 29 e 30 de setembro e 1º de outubro, foi realizado, no Seminário da Floresta, em Juiz de Fora, o 17º Retiro Espiritual dos Educadores dos Colégios Carmo de Cataguases, de Juiz de Fora, de Viçosa e de Teresópolis. 

 

Neste ano, trabalhando com o tema Maria: Nossa Mãe, o Padre Cássio Barbosa de Castro, que nos conduziu neste retiro, presenteou-nos com o seu encantamento por Maria e por Santa Terezinha do Menino Jesus. Fazer um pequeno estudo e obter tanto conhecimento sobre Maria nos proporcionou ter Nossa Mãe mais perto do nosso coração, para que nossas atitudes sejam da vontade do nosso Cristo Misericordioso.

 

Estudamos a presença de Maria na sagrada escritura e conhecemos mais sobre os ensinamentos de Santa Terezinha, que, mesmo tendo um breve tempo aqui na terra, nos deixou muitas mensagens sobre um Pai bom e misericordioso e nos alertou sobre a necessidade da oração. Tivemos o prazer de receber, na tarde de sábado, a Senhora Liane, uma aluna do curso de Teologia do Seminário Santo Antônio que estuda a aparição e a iconografia de Nossa Senhora Aparecida - Rainha e Padroeira do Brasil. Foi muito rica a oportunidade de conhecer mais profundamente a história de Nossa Mãe e Rainha Aparecida. Estes dias no retiro nos proporcionaram, no silêncio, estar mais próximos de Deus.

 

Queremos, em nome de todos os educadores, agradecer à Congregação por mais este precioso tempo de retiro.

 

Elaine Aparecida Fontes

Coordenadora Pedagógica do Carmo de Viçosa 


Retiro de Discernimento Vocacional

A caminho do Carmelo de Madre Maria das Neves

 

            Aconteceu nos dias 13 e 14 de outubro de 2017, em São João Del Rei/MG, sob os cuidados da Comunidade Madre Bernadete, o Retiro de Discernimento Vocacional organizado pelas Irmãs da Coordenação do Serviço de Animação Vocacional: Irmã Julia, Irmã Maria Imaculada, Irmã Maria Geralda, Irmã Maria José e Irmã Graça Fernandes.

            Com o objetivo de “buscar a confirmação da Vontade do Senhor”, participaram do retiro sete vocacionadas: Gislane Araújo e Paola Santana de Viçosa; Wilane Henrique e Naiara Reis de Paula Cândido; Maria Larissa e Cynthia Campos do Rio de Janeiro e Laura Urbano de Belo Horizonte.  

            Sob a orientação do Padre Afrânio Vieira de Almeida, administrador da Paróquia de São Pedro e São Paulo – Barbacena/ MG, participamos da Celebração Eucarística, vivenciamos profundos momentos de oração, meditação da Palavra de Deus, adoração ao Santíssimo Sacramento. Assim, pudemos escutar o apelo de Deus para nós, principalmente, através da meditação dia e noite da Palavra do Senhor no silêncio e no recolhimento interior.             Foi uma experiência diferente e especial, um retiro simples e profundo que nos encheu do Espírito Santo, despertando o desejo de seguir Jesus a exemplo de Maria, do profeta Elias e de Madre Maria das Neves, modelos que nos ensinam a viver o silêncio orante, a escuta atenta da Palavra, a obediência, a humildade no servir e a confiança nos planos de Deus.

            Além disso, por meio da convivência fraterna com as Irmãs que já doaram a vida pelo Reino de Deus e que hoje fazem parte da comunidade orante da Congregação, olhamos para nós e entendemos que Deus também nos chama a consumirmos nossas vidas pela Igreja a serviço do povo.

            Agradecemos a equipe da Pastoral Vocacional pelo maravilhoso retiro, as Irmãs da Comunidade Madre Bernadete pelo acolhimento e cuidado, o Padre Afrânio por seu entusiasmo e sua dedicação, e também a toda a família Carmelitana pelas orações.

            Assim como Maria, nos alegramos e damos graças ao Senhor pela sua misericórdia e pelo seu imenso amor por todo o Carmelo de Madre Maria das Neves.

 

Vocacionadas